A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

16/09/2011 10:07

MPE contesta decisão que livrou esteticista de júri popular

Nadyenka Castro

Promotor quer júri também para Lorraine Roryz Silva, que foi acusada de envolvimento nas mortes de Cláudia de Araújo Mugnaini e de Regina Bueno França Ramos

O MPE (Ministério Público Estadual) contesta a decisão que livrou do júri popular a esteticista Lorraine Roryz Silva, que foi acusada de envolvimento nas mortes de Cláudia de Araújo Mugnaini e de Regina Bueno França Ramos, e pede que ela seja levada a júri popular.

O juiz Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, impronunciou Lorraine alegando falta de provas, mas, mandou a júri popular Cristhian Rampagne Castedo, Eder Rampagni Castedo e Weber de Sousa Barreto.

O promotor de Justiça Renzo Siufi recorreu da impronúncia de Lorraine, alegando que há provas testemunhais contra ela. No recurso, o promotor cita o relato do advogado responsável pelo escritório onde Regina fazia estágio.

Em seu testemunho, o advogado afirma que Regina estava sendo ameaçada de morte por Lorraine. O motivo da ameaça era porque Regina havia denunciado Eder à Polícia e este era namorada de Lorraine na época. Ainda não há decisão sobre o recurso.

O caso- Regina e Cláudia foram degoladas na casa desta última, no Jardim Tijuca, em 30 de novembro do ano passado. Lorraine, Eder, Cristhian e Weber foram presos pelo duplo homicídio.

Segundo as investigações, Regina delatou Eder, o qual estava foragido do regime semiaberto. Para se vingar, ele mandou o irmão, Cristhian matar as duas amigas. Conforme a acusação, Cristhian contou com a ajuda de Weber na execução.

Os três rapazes foram pronunciados, vão a júri popular e permanecem presos. Já Lorraine, com a sentença de impronúncia, foi colocada em liberdade no fim do mês passado.

Eder é apontado como mandante do duplo homicídio. (Foto: João Garrigó)Eder é apontado como mandante do duplo homicídio. (Foto: João Garrigó)
O irmão Cristhian foi um dos executores. (Foto: João Garrigó)O irmão Cristhian foi um dos executores. (Foto: João Garrigó)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions