ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 27º

Capital

Na reta final do verão, casos de síndromes respiratórias têm aumento em MS

Boletim da Fiocruz mostra que, no Estado, a maior quantidade de confirmados é de covid-19

Por Cassia Modena | 08/03/2024 07:46
Uso de máscaras e vacinação são medidas de prevenção contra as doenças respiratórias (Foto: Arquivo/Marcos Maluf)
Uso de máscaras e vacinação são medidas de prevenção contra as doenças respiratórias (Foto: Arquivo/Marcos Maluf)

Entre 25 de fevereiro e 4 de março, os casos de síndrome respiratória aguda grave tiveram aumento em Mato Grosso do Sul e em todos os estados brasileiros, como mostra o boletim InfoGripe da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), divulgado ontem (7).

Os vírus com maior prevalência são o influenza A, influenza B, vírus sincicial respiratório e Sars-CoV-2/Covid-19. Em Mato Grosso do Sul, o maior aumento é o do último.

Além disso, Campo Grande está entre as 18 capitais que apresentam indícios de crescimento de casos para as próximas semanas e últimos dias do verão. O outono começa em 20 de março, e tende a favorecer a circulação dos vírus respiratórios em geral.

As outras 17 capitais são Aracaju (SE), Belém (PA), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Macapá (AP), Maceió (AL), Palmas (TO), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Luís (MA), São Paulo (SP), Teresina (PI) e Vitória (ES).

Prevenção - O uso de máscaras e a vacinação são medidas preventivas contra síndromes respiratórias.

A imunização contra a influenza, que é uma dessas armas, deverá estar disponível nos postos de saúde de Mato Grosso do Sul antes do fim do primeiro semestre do ano, segundo o Ministério da Saúde. Já o imunizante contra a covid-19 segue disponível de forma permanente nas unidades.

"É bom lembrarmos que o uso de boas máscaras (N95 e PFF2) funciona para qualquer um desses vírus. Diminui o risco de contrair vírus respiratório, principalmente nas unidades de saúde que, neste momento, estão recebendo muita gente infectada”, diz o coordenador do boletim InfoGripe, Marcelo Gomes.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.


Nos siga no Google Notícias