A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

15/05/2012 18:07

Mãe de criança de 2 meses disse que deixou o bebê com o pai

Mariana Lopes e Viviane Oliveira
Mãe da criança, de blusa de xadrez, indo embora após prestar depoimento na delegacia. (Foto: Viviane Oliveira)Mãe da criança, de blusa de xadrez, indo embora após prestar depoimento na delegacia. (Foto: Viviane Oliveira)

A mãe da criança, de dois meses, abandonada na região do bairro São Conrado, em Campo Grande, se apresentou na tarde desta terça-feira (15), na DPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), e afirmou que deixou a filha na casa do pai.

Ela contou que há 20 dias, antes de ir para Camapuã, deixou a filha na casa do pai, no bairro Santa Emília. Quando ela já estava lá, ele ligou e disse que não tinha mais condições de cuidar da menina porque a esposa dele havia arrumado emprego.

Com a notícia, a mãe ligou para uma adolescente de 17 anos e combinou que ela cuidaria da criança durante o tempo que ela estivesse fora. Segundo a mãe, a garota pegou a criança com o pai.

Neste período longe de Campo Grande, a mãe afirma que ligava todos os dias para a adolescente para saber como a filha estava. “Ela sempre me dizia que estava tudo bem, não sabia como minha filha estava sendo cuidada”, contou. Para ela, o pai deveria ter dado condições para adolescente cuidar da criança.

A mãe afirma também que quando soube das notícias que saíram na mídia, ligou para a adolescente para saber o que estava acontecendo, mas nega ter ameaçado a garota, como ela disse à polícia.

Segundo a mãe, ela trabalha como doméstica em uma fazenda em Camapuã. De acordo com informações de testemunhas repassadas ao Conselho Tutelar, a mãe da criança trabalha em uma boate como garota de programa.

A mãe disse ainda que por enquanto a criança ficará com os tios e depois ela tentará retomar a guarda. “Eu quero ficar com a minha filha. É doloroso, ainda mais que tudo isso aconteceu perto do Dia das Mães”, desabafa.

Para a Polícia, a adolescente disse que a mãe não voltou no dia combinado. Então ela deixou a criança com a vizinha - Alessandra Silva Oliveira, de 25 anos.

Como foi - O caso veio à tona depois de uma denúncia no Conselho Tutelar da região central feita na terça-feira (8). O conselheiro Marcelo Marques Castro disse que quando chegou na casa da vizinha o bebê estava sendo bem cuidado.

Ainda assim, o bebê foi levado para um abrigo da prefeitura. Dias depois, a mãe chegou a procurar o conselheiro para pegar a filha de volta. Ela negou que havia deixado a criança na boca de fumo, mas confirmou que a entregou para a adolescente cuidar.

A delegada da DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), Regina Márcia Rodrigues Mota, disse que provavelmente a criança deve ser encaminhada para adoção. Segundo ela, ninguém da família procurou a menina e a mãe já provou que não tem condições de criá-la.

De acordo com o boletim de ocorrência, registrado sobre o caso, o lugar que a menina foi deixada pela mãe é uma boca de fumo. Porém só foi confirmado pela Polícia o abandono. “Nós fomos até o local e não encontramos nada”, finaliza a delegada.



A+ou-20 anos vi um caso acontecido em aguas claras,uma cadela fez um buraco embaixo de madeiras e teve seus filhotes ,choveu, alagou e os cãezinhos se afogaram,a cadela os carregou na boca, alguns ja mortos,por dentro d'agua, na chuva e trouxe para lugar seco perto das pessoas ,talvez pedindo socorro,mas nada se podia fazer mais,dava p se ver o desespero da cadela,e agora vem essa se dizendo mãe..
 
Lucas da Silva em 16/05/2012 10:55:54
concordando com lucas da silva até os animais é mais carinhosos, companheiros solidarios do que os humanos
 
greissiele gonzales villaba em 16/05/2012 01:49:12
Chamar esse traste de mãe é ofender aquelas que criam seus filhotinhos com muito amor.
 
DALVA PEREIRA em 16/05/2012 01:43:11
MÁE... COMO PODE SER CHAMADO DE MÃE UMA CRIATURA QUE DEIXA SUA FILHA COM OS OUTROS NÃO CONHECE ESSA PESSOA DIREITO, MESMO QUE CONHECESE NÃO DA O DIREITO DE DEIXALA, COME PÃO E AGUA MAS E COM ELA QUE DEVE FICAR, AI CADE A JUSTIÇA PARA FAZER CUMPRIR SUAS OBRIGAÇÃO DE MÃE E PAI TAMBEM, POIS CRIANÇA NÃO DEVE PASSAR POR TUDO TORTURA, NESSA IDADE ENTÃO, JUSTIÇA PALAVRA FORTE QUE MAIS NÃO FAZ NADA.
 
IRACI LINS DA SILVA em 15/05/2012 08:41:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions