A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 12 de Novembro de 2018

07/04/2011 11:23

Médicos querem valor de R$ 80 para consulta nos planos de saúde

Ricardo Campos Jr.

Por causa de paralisação, consultas não serão realizadas hoje

Com fitas pretas nos braços, médicos protestaram pela valorização dos profissionais na saúde pública e provada. (Foto: João Garrigó)Com fitas pretas nos braços, médicos protestaram pela valorização dos profissionais na saúde pública e provada. (Foto: João Garrigó)

Aproximadamente 3 mil médicos em todo o Estado cruzam os braços para atendimentos eletivos aos pacientes de planos de saúde nesta quinta-feira. Eles exigem melhores salários e condições de trabalho, tanto na saúde pública quanto particular, e reivindicam, entre valores específicos para certos tipos de procedimentos, um mínimo de R$ 80 para as consultas.

Vestidos com jalecos e fitas pretas atadas nos braços, representantes de várias entidades médicas se reuniram hoje em coletiva com a imprensa. Estavam presentes os presidentes do CRM (Conselho Regional de Medicina) Juberty Antônio de Souza, Sindicato Médico Marco Antônio Leite, Associação Médica Eliana Patrícia Maldonado Filho, e o presidente da Câmara Municipal Paulo Siufi (PMDB).

“Não dá para falar da saúde sem falar de seus agentes, sem falar dos seus médicos”, disse Juberty. “Temos sido alvo de todas as criticas. Os médicos, de certa forma, têm sido condicionados e acusados das mazelas do serviço publico. Mas quem é mais explorado e mais desrespeitado acaba sendo o médico”.

De acordo com o presidente do CRM, somente as consultas não serão realizadas hoje. Ele garantiu que profissionais que atuam nas áreas de urgência e emergência trabalham normalmente.

A manifestação é feita nacionalmente. Os profissionais consideram um movimento histórico de união da classe médica.

Representantes de diversas entidades se reuniram na manhã desta quinta-feira no CRM-MS. (Foto: João Garrigó)Representantes de diversas entidades se reuniram na manhã desta quinta-feira no CRM-MS. (Foto: João Garrigó)

Particular - Um dos principais pontos de questionamento dos profissionais é com relação ao valor pago pelos planos de saúde, que tem sido motivo de fechamento de consultórios e desvinculação de vários profissionais, que passam a atender somente particularmente.

Segundo Marco Antônio, houve aumento de 140% em relação ao valor pago pelo usuário dos planos de saúde, enquanto o acréscimo dado para os médicos ficou em torno de 50%. “A cor que estamos usando é a cor que está a saúde pública e privada”, disse.

Ele explica que o valor pago por consulta varia de plano em plano, com mínimo de R$ 25 e máximo de R$ 45. É preconizado que o médico, como qualquer profissional, trabalhe um montante, segundo Marco, de 20 horas semanas, o que corresponde a 4 horas diárias sem contar os finais de semana.

Também é pré-determinado que cada consulta dure, no mínimo, 15 minutos, o que resulta em 4 pacientes atendidos por hora.

O Campo Grande News fez então as contas de acordo com as informações e valores informados por Marco. Um médico que trabalha ganhando o menor valor possível atendendo a essa quantidade de pacientes, receberá, ao fim das 4 horas, um montante de R$ 400. No final dos cinco dias da semana terá R$ 2 mil. Tomando por base que um mês têm em média 4 semanas, resultaria em um salário de R$ 8 mil.

No entanto, o presidente da Associação Médica fala a respeito das despesas de um médico. Ele calcula que um médico que trabalha sozinho em um consultório e tem gastos com aluguel, secretária, equipamentos, materiais descartáveis, impostos, além de água, luz, telefone e internet, desembolsa de R$ 2,5 a R$ 3 mil mensalmente.

Uma especialização, segundo ele necessária para que o profissional se mantenha atualizado, custa em torno de R$ 2500.

O resultado: um médico que trabalha nestas condições recebe em torno de R$ 2,5 mil por mês.

Protesto - Pela manhã vários médicos se reuniram na praça do Rádio Clube em uma ação de protesto.

A partir das 13 horas será realizada uma audiência Pública no Plenário da Assembléia Legislativa do Estado. O objetivo é discutir com a população a condição crítica em que se encontra a medicina suplementar.

Médicos param nesta 5ª feira para pressionar planos de saúde
Médicos de Mato Grosso do Sul fazem paralisação nesta quinta-feira para pressionar os planos de saúde. A iniciativa, denominada “Os médicos vão parar...
Médicos fazem “promoções” para atrair clientes particulares
Descredenciamento e restrições a pacientes de convêniosPara continuar com clientes, mas em regime particular, a estratégia que alguns médicos adotar...
Médicos de MS aderem a paralisação no dia 7 de atendimento de planos de saúde
Na próxima quinta-feira, os médicos de Mato Grosso do Sul também vão participar de mobilização nacional, que pede reajuste no valor pago pelo atendim...


Sou usuário Unimed a varios anos, a muito tempo percebo e concordo com o descontamento da classe médica, o que seria uma união de médicos, virou uma instituição inchada e com outros propósitos, basta entrar no prédio da Unimed e ver a suntosidade e luxo das instalações de atendimento, porém o serviço está parecendo fila do SUS com longas filas p autorizações de cirurgias e procedimentos, além de estarem duvidando do próprio médico, ao solicitar um exame mais complexo eles cópias dos outros exames que originaram o pedido deste, isto e, vc tem que andar com uma pasta carregando toda sua vida médica se não quizer voltar a enfrentar a fila novamente. Tem até Banco Unimed emprestando dinheiro, lógico q o capital para isto vem das mesalidades dos usuários, prefiro q paguem melhor o médico e pensem melhor em seus propósitos.
 
Adroaldo Magno Schlotefeldt em 08/04/2011 04:29:58
Tadinho deles... tão pobres!
 
Luis Karlos em 07/04/2011 12:58:54
Só digo uma coisa, que os médicos deveriam lembrar de seu juramento: "Eu, solenemente, juro consagrar minha vida a serviço da Humanidade...Praticarei a minha profissão com consciência e dignidade....Não permitirei que concepções religiosas, nacionais, raciais, partidárias ou sociais intervenham entre meu dever e meus pacientes.
Manterei o mais alto respeito pela vida humana, desde sua concepção. Mesmo sob ameaça, não usarei meu conhecimento médico em princípios contrários às leis da natureza.
Faço estas promessas, solene e livremente, pela minha própria honra." Somente uma parte do juramento de hipocrátes...
 
Akira Hisano em 07/04/2011 12:47:03
Pois bem, eles querem aumento, mas qnd vamos nos consultar os médicos nem encostam em nós, ficam de longe olhando e na maioria das vezes esperamos 30 min para uma consulta que demora menos 5min!!!!que vergonha!!se querem aumento façam por onde!
 
Felipe Lopes em 07/04/2011 12:22:10
A classe dos médicos está de parabéns pela união. Os engenheiros deveriam fazer o mesmo. Como pode o DETRAN-MS querer pagar R$2.500,00 para engenheiro. É total falta de bom senso.
 
JEFFERSON FELIZARDO em 07/04/2011 12:03:21
Manifestação inteiramente válida! Assim como a educação e a segurança pública, a saúde faz parte de um dos pilares de qualquer sociedade desenvolvida. Tratar um profissional que tanto se dedica para se formar de tal forma é inadmissível, principalmente quando presenciamos o ABSURDO que um ocupante do cargo legislativo recebe. Deputado recebe R$20.000,00 reais fora as vantagens, e um médico vai receber apenas isto? A população está com vocês!
 
Jorge Bastos em 07/04/2011 11:47:41
Acho justo a reivindicação da classe médica. Todo mundo acha que médicos e outros profissionais de saúde ganham muito, quando na verdade ganham bem menos do que muitos imaginam. Os que criticam, gastam muito mais em entradas de shows, bebidas, salões de beleza e roupas de marca, do que com consulta médica, que além de auxiliar no alívio da doença, traz consigo toda responsabilidade de um insucesso de tratamento. Convém também lembrar que o campograndenews fez um cálculo equivocado, esquecendo-se das consultas de retorno, que são frequentes e nem sempre pela mesma queixa. Todas as profissões tem os bons e os maus profissionais, mas são pelos bons que devemos olhar e não generalizar como se todos fossem maus. Duvido que alguem nunca precisou da ajuda de um profissional de saúde, para se curar de uma patologia. Quem não acha justo, não cuida da sua saúde. Atender um paciente por 39 reais, se expor aos mais diversos tipos de doença, não ter horário de término de jornada, ficar com o celular disponível 24 h por dia e ainda com direito a retorno, só um profissional de saúde para aguentar; pois, o que se pode fazer com 39 reais? Dar para fazer um anúncio neste site? Levar o cachorro no veterinário?; fazer cabelo, pé e mão da esposa no salão? Pagar honorários advogatícios? É algo para se pensar....; pois quanto vale a vida humana, que passam nas mãos dos profissionais de saúde?
 
João Araújo em 07/04/2011 11:11:03
Essa categoria será mal remunerada mesmo? somente o fato de profissionais da área se interessar tanto pela política já justifica a voracidade dos me$mo$.
 
Moacir Rodrigues Alcântara em 07/04/2011 09:53:34
É isso ai, vamos brigar por melhores remunerações. Lembremos que um gari anda quilometros por dia varrendo nossa sujeira pelas ruas. E o professor, que ensina nossos fihos diariamente? Vamos todos ganhar esses míseros R$ 8000,00 por mês...
 
Paulo Prad em 07/04/2011 09:31:12
FAÇO UM DESAFIU Q ESSES MEDICOS MOSTREM SEUS DEMONSTRATIVOS DE RENDA PQ QUEM GANHA 2,5 MIL POR MES NÃO VIVE DA MANEIRA Q VIVEM COM UM ALTO PADRÃO DE VIDA, E TAMBEM SE QUEREM SALARIOS MELHORES TRABALHEM COMO SE DEVE, COMO SÃO PAGOS PARA ISSO, PQ SO ELES MEDICOS CONSEGUEM TRABALHAR 8 HORAS NA SANTA CASA, NO REGIONAL, NO HU, E NOS HOSPITAIS PARTICULARES, E AINDA ATENDER CONSULTORIOS, NUM DIA Q EU SAIBA SÓ TEM 24HORAS, OU SÃO MAGICOS OU ESTÃO MENTINDO DIGO ISSO COM CONHECIMENTO DE CAUSA SOU TEC DE ENFERMAGEM E SEI COMO FUNCIONA E EM RELAÇÃO A EXAMES A MAIORIAS TEM ACORDOS COM CLINICAS DE DIAGNOSTICOS PARA PEDIREM EXAMES DESSA MANEIRA AUMENTAM O FATURAMENTO VAMOS TODOS SER HONESTOS DIREITOS DE REVINDICAÇÕES TODOS TEM MAS VAMOS JOGAR LIMPO COM A VERDADE TUDO FICA MAS FACIL.
 
Ricardo Bueno em 07/04/2011 08:06:10
Nada mais justo, enquanto os planos de saúde cobram horrores por mês e tem um reajuste anual de 17%, acho justo esta reinvindicação, estudam um monte, gastam horrores na faculdade e depois tem que aceitar uma "merreca" como recompensa. Meu apoio total aos médicos.
 
marivane pinheiro em 07/04/2011 04:45:28
Coisa que não entendo. Recente reportagem veiculada no dia 24 de março de 2010 no Jornal O Progresso intitulada Unimed Dourados é líder em remuneração de médicos informava que a remuneração, paga pela citada Cooperativa de Médicos, por consulta é de R$ 70,00. Porque o presidente da Associação Médica de Dourados diz o contrário? Ao que tudo indica em nossa cidade os médicos recebem acima da média nacional, então, qual o motivo da paralisação nas terras de Marcelino? O simples corporativismo! Não sou contra greves e direito de reivindicação, mas o interesse público/social deve estar acima dos interesses privados de uma única classe. A população não pode e não dever ser refém deste tipo de situação.

 
Cleber Paulino de Castro em 07/04/2011 03:53:10
Alguém realmente acrdeita que os médicos estão preocupados, com este movimento, com o bem estar dos pacientes? todos sabemos que não, pois, mesmo aqueles do atendimento aprticular nos atendem péssimamente e não t~e, o menor respeito com seu cliente, acham que temos todo nosso tempo a disposição deles, atendem a hora que quer, nos fazem esperar horas nos consultórios.
 
Luis Souza em 07/04/2011 03:49:37
Não tiro a razão da categoria da area de saúde mas devo trazer a memória o Art. 196. da constituição federal diz: " A saúde é direito de todos e dever do Estado" Creio que este artigo esta esquecido pela politica brasileira e denoto que pagar um plano de saúde é pagar duas vezes por aquilo que a lei ja garante na integra, pois todos os planos de saude utilizam as dependencia do SUS ou será que existe hospitais particulares em todas as cidades do estado? sendo assim no final da guerra sempre quem sairá perdendo será o povo que nao terá reajuste de salário.

 
adelio quintino em 07/04/2011 02:21:16
A parte ruim é que estamos falando sobre pessoas! Isso mesmo! PESSOAS!!!!! médicos??
onde está a ética profissional?? se eu estiver morrendo então não irão me atender por causa de salário e condições de serviço?? Os Médicos tem uma das profissões mais bem remuneradas do Brasil! faça-me o favor! Não devem ser considerados médicos que lutam pela vida do ser humano!
 
Isaac Pancini Cacho em 07/04/2011 02:11:00
Estou estupefato! só médico paga imposto, agua, luz, telefone, internet???
Em matéria anterior, um médico, disse que paga R$ 8.000,00 por uma especialização, agora, nessa matéria o valor caiu para R$ 2.500,00. Agora quero uma aula de economia, já que foram os inúmeros cálculos mostrados pelos doutores, de que ganham apenas R$ 2.500,00 por mês, mas conseguem morar em ótimas casas/apartamentos localizados em bairros nobres, carros de luxo, seus filhos frequenmtas escolas de alto padrão, onde mensalidade beira a casa dos R$ 1.000,00 mensais... qual é a mágica? Diga-se de passagem, o professor que ensina o filho do doutor, não ganha tudo isso... E pra quem defende que o curso é caro e extenso, é só verificar na UFMS, quantos "pobres" cursam medicina.
 
Helio C. Junior em 07/04/2011 02:01:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions