A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

17/08/2018 11:45

Marquinhos aponta problema de gestão no HU e diz que repasse está em dia

Ministério Público Federal realiza reunião na manhã desta sexta-feira

Aline dos Santos e Kleber Clajus
Marquinhos afirma que vai se reunir com secretários de Saúde. (Foto: Kleber Clajus)Marquinhos afirma que vai se reunir com secretários de Saúde. (Foto: Kleber Clajus)

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), avalia que houve problema de gestão no HU (Hospital Universitário), que fechou o pronto-socorro por 15 dias devido à superlotação. “Fui dar uma estudada ali e é problema de gestão. Estamos enviando em torno de 13 pacientes para o HU. Alternativas nós temos e o repasse está em dia”, afirma o prefeito.

Segundo Marquinhos, será realizada reunião com os secretários municipal e estadual de Saúde. “Vamos organizar, como fizemos na Santa Casa”, diz Marquinhos. 

Com o fechamento do PAM (Pronto Atendimento Medico) ontem, o MPF (Ministério Público Federal) realiza reunião na manhã desta sexta-feira (dia 17). A tentativa é reabrir o setor.

Na quinta-feira, eram 67 pacientes no pronto-socorro, mas o local tem 26 leitos. Os doentes estavam distribuídos em leitos, macas no corredor e até cadeiras. Hoje, o PAM do Hospital Universitário tem 57 pessoas. Desde ontem, 10 pessoas conseguiram vagas em quartos.

Já a Santa Casa de Campo Grande e o HR (Hospital Regional) Rosa Pedrossian informam que os impactos, após o fechamento do PAM, ainda estão sob controle, com a superlotação dentro da “normalidade” nesta sexta-feira.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions