A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 17 de Agosto de 2019

25/07/2019 18:24

Motoristas ganham água mineral em ação de conscientização na Gury Marques

A blitz educativa lembrava aos condutores os riscos da combinação álcool e direção

Geisy Garnes e Clayton Neves
Blitz aconteceu na Gury Marques, esquina com a Guaicurus (Foto: Paulo Francis)Blitz aconteceu na Gury Marques, esquina com a Guaicurus (Foto: Paulo Francis)

“Se for dirigir, beba água”, essa foi à mensagem repassada aos motoristas que transitaram no fim da tarde desta quinta-feira (25) na Avenida Gury Marques, no cruzamento com a Guaicurus, em Campo Grande, durante blitz educativa realizada pela Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito).

O ponto, em frente ao Terminal Guaicurus, foi escolhido pelo alto índice de acidente, fluxo e de veículos e excessos dos motoristas que diariamente passam pela região. Enquanto era abordados pelos agentes de trânsito e também policiais do BPTran (Batalhão da Polícia Militar de Trânsito), os condutores recebiam orientações e ainda uma garrafinha acompanhada de um copo de água mineral.

O foco da ação, segundo Carlos Guarini, gerente de Fiscalização de Trânsito da Agetran, é conscientizar aos motoristas os perigos da combinação álcool e direção. “É uma minoria, mas é uma minoria que provoca acidentes e não prejudica só a si, mas também a terceiro. Por isso a necessidade dessas ações, de fiscalização e educativa”, reforça.

Para o agente de trânsito Éder Vera Cruz da Silva, os 22 anos de profissão mostram que apesar dos altos índices de infrações e acidente e cada vez mais evidente a vontade da população em tornar o trânsito melhor na Capital. “É a minoria que desobedece às leis. O restante da parcela tem interesse em colaborar para um trânsito melhor”.

Quem encarra o trânsito nas avenidas todos os dias vê a ação com bons olhos. O balconista Nilson Pereira, de 62 anos, trabalha em uma loja no cruzamento entre a Gury Marques e a Guaicurus e ressalta a imprudência dos motoristas. “Na sexta-feira passada deve um acidente aqui, e olhamos nas câmeras. Fiquei surpreendido com a quantidade de irregularidades”.

Éder é agente de trânsito há 22 anos (Foto: Paulo Francis)Éder é agente de trânsito há 22 anos (Foto: Paulo Francis)
Segundo Guarini, os problemas no trânsito são causados por uma minoria (Foto: Paulo Francis)Segundo Guarini, os problemas no trânsito são causados por uma minoria (Foto: Paulo Francis)

Nilson conta que durante a madrugada os motoristas abusam da alta velocidade e desrespeitam o semáforo, mas que um problema recorrente é o retorno irregular para tem vem pela Guaicurus e tenta entrar na Gury Marques.

“Tem que passar a caneta, tem que multar e apreender o carro, o povo só aprende quando dói no bolso. A gente que anda certo não tem que defender quem está errado” concordou o comerciante José Carlos, de 53 anos.

Perfil do trânsito – Segundo Guarini, os problemas no trânsito são causados por uma minoria, reincidente, de motoristas. “Na cidade existem exelentes motoristas, é uma minoria que deixa a desejar. Esse grupo ainda fura semáforo, usa o celular na direção, abusam do excesso de velocidade, não usam o cinto e ainda tem motociclistas que sabem nas calçadas”, detalhou.

Em Campo Grande, conforme o gerente, a principal problema é a alta velocidade, seguido do uso do celular e a falta do cinto de segurança. Infrações flagradas até mesmo nesta tarde, durante a blitz educativa.

Conforme Éder Vera, de janeiro até está quarta-feira (24) foram 3,7 mortos no trânsito de Campo Grande. Das vítimas 26 eram motociclistas, público alvo das fiscalizações e ações da Agetran. De acordo com Guarini, uma noca ação educativa deve acontecer na segunda-feira (29), quando é comemorado o Dia do Motociclista.


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions