A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

05/11/2014 08:08

Morre 3ª vítima de incêndio criminoso no Colúmbia; acusado está foragido

Francisco Júnior
Casa incendiada no Jardim Colúmbia. Três pessoas morreram em decorrência do incêndio. (Foto: Marcos Ermínio)Casa incendiada no Jardim Colúmbia. Três pessoas morreram em decorrência do incêndio. (Foto: Marcos Ermínio)

Daniel Cândia, 38 anos, ferido em um incêndio criminoso ocorrido na noite do dia 13 de outubro deste ano, no Jardim Colúmbia, em Campo Grande, morreu por volta das 19 horas de ontem (4) na Santa Casa de Campo Grande. Ele estava internado no hospital desde o dia 14. O acusado continua foragido.

A vítima é a terceira pessoa a morrer em decorrência do incêndio. Lucinda Ferreira Torres, 41 anos, foi encontrada morta no local do crime, já Hélio Queiroz Neres, 37 anos, não resistiu aos ferimentos graves e morreu no dia seguinte ao incêndio, também na Santa Casa.

Edna Rodrigues de Souza, 33 anos, também estava na casa, ficou ferida, mas conseguiu sobreviver. Ela está internada desde o dia do crime no hospital. A mulher chegou a ficar na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), mas agora se recupera na enfermaria.

O suspeito de cometer o crime, Adriano Espinosa, que seria marido de Edna, está foragido.

O caso é investigado pela DEAM (Delegacia de Atendimento à Mulher). Um advogado, representando o suspeito, chegou a entrar a entrar em contato com a delegada responsável pela investigação, Rosely Molina, informando o interesse do seu cliente de se apresentar, porém ainda não o fez.

Ele é procurado pelos policiais da delegacia especializada.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions