ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Militar usou paraquedas reserva e pousou em segurança, diz Base Aérea

Por Aliny Mary Dias | 14/12/2013 14:43
Imagem mostra paraquedista que teve problemas no equipamento (Foto: Reprodução)
Imagem mostra paraquedista que teve problemas no equipamento (Foto: Reprodução)

O paraquedista que teve problemas durante o salto, na tarde de ontem (13), e pousou no Aeroporto Internacional de Campo Grande não sofreu ferimentos, de acordo com a Base Aérea da Capital.

A assessoria de imprensa da corporação informou ao Campo Grande News que o militar participava de um curso de salto livre realizado pelo grupo Para-Sar. Durante o salto, o paraquedas principal apresentou problemas e o militar precisou acionar o reserva.

Apesar de não divulgar a identificação do militar, a Base Aérea afirma que ele pousou em segurança e não precisou ser encaminhado para atendimento médico.

Ainda de acordo com a corporação, os militares que fazem parte do curso, que tem duração prevista de dois meses, são altamente treinados e fazem parte da elite da Base Aérea. O curso treina os militares para ações de busca e salvamento.

Sobre a movimentação do Corpo de Bombeiros no local, a Base Aérea afirma que uma das possibilidades é de os socorristas estarem assistindo os saltos e, ao ver o paraquedista com problemas, terem se deslocados no local, mesmo sem o acionamento por parte dos militares.

Vídeo – O vendedor Tiago Azambuja, de 28 anos, estava no mirante da Avenida Duque de Caxias e registrou o momento em que o paraquedista caía.

"Ele caía tão rápido que eu pensei que fosse uma mochila. Foi quando comecei a filmar e vi que o paraquedas dele não abriu. Passou um tempo e várias viaturas foram socorrer ele”, explica o jovem.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário