A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

11/05/2019 16:46

Na véspera do Dia das Mães, filhos adiantam visitas para aquelas que já se foram

Na tarde deste sábado (11), algumas famílias já adiantaram as visitas no Cemitério Cruzeiro

Kerolyn Araújo e Mirian Machado
Com saudade, Dionísia lembra mulher forte que a mãe era. (Foto: Henrique Kawaminami)Com saudade, Dionísia lembra mulher forte que a mãe era. (Foto: Henrique Kawaminami)

O Dia das Mães é só amanhã, mas neste sábado (11) alguns filhos já adiantaram as visitas para aquelas que já se foram e tornaram o dia de alegria, também em dia de saudade.

Há 10 anos, principalmente no Dia das Mães, Dionísia Batista de Carvalho, 73 anos, visita o local onde a matriarca de 10 filhos está enterrada. Neste ano, a dona de casa decidiu adiantar a visita ao cemitério porque amanhã passará o dia com as quatro filhas.

Com saudade, ela conta que a mãe faleceu aos 84 anos após uma complicação em uma cirurgia e relembra o exemplo de mulher que ela foi. ''Ela era muito reservada e fez a gente valorizar muito a vida. Me lembro que em um Natal, mesmo debilitada, ela preparou a ceia para a família", contou.

Nesta tarde, Elídio foi ao cemitério limpar túmulo onde a mãe está enterrada com o pai. (Foto: Henrique Kawaminami)Nesta tarde, Elídio foi ao cemitério limpar túmulo onde a mãe está enterrada com o pai. (Foto: Henrique Kawaminami)

O vendedor Elídio Vieira Martins, 55 anos, perdeu a mãe há 37 anos, mas conta que a saudade ainda é grande, mesmo depois de tantos anos. Hoje, ele foi ao Cemitério Cruzeiro limpar o túmulo onde a mãe está enterrada com o pai, para deixar tudo arrumado para quem for visitá-los amanhã.

Mais de 30 anos após a partida, Elídio ainda lembra da mãe emocionado. ''Minha mãe era calma. Eu me lembro de tudo, principalmente das artes. Tenho certeza que eu era bem mais feliz quando ela era viva", disse.

 

Antônio visitou o túmulo da mãe hoje para passar o domingo com a esposa e as filhas. (Foto: Henrique Kawaminami)Antônio visitou o túmulo da mãe hoje para passar o domingo com a esposa e as filhas. (Foto: Henrique Kawaminami)

Autônomo, Antônio da Rocha, 47 anos, passará o domingo com a esposa e as filhas na casa da sogra, em Terenos, mas não abriu mão de visitar o túmulo da mãe, falecida em 2016, vítima de AVC (Acidente Vascular Cerebral).

''Tenho duas filhas. A primeira foi ela quem criou. Ela era brava, mas adorava um baile e morreu em uma festa de aniversário de casamento aos 68 anos", disse.

Várias famílias adiantaram as visitas ao cemitério neste sábado, mas o movimento ainda era tranquilo nesta tarde. Amanhã, o Cemitério Cruzeiro abre às 7h e fecha às 17h.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions