ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Manifestantes aguardam fim de reunião em Brasília para deixar sede do Incra

Lideranças dos movimentos que lideram invasão estão em encontro com o presidente nacional do Incra

Richelieu de Carlo | 24/01/2017 12:15
Manifestantes ocupam corredores do prédio onde fica a sede do Incra em Campo Grande. (Foto: Macos Ermínio)
Manifestantes ocupam corredores do prédio onde fica a sede do Incra em Campo Grande. (Foto: Macos Ermínio)

Cerca de 600 membros de oito movimentos sociais de trabalhadores sem terra aguardam fim da reunião, que acontece neste momento em Brasília, com lideranças sul-mato-grossenses e representantes do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) nacional e local, para definir se deixam a sede do órgão em Campo Grande. A invasão começou na manhã de segunda-feira (24) e já dura mais de um dia.

Na reunião, os líderes dos movimentos locais pedem mais agilidade no processo da reforma agrária no Estado e a reestruturação do órgão e, caso essas reivindicações sejam aceitas, segundo Rodionei Merlin, diretor do FNL (Força Nacional de Luta), eles prometem desocupar o prédio.

Além de líderes dos manifestantes, participam da reunião o presidente nacional do Incra, Leonardo Góes Silva, e o superintendente de Mato Grosso do Sul, Humberto Maciel. De acordo com Humberto, o encontro está indo bem e estão próximos de uma solução para o impasse.

No momento, segundo a assessoria do Incra-MS, os funcionários seguem impedidos de ter acesso ao interior da sede do órgão, localizado na Rua 25 de dezembro com a Antônio Maria Coelho. Os invasores aguardam o resultado da reunião em Brasília para deliberar se deixam o prédio.

Enquanto reunião acontece em Brasília, manifestantes almoçam na sede do Incra. (Foto: Marcos Ermínio)
Enquanto reunião acontece em Brasília, manifestantes almoçam na sede do Incra. (Foto: Marcos Ermínio)
Nos siga no Google Notícias