A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

11/06/2013 16:06

Marcado para 12 de julho júri popular de lutador que matou vigia

Nadyenka Castro
Airton Colognesi, poucas horas após ser preso em flagrante pelo homicídio. (Foto: Pedro Peralta)Airton Colognesi, poucas horas após ser preso em flagrante pelo homicídio. (Foto: Pedro Peralta)

Está marcado para 12 de julho deste ano o júri popular de Airton Colognesi, o lutador que na madrugada do dia 7 de julho de 2011, em Campo Grande, matou o vigia Adelson Eloi Nestor de Almeida, 46 anos.

O julgamento está marcado para começar às 8 horas, no Fórum da Capital, e será presidido pelo juiz Aluizio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri.

O vigia morreu no local de trabalho - posto de combustíveis na avenida Tamandaré -, ao evitar que Airton entrasse na área do comércio, delimitada por uma corda. E, próximo ao limite com a calçada, segundo relatos à Justiça de um dos policiais militares que prenderam Airton, havia sangue, indicando que ali tinha acontecido alguma coisa.

Também foi encontrado próximo ao local uma barra de ferro. Arma que teria causado ferimento de 10 centímetros na cabeça de Adelson, conforme apontou laudo.

O lutador foi preso logo após o crime. Conforme o policial que o prendeu, ele estava deitado sobre a grama há uma quadra do local do crime, com os braços abertos, parecia estar embriagado, estava consciente e contou o que havia ocorrido.

Airton foi preso em flagrante com as roupas ainda manchadas de sangue, mas, duas semanas depois saiu da cadeia com autorização judicial.

O juiz Alexandre Ito, em substituição na 2ª Vara à época, determinou fiança de 10 salários mínimos para a soltura, entretanto, a defesa alegou que ele não tinha condições de fazer o pagamento e o Tribunal de Justiça concedeu habeas corpus sem o pagamento. Airton mudou de Campo Grande, com autorização da Justiça, alegando sofrer ameaças.

Em julho do ano passado foi decretada novamente a prisão dele. A defesa pediu a revogação, mas, foi indeferido.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions