A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018

23/01/2013 20:23

Na vizinhança do IML, matagal e lixo geram reclamações de moradores

Helton Verão
Alfredo conta que quando acontece limpeza na escola e no IML, todo o lixo é jogado pelo muro (Foto: Luciano Muta)Alfredo conta que quando acontece limpeza na escola e no IML, todo o lixo é jogado pelo muro (Foto: Luciano Muta)
Sem iluminação, alça de poste está prestes a cair (Foto: Luciano Muta)Sem iluminação, alça de poste está prestes a cair (Foto: Luciano Muta)

A falta de asfalto, o lixo e o matagal têm preocupado os moradores da rua Gabriel Abrão, no bairro Jardim das Nações, na região Sul da Capital. No local, vizinho a uma escola e ao IML (Instituto Médico Legal), o mato passa da altura do muro, e segundo moradores, incentiva a marginalidade quando a noite cai.

“A noite aqui é normal carros parados, muitas vezes casais e também pessoas consumindo droga. As únicas vezes que esse mato esteve baixo foi quando moradores atearam fogo ou em tempos de queimada”, conta o porteiro Alfredo Lopes, de 53 anos.

Segundo Lopes, quando acontece a limpeza da escola e do IML, todo o material é jogado por cima do muro, se unindo ao matagal.

Os moradores reclamam que estão reféns da criminalidade. Segundo eles, várias residências já foram roubadas. A dona de casa Maria do Carmo, de 55 anos, diz que tem medo de andar a noite pela região. “Tentaram arrombar minha casa esses dias, não saio de jeito nenhum no período da noite”, revela Maria.

Além do mato, a falta do asfalto ou pelo menos alguma assistência as vias do bairro é sentida pelos condutores que trafegam pela região. Além a terra, a instabilidade é grande, em vários trechos se dividindo em praticamente duas. “Nunca passou uma maquina para deixar essa rua plana”, lembra Alfredo.

Próximo ao Parque das Primaveras, muito lixo, de todos os tipos e tamanhos (Foto: Luciano Muta)Próximo ao Parque das Primaveras, muito lixo, de todos os tipos e tamanhos (Foto: Luciano Muta)
As carcaças internas de veículos da marca Volkswagen chamam a atenção (Foto: Luciano Muta)As carcaças internas de veículos da marca Volkswagen chamam a atenção (Foto: Luciano Muta)

Há algumas quadras dali, próximo ao cemitério Parque das Primaveras, outro registro de descaso, restos de materiais de construção, comida, garrafas, galhos, árvores inteiras e até mesmo muitas carcaças internas de veículos. A maioria da do modelo Gol, da Volkswagen.

O Campo Grande News entrou em contato com a assessoria da Prefeitura de Campo Grande e foi prometida uma visita no local. Se a propriedade onde estão o mato e o lixo for de propriedade privada a promessa é de notificação e multa. Nos demais casos em casos de áreas públicas a limpeza será executada para evitar os focos do mosquito da Dengue.



A prefeitura tem q passar um asfalto no bairro jd. das nações em todo o bairro, tem muito marginal andando por ali nem a policia vai no bairro e tb tem q colocar iluminação na divisa dos bairro parati com o jd. das nações passou o asfalto alí ñ sei pra que nem tem moradia tinha q passar no bairro..... vamos ver c o bernal vai fazer alguma coisa.....
 
hemerson escobar bicudo em 24/01/2013 08:27:10
Sem contar que todo esse lixão fica nos fundos do res. Vilagio Parati, onde muitas casas já foram entregues e os moradores nem sabem do risco que estão correndo e se não tomarem uma providencia, limpa-se hoje e amanhã começa tudo de novo, não é de hoje que existe esse lixão, a prefeitura limpa e o povo suja, passo de ônibus quase todos os dias em frente a essa vergonha.
 
Marisa Aluchna em 23/01/2013 23:29:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions