A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

02/09/2018 18:37

Mau tempo cancelou metade dos voos programados para este domingo

Queda expressiva da temperatura afetou operação das companhias

Kleber Clajus
Mudanças de temperatura mantiveram no chão parte dos passageiros com origem ou destino ao aeroporto de Campo Grande (Foto: Liniker Ribeiro)Mudanças de temperatura mantiveram no chão parte dos passageiros com origem ou destino ao aeroporto de Campo Grande (Foto: Liniker Ribeiro)

O Aeroporto Internacional de Campo Grande voltou a operar normalmente, neste domingo (2), informou a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária). Dos dez voos programados para hoje, cinco foram cancelados pelas companhias aéreas.

Passageiros enfrentaram, desde a madrugada, dificuldades devido a queda expressiva da temperatura na Capital que contabilizou 20ºC no período de 24 horas.

A Gol Linhas Aéreas cancelou rota entre Campo Grande e o aeroporto de Guarulhos, no Estado de São Paulo, enquanto a Azul Linhas Aéreas um trecho iniciado em Porto Alegre (RS) que, posteriormente, seguiria rumo a Cuiabá (MT).

Em nota, a Latam Airlines informou que três de seus voos foram impactos pelas condições meteorológicas adversas, sendo dois de e para Congonhas cancelados e outro alternado para Curitiba. "A companhia esclarece que está prestando a assistência necessária aos passageiros, reitera que a segurança um valor imprescindível e, sobretudo, todas as suas decisões visam garantir uma operação segura", finaliza.

Direitos do passageiro - Em casos de cancelamento, a companhia aérea fica responsável pela assistência material, opção de reacomodação em outros voos ou reembolso. Quanto ao atraso, o passageiro tem direito a comunicação (internet/telefone) a partir de uma hora, em duas a alimentação e ao completar quatro pode receber voucher de transporte se residir no mesmo município de partida ou hospedagem, todos pagos pela empresa de transporte.

Se tais direitos forem desrespeitados, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) orienta o registro de reclamação junto a companhia aérea, balcão da própria agência e, se for o caso, recorrer ao Poder Judiciário para reivindicar indenizações por danos morais e/ou materiais com comprovante do cartão de embarque, de gastos extras (alimentação/hospedagem) ou documento relacionado à atividade profissional que seria cumprida no destino.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions