A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

09/06/2013 14:11

Moradores não conseguem dormir com barulho até 6h em festa da UCDB

Viviane Oliveira
O casal, Adriana e Lafayette, disseram que não conseguiram pregar o olho durante a noite por causa da festa, que terminou 4h. (Foto: Cleber Gellio)O casal, Adriana e Lafayette, disseram que não conseguiram pregar o olho durante a noite por causa da festa, que terminou 4h. (Foto: Cleber Gellio)

Moradores reclamaram do som alto e da algazarra durante a tradicional festa junina da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) que começou ontem e varou a madrugada deste domingo (8).

Mesmo que a festa aconteça uma vez por ano, a vizinhança do local diz que a universidade deveria respeitar a Lei do Silêncio. “Tudo tem que ter um limite. O som foi até as 4h de hoje, mas a bangunça continuou até às 6h”, reclama Tereza da Silva, de 49 anos, que mora no Jardim Seminário.

Tereza afirma que teve que tomar calmante para conseguir dormir. “Não acho errado ter festa, desde que a organização do show não extrapole o horário permitido”, afirma.

O show da Expogrande, por exemplo, só foi liberado este ano após acordo com a justiça de que o evento não excedesse o horário, que é até meia-noite durante a semana e 1h nos fins de semana.

A cozinheira hospitalar, Isabel de Oliveira, de 49 anos, disse que passou a noite acordada. “Além do som alto, a bagunça nos arredores da universidade é demais”, relata.

A mãe de Isabel, a aposentada Francisca Omedo, de 66 anos, conta que mora em Aquidauana e chegou na sexta-feira para passar o fim de semana na casa da filha. “A bagunça foi grande, não conseguimos pregar o olho. Depois do almoço vou aproveitar para dormir, porque durante a noite foi impossível”, reclama.

Porém na família de Isabel tem os pós e os contras. Durante um churrasco de família na casa dela no começo da tarde de hoje, um dos convidados que não quis se identificar, diz que trabalhou vendendo bebidas e ganhou um bom dinheiro com a festa.

No entanto, quem precisava descansar porque trabalhou a semana toda reclamou do horário do fim da festa. “Parecia que a música estava aqui dentro de casa”, conta o pintor Lafayette Dias Diniz, de 33 anos, que mora há 13 na Vila Marli. “Minha filha de 2 anos acordava toda hora assustada por causa do barulho”, relata.

Segundo a esposa de Lafayette, a dona de casa Adriana Pereira Diniz, de 30 anos, não é contra as festas, mas deveria começar e terminar mais cedo.

“Eu entendo que Campo Grande não tem um lugar específico para show, no entanto tem que ter um acordo para não desagradar ninguém, tanto os que gostam quanto aqueles que precisam descansar porque vão trabalhar no dia seguinte”, finaliza.

Moradores afirma que a bagunça só acabou por volta das 6h deste domingo. (Foto: Cleber Gellio)Moradores afirma que a bagunça só acabou por volta das 6h deste domingo. (Foto: Cleber Gellio)


A festa é uma vez no ano!!!
 
JANAINA BRITO em 11/06/2013 13:19:20
Quanta desinformação! Só pq uma cidade é grande então deve ser badernada? Não deve ter regras de convivência para a qualidade de vida de todos? Isto sim é que é pensar pequeno, fechado no mundinho das festas e desprezar a vida CIVILIZADA que tanto admiramos (nós, os viajados) em outros países.
 
Paula Roma em 11/06/2013 00:05:39
AS pessoas só sabem reclamar, e na maioria das vezes tudo gente velha e chata, vai mora no meio do mato se quer silêncio. Quer que a festa comece mais cedo pra termina mais cedo, e não estão nem ai pra quem trabalha e quer ir na festa né? Só olham pro próprio umbigo. Antes ninguém reclamava de nada, agora por causa dessa lei do silencio virou festa de reclamação, bota um algodão no ouvido e vai dormir, quando se está cansado de verdade não há barulho que atrapalhe o sono.
 
Gizele Marques em 10/06/2013 19:16:37
Quem quer silencio vai morar numa casa bem no meio do nada, pois esses tipos de festas acontecem apenas uma vez no ano, e outra essas pessoas que reclamam a maioria são mais velhos, quando eram jovens aposto que adoravam ir nessas festas. Acho que tem que deixar os outros curtirem sim, pois a vez de vcs já passou. Campo Grande é uma das cidades que esta cada vez mais aumentando, este estado esta sendo o mais visto , pois os artistas estão vindo todos para cá e ninguém esta tanto valor, acorda povo.
 
Larissa Benites em 10/06/2013 16:53:04
Enquanto alguns reclamam das festas, as máfias da saúde, dos transportes, da educação e outras tantas, metem a mão na nossa grana.
 
Kaio Pascal em 10/06/2013 16:51:29
Quem vai querer investir em Mato Grosso do Sul? As terras estão sendo desvalorizadas por causa das invasões dos índios. Quem vai querer comprar terra para colocar uma indústria ou uma outra coisa qualquer, sem saber se vai ser dono ou se é dos índios.
 
Antonio Reis em 10/06/2013 16:06:34
Daqui a pouco não vai ter mais festas em Campo Grande, já foram dois lugares proibidos e esse show na UCDB acontece uma vez no ano, será que uma pessoa vai morrer se ficar sem dormir por uma noite? Acho que não né, querem sossego vão morar numa fazenda bem longe e outra quem ta cansado dorme sem problema nenhum, isso é frescura das pessoas e Campo Grande é uma capital, não é uma cidade qualquer.. Quando não tem show o povo reclama e quando tem reclama.. O que estão querendo? Acorda pessoal e parem de reclamar um pouco
 
Flávia Souza em 10/06/2013 15:51:25
Bom vou comentar por comentar, pois esse jornal não gosta dos comentários desse leitor...
Silencio é ótimo e festa melhor ainda.. Essa gente chata e cheia de frescura não vê que isso é só uma vez por ano e garanto que os incomodados são uma minoria, que enche o saco.. Bom o Brasil está cheio disso.. Grupinhos aliados a mídia que querem representar milhões de brasileiros.. Ora tem mais gente na festa do que gente reclamando.. Isso é democracia genteeeeeee!!!!!!!!
 
carlos lima em 10/06/2013 15:51:00
Não se pode ter mais nada nada em Campo Grande mais!
o povo que esta reclamando! fica a dica vai morar na Fazenda!
a festa é uma vez por ano! se fosse todos os dias ai sim porem
esse pessoal ta de brincadeira vão morar na fazendaaaaaaaa
 
Weslley Teodoro em 10/06/2013 15:46:16
Ah, é uma noite só no ano, ninguém vai morrer por causa disso! Vão reclamar do Bernal por que isso sim é muito mais importante.
 
marcelo alves em 10/06/2013 15:33:40
O engraçado é que essas mesmas pessoas que estão reclamando, os "mais velhos" entre outros, iam ou vão às mesmas festas, se divertem, curtem e o barulho é o mesmo, isso nunca vai mudar, porque a economia da cidade gira em torno dessas festas, agora vem com esse argumento de não conseguir dormir? O grande problema do Brasileiro é esse, reclamar, reclamar e reclamar, atitudes que são as mais importantes não fazem, vamos para de querer impor com palavras aquilo que não demonstramos com atitudes, acordem pra vida!!!
 
Fabio Souza em 10/06/2013 15:26:02
Oh my good, esse povo reclama de tudooo,pessoas assim deveriam morar na fazenda lá sim não tem barulho de nada!!!Daqui a pouco não vamos ter festa nenhuma,o Laucidio Coelho já foi,o Jockey também...e uma coisa que minha mãe sempre diz: Quem tem sono dorme!!!
 
Alyne Furtado em 10/06/2013 14:21:47
concordo moro proximo e o barulho estava insuportável e umas musicas que so por DEUS. deveria sim ter um horario pra acabar essas badernas sim e urgente . tudo isso é de responsabilidade do local ...
 
marcia carvalho em 10/06/2013 13:43:00
Primeiro vou esclarecer, Lei do Silêncio existe sim, mas para você povo desinformado e arcaico, existe um negócio chamado ALVARÁ que permite que ultrapasse o horário, e é obvio que para realizar a festa a UCDB recorreu e pegou o documento.
SEGUNDO: eu moro perto do parque Laucídio Coelho, o povo reclamou tanto, que não consegue dormir, já que em Campo Grande, é só isso que as pessoas sabem fazer, dormir. proibiram todas as festas no local, e agora as ruas estão mortas, escuras e perigosas, era isso que eles queriam né?? silêncio?? fora silêncio, tem abandono, satisfeitos??
TERCEIRO: A FESTA ACONTECE UMA VEZ POR ANO, alguém vai morrer se ficar um dia sem dormir direito??
QUARTO e último, Campo Grande é uma capital com cara, atitudes e jeito de uma cidade do interior. Tá na hora de mudar né?
 
Natalia Borges em 10/06/2013 12:57:59
Só Aposentado do interior e dona de casa pra si expor ao ridiculo de reclamar da festa.
Com coisa que eles nunca foram jovem e queria si divertir, reclamam agora de tudo.
Vão reclamar de coisas realmente importante com a saude e outros.
 
Evelyn Adriany Souza em 10/06/2013 12:23:17
O problema não é a festa ou som, mas sim o VOLUME e a BAGUNÇA que os arruaceiros fazem confundido com divertimento. Não existe necessidade de um volume tão alto, afinal a festa era DENTRO da UCDB e não fora, portanto, ninguém escutar dentro da própria casa, sem ter o direito de dormir. Vocês querem festa, façam a festa, MAS SOMENTE PARA VOCÊS, quanto a bagunça..então se divertir significa: fazer CAVALO DE PAU, ALTA VELOCIDADE, GRITARIA, BÊBADOS NO VOLANTE, GARRAFAS QUEBRADAS e etc, isso se DELIQUÊNCIA não confundam com divertimento, DA FORMA QUE NINGUÉM PODE OBRIGÁ-LOS A ESCUTAR O QUE NÃO GOSTA , VOCÊS TAMBÉM TEM RESPEITAR O SILÊNCIO ALHEIO.
 
marcia silva em 10/06/2013 12:09:50
Como diz o ditado "incomodados que se mudem". A festa é uma vez por ano e o povo ainda reclama.
 
Bruna Batista em 10/06/2013 12:09:26
Com certeza, quem está criticando as pessoas que NÃO conseguiram dormir por conta de barrulho, devem ser esses desocupados, que vivem as sombra dos pais ou de alguém. Geralmente SÃO pés de cana, que bebem até o ... fazer bico, depois saem matando, alejando, ferindo pelo trânsito.BANDO de inconsequente, filhos de chocadeira, que não têm o mínimo de respeito pelo outro.
Curtir a vida não é ouvir música de péssima qualidade e encher a cara. Sim, conversar com GENTE, dar risada, viajar, comer bem, ir a teatro, bons shows, viver cercado de pessoas com MASSA ENCEFÁLICA e produtivas.
Fico imaginado, que tipo de profissional isso vai virar??? Sou jovem, mas fui educado a RESPEITAR o próximo, pois tive BOA EDUCAÇÃO(bons pais), estudei em bons locais do 1º ao 3º gáú, esse povo sinto PENA...
 
Juan Charlymoon em 10/06/2013 12:07:28
Querem paz, silêncio vão morar na roça, porque nem no interior isso exite mais!!
Agora querem morar na capital e ter o silêncio rural, faça me um favor!
paciência zero com essas pessoas!!!
 
Eva Maria Batistela em 10/06/2013 11:24:32
Esse povo de Campo Grande anda reclamando muito, e atoa ainda por cima. Como muitos já comentaram, nossa capital está crescendo. Já não é mais uma cidadezinha com 30 mil habitantes, estamos chagando a 1 milhão de habitantes e o povo brigando por coisa besta. Se querem sossego, procure uma cidade pacata para morar, aqui a tendencia é crescer ainda mais. E as ignorantes que acha essas festa um absurdo, meu lamento pra vcs. A vida é curta e temos que aproveitar o máximo possível, pois o dia de hoje pode ser o ultimo. Agora parem de reclamar por coisa besta e vamos viver a vida.
 
ALEX FERREIRA em 10/06/2013 11:05:41
O problema não é o som alto, e sim a qualidade das músicas que são tocadas em um evento que está muito longe de ser festa junina. Na verdade é um breganejo universitário da pior espécie.
 
Tereza Cunha em 10/06/2013 11:01:00
CARACA NUNCA VI UMA CIDADE QUE RECLAMA DE TUDO, nao pode mais fazer nem um barrulho que ja enche o saco ....
 
DAVID PRINCE em 10/06/2013 10:51:15
Acho ridículo essa reclamação à respeito de eventos em Campo Grande!
- Ahhh eu não consigo dormir por causa do barulho.
Me poupe se essas pessoas que tanto reclamam fossem morar em uma grande metrópole virariam zumbis!
Campo Grande já não é mais um cidadezinha pequenina do interior já é uma grande cidade e como tal as pessoas q estão incomodadas com o progresso que se mudem para o interior!
E outra questão é a que nós jovens não temos espaço destinado a eventos de grandes proporções, é necessário pagar caro pra se divertir nessa cidade. Todos são contra eventos! Menos é claro os donos de casas noturnas que monopolizam valores, com menos de R$ 50, 00 não saímos de casa pra se divertir nas noites de final de semana.
 
Ragnar Nunes em 10/06/2013 10:30:41
A festa ocorre 1 vez ao ano, porque reclamar?? Se fosse todo mês eu concordaria.
 
Érico Correa em 10/06/2013 10:25:02
É verdade tem que ser das 15hrs até as 23:50Hrs. de acordo com a lei.
 
joao mamede de souza em 10/06/2013 10:24:45
Quá moro bem ali pertinho, perto do posto e consegui dormir, é só uma vez no ano, festa tradicional na cidade, não mata ninguém. Quando Adriane Maldonado diz que a UCDB valorizou a região está certíssima.
 
Elaine Farias em 10/06/2013 10:15:35
Sou aluno da UCDB mas não concordo que promoções da mesma atrapalhem a vida das pessoas, ainda que uma vez ao ano. O direito de uns vai até onde começa o de outros.
 
Eduardo Figueiredo em 10/06/2013 10:13:25
Tá certo que a festa deveria terminar no horário determinado, mas ALGUMAS pessoas sempre reclamam quando acontece alguma(s) festas, aí não dá!
Afinal, a MAIORIA acontecem UMA VEZ ao ano. E ainda esse mês há muitas festas juninas na cidade. Já não temos tantas opções de lazer na cidade e ALGUNS ainda querem tirar também as poucas opções que tem?

Reclamar por causa de uma festa e barulho ao MP é fácil!
Agora, reclamar quando a passagem de ônibus, combustível, algum alimento sobe; falta médicos nos postos de saúde, asfalto cheio de buracos, falta merenda nas escolas... é difícil?

Se estes pensam assim, devem ser muito mais fácil reclamar de barulho de uma festa ou bar do que se a passagem de ônibus subir para R$ 5,00 (CINCO REAIS), por exemplo.
 
Marcelo Matos em 10/06/2013 10:12:28
Nome da cidade daqui uns dias vai ser conhecida como Cidade do Silencio....
 
gerson leandro em 10/06/2013 09:59:37
Esse povo reclama demais já não tem lugar para fazer show em campo grande, e ainda reclamo de uma festa que é uma vez por ano. daqui uns tempo nem aniversários pode mais fazer na nossa casa, tudo reclama, se tem algum evento de show em Campo Grande o pessoal reclama eventos que tem uma vez por ano incomodam tanta gente ..
 
gerson leandro em 10/06/2013 09:58:12
ESSE POVO QUE TA RECLAMANDO, QUANDO É ASSIM É QUE NÃO TINHA DINHEIRO PRA IR NA FESTA E FICARAM COM INVEJA DAS PESSOAS SE DIVERTINDO. A FESTA ACONTECE UMA VEZ POR ANO. SE FOSSE TODOS OS DIAS DARIA RAZÃO PARA ESSE POVO RECLAMÃO...
 
SARA GOES em 10/06/2013 09:56:13
O povo não esta reclamando demais, o povo está reclamando seus direitos. Também moro na região da UCDB (3Km de distancia da festa) e o barulho me atrapalhou dormir, agora imagina quem mora mais próximo, imagina se a pessoa tem que trabalhar no outro dia. Festa, alegria e diversão é a melhor coisa que existe, portanto faça a sua festa a sua alegria e a sua diversão, não precisa incomodar ninguém. Sou a favor de todos os eventos culturais, e torço para que sempre tenha opções de diversão para o povo de Campo Grande, até por ser capital, porém, devemos lembrar que em grandes centros existem lugares específicos para shows e que os mesmos contem isolamento acústico, e quando acontece em lugares que não o têm, vale a lei do silêncio. Portanto vamos obedecer as leis e respeitar as pessoas.
 
Rodrigo Melo em 10/06/2013 09:19:37
Geeeeeente, mas esse povo reclama heim...assim vão acabar com as festas em Campo Grande
 
KAMILLA FAYEZA em 10/06/2013 09:05:06
Deixa os juvens se divertir, uma vez por ano não vai matar ninguem não, a vida é curta tem mais é que aproveitar, aqui ja não tem muito o que fazer, tem que aproveitar essa época mesmo.
 
mara benites em 10/06/2013 08:59:20
Pois é, já pensaram de morassem em São Paulo? uma cidade que não pára, agito 24 por dia tanto em baladas tanto em trabalho e trânsito. Campo Grande é uma cidade maravilhosa para se morar, mas no que se refere à lazer deixa um tanto a desejar.
Acredito que a população deveria ser um pouco mais ponderada ao reclamar, tem gente que realmente não gosta de festa, mas tem que respeitar os que gostam. Se continuar assim daqui a pouco se acaba com o pouco que se tem. Nunca se agradará todo mundo, então vamos nos evoluir e aprender a conviver com as diferenças?
 
Gladys Beatriz em 10/06/2013 08:51:11
acho isso uma poca vergonha, pois daqui uns dias nao iremos ter shows em lugar nenhum mais isso acontece so uma vez no ano e quando tem, ha encomodos para muita gente, ate parecem que nunca foram jovens, nunca ficaram ate tarde em festas... que vergonha
 
gustavo pereira soares em 10/06/2013 08:45:37
QUE RIDÍCULO ISSO FICAR RECLAMANDO DE UMA DIVERSÃO, CAMPO GRANDE TA FICANDO MUITO CHATO MESMO NÃO PODE TER UM SHOW QUE FICAM RECLAMANDO! É POR ISSO QUE ESSA CIDADE NÃO VAI PRA FRENTE....COM ESSE POVO TODO MAL HUMORADO...NINGUÉM MERECE!!!
 
RAQUEL GOMES em 10/06/2013 08:37:10
Se existe a lei do silêncio deve ser cumprida em qualquer lugar, o que os moradores precisam e se organizar procurar órgãos competente para solução desse impasse.
 
jeremias barros em 10/06/2013 08:31:24
É incrível, a festa acontece um vez no ano.... Campo Grande esta virando a cidade da choradeira e dos "de mal com a vida". Muita “sensibilidade aflorada”, pra não dizer outra coisa, senão enquadraria em homofobia. Tá difícil o ramo do entretenimento aqui nessa cidade, fala sério.
 
Alexandre Melo em 10/06/2013 08:21:20
Está cada vez mais complicado as festas aqui em Campo Grande, será que até uma festa junina ,que acontece uma vez por ano, deverá ser cancelada????Acho que vez mais as pessoas só pensam no seu próprio umbigo..sei que o som incomoda,mas todos devemos ceder um pouco!! Haja paciência =(
 
Carla correa em 10/06/2013 07:51:43
Aoow povo eein , a festa acontece uma vez por ano . Vocês terão 364 dias do ano pra dormir e ainda estão achando ruim ? aaaaa pelo amor de Deus eeein
 
Vinícius Mercaff Ferreira em 10/06/2013 07:46:20
Campo grande ta se tornando uma cidade de velhos resmungões e ranzinzas (rabugentos) que não se diverte e nem quer que ninguém se divirta, a gente não quer só comida, queremos comida, diversão e arte !!!!!!
 
roberto rodrigues paulino em 10/06/2013 00:46:18
O povo reclamão.... Moro do lado da UCDB e não tive problema nenhum pra dormir.
 
MARLON PEIXOTO em 09/06/2013 23:03:40
Por aí se ve que educação vem de berço e nao de universidade.
 
paulo lessa em 09/06/2013 21:26:21
gente agora virou moda, nunca ninguém reclamava das festas, até parece que é a doença dos campo grandenses, parem com isso, sejam civilizados, todas as cidades grandes tem vida noturna.
 
sonia da silva em 09/06/2013 21:19:10
Filantrópica essa instituição? Confessional? Religiosa? Fico me perguntando em que ela se diferencia das outras? Me refiro as coisas boas, porque com relação as ruins ela consegue ser pior!
 
Andre Salgado em 09/06/2013 20:42:38
Eu nunca vi uma cidade que so reclama, fica complicado agradar todo mundo, pessoal vamos parar de reclamar, daqui uns dias nao vai ter mais nada na cidade
 
edson moreira em 09/06/2013 20:41:04
É muita gente com inveja do sucesso dos outros.
Convenhamos, uma noite não é o fim do mundo. Será que esta senhora nunca foi criança, adolescente ou jovem??
 
jose luiz kreutz em 09/06/2013 19:57:55
Não tenho nada contra esse povo reclamar, mas acho que reclamam demais, por uma coisa que é só uma vez por ano..... tem muita coisa a se reclamar nesse Brasil, e o povo sempre é Maria vai com as outras depois das frescuras do Laucidio, agora virou moda reclamar por reclamar, garanto que se fosse algo pro bolso nego ficava quietinho....
 
REGIANE SILVA em 09/06/2013 19:42:49
Campo grandenses gostam mesmo é de farmácia pra tomar calmante, supermercado pra comer, e cama pra dormir. Festa, Alegria e Diversão virou palavrão nessa cidade!
 
nely marques em 09/06/2013 18:35:52
Esse tipo de coisa não acontece só lá na universidade, aqui no são conrado começou as 17hs de sábado e só acabou 15hs do domingo, diretão só no batidão...a vizinhança ficou louca louquinha, teve veio até policia...tem gente que não se toca mesmo....
 
mario rios em 09/06/2013 18:35:22
Olha, moro na região. O povo reclama de tudo. Nada haver, a festa transcorreu normalmente, assim é a vida.
Daqui um dia o povo de Campo Grande vai pensar que aqui é uma fazenda, um mosteiro, onde todo mundo tem que falar baixo.

Pelo amor de Deus povo, estamos em uma capital.

Muita reclamação e pouca ação. Se não faz festa para a juventude o povo reclama, se faz o povo reclama. Só um dia. Larga mão de reclamar de tudo.
 
mariano gomes em 09/06/2013 18:33:58
E A LEI DO SILENCIO
POR QUE AS AUTORIDADES NAO A FAZEM CUMPRIR
PORQUE?
BEBEDEIRA
ALGAZARRA
POR QUE PERMITEM ISSO
E OS MORADORES QUE MORAM PROXIMO
QUE TEM QUE TRABALHAR
ONDE ESTA O RESPEITO
UNIVERSIDADE CATOLICA QUE PERMITE ALGAZARRA E BEBEDEIRA
ESTAMOS PERDIDOS
 
JULIO JUNIOR em 09/06/2013 17:57:13
Maldita cultura de interior, não pode nada nessa cidade !
 
Felipe Benites em 09/06/2013 17:39:53
Essa "festinha" foi ouvida até na Vila Sobrinho.... Por onde anda o MP e a Polícia Ambiental? ... Certamente estão perseguindo aqueles que trabalham no campo e que não conhecem a legislação fascista ambiental. Francamente!
 
Jôni Coutinho em 09/06/2013 17:14:06
Isso tudo no mais fiel espírito do S. João Bosco, não é...?
Sou ex aluno salesiano, de outro pais, conheço a história de S. João Bosco, e mesmo entendendo que "os tempos mudam, não estamos em 1800..." acho que ele não permitiria uma algazarra desta durante uma festa dentro de uma Escola Salesiana, assim como não permitiria que utilizassem uma radio FM ( caríssima e de longo alcance ) para divulgar um programação musical do jeito que o povão ( e os patrocinadores ) gostam, e nada mais do que isso.
Mas não é um comentário como este que vai mudar uma virgula em um sistema educativo fundado no exemplo de santidade de um pobre padre camponês de 1850 e tão acomodado entre as exigências "culturais" de massa de hoje. Pobre Dom Bosco!
 
Bruno Maddalena em 09/06/2013 16:38:48
olha outro lugar ai que não vai mais ter festa..
 
Danilo Prado em 09/06/2013 16:31:54
Vizinha.. vai ser feliz!!! Em vez de calmante devia ter ido curtir a festa... A UCDB é pioneira no bairro, ela que valorizou a região.. agradeça :)
 
Adriane Maldonado em 09/06/2013 16:15:31
Quem é que aguenta essa mania de campo grandense só fazer festa com música no último volume? Coitado de quem precisa descansar para trabalhar no dia seguinte!
 
Gustavo Ribeiro em 09/06/2013 15:53:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions