A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

10/08/2015 13:17

Médicos podem votar por retorno à greve em assembleia nesta segunda-feira

Flávia Lima
Valdir Siroma diz que categoria considera escalonamento descumprimento de acordo. (Foto:Arquivo/Marcos Ermínio)Valdir Siroma diz que categoria considera escalonamento descumprimento de acordo. (Foto:Arquivo/Marcos Ermínio)

Médicos da rede municipal de Saúde realizam nesta segunda-feira, às 19 horas, assembleia para discutir a continuidade de negociação com a prefeitura ou se voltam a entrar em greve. Em maio, a categoria paralisou os serviços por um mês pedindo a vota das gratificações e reajuste salarial.

O principal ponto que levou a categoria a cogitar uma nova paralisação é a decisão da prefeitura de escalonar o pagamento dos servidores. Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos, Valdir Siroma, dentro do acordo realizado com a categoria, estava a garantia de pagamento até o 5º dia útil.

No entanto, conforme o calendário de pagamentos da administração municipal, os servidores que recebem acima de R$ 7 mil tem o pagamento liberado a partir do dia 21. "Praticamente 100% dos médicos estão nessa situação. Independente da decisão da prefeitura, temos um acordo a parte", ressalta Siroma.

Os médicos também pedem a mudança de categoria que hoje é nível 15 para 17. "Estamos relacionados em uma categoria junto com veterinários e odontólogos, mas nossa profissão tem especificações diferentes", explica.

Siroma também lembrou que ficou acordado com a prefeitura, a retomada das negociações no mês de agosto.

Segundo dados da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), durante o período de greve, 34 médicos concursados pediram exoneração, 221 convocados exigiram a revogação de contrato, totalizando 255 baixas, sem contar três profissionais que foram demitidos pela prefeitura.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions