ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 13º

Capital

Mulher encontrada nua e ferida em creche abandonada morre na Santa Casa

O quadro dela se agravou e a morte foi provocada por um aneurisma

Por Viviane Oliveira | 05/07/2022 07:57
Edione posando para foto com um dos seus filhos (Foto: reprodução / Facbook) 
Edione posando para foto com um dos seus filhos (Foto: reprodução / Facbook)

Depois de 27 dias internada, Edione Bersocana, de 43 anos, morreu na Santa Casa de Campo Grande. No dia 6 do mês passado, ela foi encontrada sem roupa e muito machucada no prédio abandonado da antiga Omep (Organização Mundial para Educação Pré-Escolar), no Bairro Tiradentes.

Durante todos esses dias, a paciente permaneceu internada na unidade de saúde em estado grave e respirando com ajuda de aparelhos. O quadro dela se agravou e a morte foi provocada por um hemorragia subaracnoide extensa (aneurisma).

O óbito foi constatado às 21h07 de domingo (3). O velório de Edione acontece nesta terça-feira (5), na Capela Mundial. O sepultamento está agendado para as 15h30 no cemitério Santo Amaro.

Caso - Quem encontrou a vítima e acionou o socorro foi uma testemunha de 52 anos, que pediu para não revelar o nome. Ele narrou que estava chegando em casa, quando um catador de recicláveis, que passava pela Rua Barão de Ubá, avisou ao vizinho dele que tinha visto a mulher ferida. “Ele disse assim: ‘Largaram uma mulher machucada lá dentro, acho que ela morreu’. Eu e meu vizinho fomos olhar”, relatou.

Local onde Edione foi encontrada ferida (Foto: Paulo Francis)
Local onde Edione foi encontrada ferida (Foto: Paulo Francis)

Segundo o homem, encontrou a mulher caída em um dos cômodos do prédio abandonado. Com uma mão, ela tentava rastejar para o lado de fora e com a outra, segurava o sutiã contra os seios, a única peça de roupa que "vestia", mas que também estava rasgada. A vítima estava tão ferida no rosto, que não conseguia falar, apenas gemia. Não há informação se o suspeito pelo crime foi identificado. O caso foi registrado na 4ª Delegacia de Polícia Civil, onde segue sob investigação.

Nas redes sociais, os filhos postaram fotos com a mãe lamentando o ocorrido. "E até difícil de acreditar que você se foi. Meu mundo nunca mais será o mesmo sem você. Descansa em paz, minha rainha", escreveu o filho, Paulo Bersocana.

"Não sei o que vai ser de mim nesse mundão. Vou sentir muitas saudades sua. Te amo eternamente", disse a filha Suellen.

Nos siga no Google Notícias