A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

22/01/2019 10:37

Ladrões invadem casa, agridem contador e fogem levando R$ 18,2 mil

Crime aconteceu no fim da tarde de ontem (21), no Bairro Universitário, localizado na saída para São Paulo

Viviane Oliveira
O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário da Vila Piratininga (Foto: arquivo/Campo Grande News) O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário da Vila Piratininga (Foto: arquivo/Campo Grande News)

Contador e motorista de aplicativo de 44 anos foi feito refém e agredido a socos, chutes e pauladas por dois homens armados com pistola durante roubo de um Renalt Sandero. O crime aconteceu no fim da tarde de ontem (21), no Bairro Universitário, em Campo Grande.

Conforme boletim de ocorrência, a vítima contou que chegava em casa quando foi surpreendida por dois homens armados com pistola. Um terceiro integrante em um VW Gol antigo dava suporte aos criminosos durante o crime. Sob ameaça, a vítima foi obrigada a abrir a porta de casa para os bandidos entrarem.

Eles fugiram levando R$ 18,2 mil, televisão de 42 polegadas e o Sandero da vítima, que foi obrigada a dirigir para os criminosos. Durante o percurso, o contador avisou para os assaltantes que o automóvel tinha rastreador. Na sequência, a vítima foi obrigada a sair do carro e correr para um pasto. Um dos bandidos, então, assumiu a direção e aproximadamente 200 metros depois abandonou o veículo com os objetos no porta-molas.

O contator, então, se escondeu no meio do mato e por volta das 19h conseguiu socorro em um centro de recuperação, localizado nas proximidades da MS-455, região da Gameleira. Ele entrou em contato por telefone com outros colegas motoristas de aplicativos, que chegaram poucos minutos depois. A vítima se recorda que antes de ser liberado pelos autores, foi agredida com socos no rosto, chutes e uma paulada no antebraço esquerdo e nas costas.

Equipes do Batalhão de Choque foram acionados para atender a ocorrência, mas não conseguiram localizar os suspeitos. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions