A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

01/11/2012 15:25

Mesmo com torre desativada, preso atualizava Facebook na Máxima

Viviane Oliveira
Carlos, conhecido por 'Veneno,' cumpre pena por homicídio. (Foto: Facebook)Carlos, conhecido por 'Veneno,' cumpre pena por homicídio. (Foto: Facebook)

Preso desde agosto do ano passado, Carlos Alexandre Matias Alves, 29 anos, atualiza o perfil no Facebook via celular, de dentro do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, onde cumpre pena por homicídio. A situação chama atenção principalmente pelo fato de que, desde 2 de outubro, a torre de celular que há na região está desativada.

No perfil social, o detento usa o nome de Alexandre Riskado Mathias e têm 100 amigos. As atualizações, fotos e conversas são feitas diariamente. Recentemente ele começou amizade com oito pessoas. As últimas atualizações foram feitas na terça-feira (30).

Na maioria das postagens, Carlos fala da família, de suas filhas e relata como é o seu dia na cadeia. Ele ignora o fato de estar preso e posta sem medo de punição.

Dia 16 de outubro, ele diz “Nossa uma hora dessa ainda acordado que nada todo dia é dia de fervo to di férias kk” (sic).

 No último dia 21, Carlos postou no Facebook: “E toma um banho e começa festinha muita cachaça e o resto é segredo, aqui não tem lei seca” (sic).

Em uma das últimas postagens, Carlos comenta “E bandido farofa na rua tava cãozao agora caio na mão acha q ta no crime e um dia na cai aqui e agora agente vê quem e bravo? Aqui e cadeia do 1533 não aceita safado nau!!! Pilantra". O número remete a um dos símbolos do PCC (Primeiro Comando da Capital).

Crime - Alexandre conhecido por ‘Veneno’ cumpre pena por ter assassinado no dia 18 de setembro de 2010, Fábio Nery da Silva, 30 anos, e ter baleado na perna, André Leandro Farias Vargas, 27 anos.

De acordo com boletim de ocorrência, o crime foi na rua Pontalina, em frente a uma conveniência no bairro Universitário. Ainda de acordo com a Polícia, ele atirou na vítima porque o rapaz, que era seu amigo, teve um relacionamento com sua ex-mulher.

(Foto: reprodução Facebook)(Foto: reprodução Facebook)

Preso desde agosto do ano passado, ele está no Presídio de Segurança Máxima desde 22 julho deste ano. Com várias passagens pela Polícia, Alexandre chegou a ficar preso em 2008 em Terenos, por violência doméstica. 

Sem sinal - De acordo com a assessoria de imprensa da operadora Vivo, após a determinação da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), a empresa desligou no dia 2 de outubro o sinal de telefonia no Jardim Noroeste, em Campo Grande, onde fica o presídio.

Ainda de acordo com a empresa, a torre próxima ao presídio está 100% sem sinal. Porém isso não impede que o presídio fique totalmente sem o serviço. 

A reportagem tentou contato com a assessoria de imprensa da Sejusp, porém nenhuma das ligações foi atendida. 

Não é a primeira vez - Em julho deste ano o preso, Alexander Pereira Fresneda, 28 anos, chegou a ficar isolado em cela disciplinar após ser descoberto usando Facebook, via celular de dentro do Presídio de Segurança Máxima.

Alex cumpre pena por tráfico de drogas e posse de arma. Na época, em nota a Sejusp informou que o perfil do preso havia sido desativado. O Facebook era utilizado desde o fim do ano passado, quando até mensagem de Feliz Ano Novo o detento publicou.

No mesmo mês, um vídeo gravado pelo celular de um detento mostrava a festa que vários presos faziam dentro de uma cela do Presídio de Trânsito, no complexo penitenciário. As imagens mostravam o uso de drogas.

Quem gravou, ao mesmo tempo narrava o que estava acontecendo. Ao som de funk, vários presos dançavam e em determinado momento, um deles prepara um cigarro de maconha, já anunciado pelo preso que gravava pelo celular.



É isso aí Carlos.Dê essa cusparada na cara da justiça e das autoridades policiais,É revoltante tudo isso.Faltou dizer quanto paga por essas mordomias.Dias desses veio uma "toridade" aí na tv e disse que o culpado da entrada de celulares na cadeia são os familiares do preso.Ta faltando um macho pra deter essa corrupçao onde o principal culpado são esses agentes penitenciarios, desqualificados que só aprenderam a manusear cacetetes,alem disso ganham uma micharia e "esse" bico de vistas grossas, lhes rendem uma boa grana.A mesma "toridade"esta mais "rigoroso",comprou um aparelho para revistar as mulheres e mandou retirar as torres de celular perto do presidio.Só não se olhou no espelho!Com isso a população é que paga com a falta de sinal nas redondezas.Pode?Macho é Carlos!
 
samuel gomes-campo grande em 02/11/2012 08:30:04
so mesmo as autoridades nao sabem que o telefone funciona melhor la dentro do que aqui forra. nao é de agora que dentro do presidio os detentos utilizan celular e demais aparelhos eletronico. segurança maxima so no nome.
 
roberto karling em 02/11/2012 08:10:15
ha pouco tempo houve um episodio bem parecido em 2 irmaos do buriti e o diretor do presidio foi exonerado do cargo sumariamente, sem direito a defesa e muito menos inquerito administrativo pra apurar a culpa....e nem havia droga envolvida. vai ficar tudo igual ou não é mais o Sr. Deosdete o comandante da agepen ??? lá ele ficou irado e praticamente expulsou o diretor da cidade...como se livra de um "pacote"....existem leis diferentes??? ou será que o ;Diretor do presidio e a sua equipe eram muito competentes e colocavam em risco alguma coisa ???? porque ate onde eu conheço droga na cela é bem pior do que churrasco...não to aqui defendendo o direito de preso fazer churrasco ou qualquer regalia e droga pode??
 
veronica barbosa dos santos em 01/11/2012 20:27:49
o mais engraçado disso tudo é que a população que mora no entorno do presídio não deve estar conseguindo sinal em seus celulares...
 
Luciano Rodrigues em 01/11/2012 20:13:33
É lá são férias para eles, não precisa trabalhar, tem água, luz e comida todo dia. Isto é a premiação que o governo eo judiciário dá para os criminosos, você que quer ser um bom cidadão fica trabalhando todo dia no sol, chuva e a noite para ganhar salário mínimo e tendo de escolher se paga a água, luz, comida, remédios ou a casa! põe estes criminosos para fazer asfaltos, duplicar rodovias, reformarem escolas, prédios públicos, fabricarem móveis para rede publica, casas para povo, etc...! Quem deles se recusarem ficam na cela sem água, comida e luz! Eles tem de pagar o prejuízo que fizeram e não o povo (somos vítimas e ainda pagamos para isso!), imagina a econômia que o governo teria pondo minhas idéias na prática e as melhorias que o povo teria com isso!
 
Alexandre de Souza em 01/11/2012 19:43:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions