A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

30/06/2019 11:46

Lista gera dúvidas e Agehab explica motivo de nomes duplicados

Duplicidade de nomes nas relações de contemplados para 602 unidades provocou dúvidas e até revolta

Jones Mário
Inscritos tomaram quadra da Escola Estadual Joaquim Murtinho para acompanhar o sorteio (Foto: Kisie Ainoã)Inscritos tomaram quadra da Escola Estadual Joaquim Murtinho para acompanhar o sorteio (Foto: Kisie Ainoã)

A duplicidade de nomes nas listas de contemplados para 602 apartamentos do Programa Minha Casa Minha Vida provocou dúvidas e até revolta após o sorteio, realizado ontem em Campo Grande. Porém, a Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul) assegura que ninguém será favorecido duas vezes.

De acordo com a instituição, algumas pessoas foram contempladas como reserva num primeiro sorteio, o que não tira a possibilidade destas mesmas pessoas serem sorteadas como principal na próxima rodada, o que aconteceu. A Agehab afirma que se o contemplado foi reserva em um sorteio e principal em outro, ele só será favorecido naquele em que foi beneficiado como titular.

O sorteio público foi realizado no ginásio da Escola Estadual Joaquim Murtinho, centro da Capital. Foram distribuídos 602 apartamentos de quatro residenciais: Portal Laranjeiras, no bairro Tarumã (210 unidades); Residencial Sírio Libanês, no bairro Sírio Libanês (154 unidades); Residencial Jardim Aero Rancho 7 (119 unidades) e Residencial Jardim Aero Rancho 8 (119 unidades). As unidades estão em fase de execução de obra que varia de 20% a 60%, com entrega prevista até 2020.

A Polícia Militar estimou que pelo menos 5 mil pessoas, a maioria, mulheres, se espremeram na arquibancada da escola para acompanhar o sorteio. Segundo a Agehab, 35.601 famílias com renda de até R$ 1,8 mil e que atualizaram o cadastro nos últimos dois anos estavam inscritas na Capital.

Os contemplados terão nome divulgado em Diário Oficial e na página da Agehab (veja aqui). A partir dessa notificação oficial, o sorteado terá 15 dias para apresentar documentação comprobatória de renda e dos critérios diferenciados.

A construção dos residenciais foi feita em parceria entre os governos federal (R$ 85 milhões), estadual (R$ 17,5 milhões) e prefeitura de Campo Grande, que doou área de R$ 670 mil. Cada apartamento tem 42 metros quadrados, com dois quartos, sala, cozinha e lavanderia conjugada. As parcelas previstas são de R$ 80 a R$ 220, de acordo com a renda do beneficiado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions