A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

15/08/2012 16:48

Mulher provoca aborto e enterra feto no quintal de casa no Rita Vieira

Gabriel Neris e Viviane Oliveira

Mulher foi para o Camelódromo e pagou R$ 300,00 numa caixa de Citotec, que teria provocado o aborto

Mulher apresentou o exame de gravidez e confessou ter abortado há 28 dias (Foto: Rodrigo Pazinato)Mulher apresentou o exame de gravidez e confessou ter abortado há 28 dias (Foto: Rodrigo Pazinato)

Uma mulher de 30 anos foi indiciada na tarde desta quarta-feira (15) por provocar aborto e enterrar o feto no quintal da própria casa no bairro Rita Vieira, em Campo Grande.

De acordo com o delegado Devair Aparecido Francisco da 4ª DP (Delegacia de Polícia), uma denúncia anônima levou a polícia até a mulher. Ela foi interrogada, mostrou o exame de gravidez e confessou o aborto.

A mulher levou a polícia até o quintal de casa e apontou onde o feto foi enterrado. De acordo com a polícia, o aborto ocorreu há 28 dias. Na ocasião, a mulher estava com oito semanas e seis dias de gestação.

No depoimento, a mulher afirmou que entrou em contato com um amigo, que indicou onde ela poderia encontrar remédio para aborto. A mulher foi para o Camelódromo e pagou R$ 300,00 numa caixa de Citotec, que teria provocado o aborto.

A mulher afirmou ao delegado que é solteira e tem uma filha de oito anos, por isso não teria condições de criar outra criança.

Foi instaurado inquérito e a mulher responderá em liberdade por aborto provocado pela própria gestante. O delegado Devair afirmou que no decorrer do inquérito será investigada se tem a participação de outra pessoa.

Em caso de condenação, a pena é de um a três anos de prisão. Se houver participação de outra pessoa, a pena é de um a quatro anos. Se for contra a vontade da gestante, a pena é de três a dez anos.

Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...


Gente, na farmacia vende pilula aniconcepcional por R$5,00, e se vc tiver uma receita do posto de saude, vc só paga R$1,00!!! Farmacia do povo! Se legalizarem o aborto, vai lotar ainda mais o SUS. O povo só pensa na consequencia depois do ato, dai vao atras de remedios de camelo que custa R$300,00, e arriscam a propria vida.
 
Leticia Mello em 16/08/2012 12:02:46
O planejamento familiar realmente é a chave, porém a solução não é o aborto e sim a prevenção. Não quer ficar grávida? Use preservativo (feminino ou masculino), tome anticoncepcional, use o DIU (que é fornecido inclusive pelo SUS), tome injeção que vale por 3 meses... Agora matar uma criança (independente de quanto tempo, nós também já fomos este "material orgânico de 08 semanas") é inadimissivel.
 
Helen Rangel em 16/08/2012 11:32:00
Se não tem condições para criar e educar (o que é diferente de criar), quando nascesse que entregasse ao pai pois, ele também é o responsável.
 
Edinalva Toledo em 16/08/2012 11:17:13
Poxa 300,00? dava pra comprar muito preservativo e assim evitaria todo este transtorno em sua vida, evitaria uma doença e a morte de um feto. Isso serve para todos Pensarem melhor em suas atitudes.
 
Adauto jr em 16/08/2012 10:55:32
Como disse Andreia Nogueira, não ser correto divulgar o nome do medicamento abortivo,Mas vai aí um aviso se alguem estiver pensando em usa-lo,alem de crime é um medicamento super perigoso,póde matar a gestante e pode causar danos no feto, e vir ao mundo uma criança com graves deficiencias fisicas e mentais , o que seria piór."evitar antes uma gravidez indesejada é melhor"
 
Teresa Moura em 16/08/2012 09:51:02
Não tem dinheiro pra criar uma criança, mas 300 reais pra abortá-la, arruma fácil!
 
Renata Maciel em 16/08/2012 09:21:09
A sociedade tem que parar com essa hipocrisia, temos que legalizar o aborto, é melhor abortar do que criar um filho de qualquer jeito, planejamento familiar é a chave, não podemos analisar essa questão com fumaça de ignorância religiosa, botar uma criança a qualquer custo nesse mundo é burrice, só causa problemas sociais a longo prazo.
País desenvolvido regulamenta aborto e eutanásia.
 
Roberto Inzagaki em 16/08/2012 08:58:38
O DELEGADO DEVIRIA QUESTIONA-LA, SE NA HORA DO BEM BOM ELA NÃO PENSOU SE TERIA CONDIÇÕES DE SUSTENTAR MAIS UMA POBRE CRIANÇA, VITIMA DE PARIDEIRA SEM RESPONSABILIDADE !!!!

É O FIM DOS TEMPOS MESMO MEU POVO
 
JORGE DE CARVALHO em 16/08/2012 08:45:01
Gente todos sabem o nome do remédio abortivo, vamos ser realistas, o aborto tem de ser REGULAMENTADO com regras médicas assim como em PAÍSES DESENVOLVIDOS, isso Não é questão religiosa é questão social e humana, uma gravidez indesejada pode arruinar com a vida de muita gente especialmente a da criança que vai sofrer as consequências de um mundo cada vez pior, sem ter a mínima culpa.
 
Roberto Inzagaki em 16/08/2012 05:07:21
Absurdo, pecado brutal e condenatório. Penso nas mulheres que não podem ter filhos e gostariam de adotar esse anjo de Deus que foi brutalmente assassinado... Eu mesma fiquei por cerca de dez anos tentando engravidar e só após tratamentos consegui pela graça divina. Agora quem não quer, tem a qualquer momento. Essa mulher não tem o direito de tirar uma vida que está se formando. Muito triste...
 
Katia Cilene Ribeiro em 16/08/2012 03:41:00
Lamentável. Eu sou contra aborto em qualquer circunstância.
Acho muito triste e assustador as pessoas terem ainda esta mentalidade.
Realmente hoje muitas crianças nascem sem nemhuma estrutura, mas dai abortar para resolver o problema??? Lamentável.
Sem palavras........Como um país pode ser abençoado aonde a lei aprova aborto?
Não consigo nem escrever nada, somente dizer mais uma vez.....LAMENTO.
 
Caroline Ferrari em 16/08/2012 02:20:51
Camisinha foi feita para ser usada, e é distribuída até de graça nos postos de saúde. Não tem dinheiro pra nada nesta vida, nem mesmo para dar a luz ou se medicar com pílulas anticoncepcionais, então faça uso das ditas cujas e evite abortar. Isso é crime.
 
Darci rocha em 15/08/2012 09:29:08
Será que esse povo não sabe que pode simplesmente doar a criança depois do nascimento? Não precisa nem ver o rosto do bebê, vai direto para adoção. Tantos casais que não podem ter filhos na fila por um bebê. Quanta ignorância.
 
Alexandre Guedes em 15/08/2012 08:52:42
Nossa que horror, lamentavel, só penso que uma pessoa dessa não tem coração e muito menos juizo,como pode cometer um ato como esse, não acho correto a divulgação do nome deste veneno, pois como esta inresponsável deve ter outras que podem agir da mesma forma sabendo o nome e onde comprar.
 
Andreia Nogueira em 15/08/2012 07:35:15
"Pai, perdoe-lhes, porque não sabem o que fazem"
O próprio Deus, feito homem, pedindo perdão em nosso nome, quanta misericórdia...
Que esse ato cruel, seja o início de uma nova vida, caindo em si e reconhecendo o erro!
Porque:
Médico é p/ os doentes e Deus p/ os pecadores, TODOS NÓS !!!!!!!!!
 
Divina Lemos em 15/08/2012 07:31:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions