A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

30/08/2015 15:40

Lutador que espancou engenheiro surta, é algemado e isolado em cela

Viviane Oliveira
Rafael chegando ao Fórum no dia da audiência sobre o caso.   (Foto: Marcos Ermínio)Rafael chegando ao Fórum no dia da audiência sobre o caso. (Foto: Marcos Ermínio)

O lutador de jiu-jitsu, Rafael Martinelli Queiroz, 27 anos, teve um surto durante visita, nesta manhã, no Centro de Triagem Anísio Lima, no complexo penitenciário, no Jardim Noroeste. Ele está preso desde 19 de abril por espancar o engenheiro eletricista paulo César de Oliveira até a morte no Hotel Vale Verde, em Campo Grande.

Conforme o advogado de defesa, Darguim Julião Vilhalva Júnior, durante a visita do irmão, Rafael apresentou alteração de humor, falando coisas desconexas, chutando a cela e se auto agredindo. Ele também não reconheceu o irmão e nem o advogado, que foi acionado pelo presídio por causa do comportamento do lutador. O Centro de Triagem teve que fazer uma operação para contê-lo. “Ele foi algemado e transferido para uma cela isolada no Instituto Penal”, diz.

Segundo Darguim, um dos agentes informou que Rafael está apresentando comportamento inadequado desde a última sexta-feira (28). “O presídio deverá acionar atendimento médico. O psiquiatra dele particular já foi informado sobre o caso”, explica.

O advogado acredita que o lutador começou a lembrar o que aconteceu no dia do crime e pode ter ficado emocionado com a visita do irmão. “É a terceira vez que o irmão o visita e a audiência que ocorreu no começo desde mês também mexeu muito com ele, ocasião em que o lutador ouviu as testemunhas sobre o homicídio”.

Crime - Rafael, que é de Valparaíso (SP), veio à Capital para participar de um evento de lutas realizado no Círculo Militar. Porém, não competiu na noite de sábado (18 de abril), como era previsto, e foi para o hotel, na avenida Afonso Pena, por volta das 22h. O lutador foi até o quarto 221, onde estava hospedado com a namorada de 24 anos, quando teve início uma discussão envolvendo traição. Ele bateu na mulher que, amedrontada, fugiu pelos corredores e pediu socorro na recepção.

Ao sair enfurecido do quarto, Rafael destruiu tudo o que encontrou pela frente, até se deparar com Paulo, que havia acabado de abrir a porta de seu apartamento, o 216, para ver o que estava acontecendo. A vítima, que era de Batatais (São Paulo), foi espancada até a morte. Rafael tem quase dois metros de altura, pesa 140 kg e é lutador profissional. Já Paulo pesava cerca de 70 quilos e tinha 1,68 metro de altura.



ESSA É A MANOBRA MAIS ANTIGA DA DEFESA, CULTIVANDO FATOS DE PERTURBAÇÃO CHEGANDO AO FINAL COM ALEGAÇÃO DE INSANIDADE, LIVRANDO ELE DE PASSAR 15 ANOS PRESO SEM CONDICIONAL, PASSANDO UNS 5 ANOS EM TRATAMENTO E DEPOIS TA LIVRE PRA MATAR E AGREDIR MAIS QUANTOS ELE QUISER.
ACORDEM PROMOTORIA E NAO CAIAM NESSA.
 
LUCIANO MARQUES em 30/08/2015 19:05:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions