ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 23º

Capital

“Não é caso de política, é caso de polícia”, diz Reinaldo sobre Marquinhos

Um dia após Polícia divulgar investigação, governador falou sobre denúncias de assédio contra o ex-prefeito

Ângela Kempfer | 27/07/2022 17:46
Reinaldo falou sobre o assunto durante o lançamento do Festival de Bonito, na manhã desta quarta-feira. (Foto: Marcos Maluf)
Reinaldo falou sobre o assunto durante o lançamento do Festival de Bonito, na manhã desta quarta-feira. (Foto: Marcos Maluf)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) falou hoje pela primeira vez sobre denúncias contra o ex-prefeito Marquinhos Trad (PSD). “Não é caso de política, é caso de polícia”, pontuou Reinaldo.

Apesar de reforçar que não é hora de “julgamentos”, lembrou que o caso é sério. “O que aconteceu desde a denúncia inicial? Muitas mulheres, espontaneamente, procuraram os canais da polícia. São várias mulheres que dizem ser vítimas de estupro e de uma rede de prostituição dentro do Paço Municipal.”

Ao falar do poder da denúncia, o governador lembrou de outros escândalos sexuais no Brasil, como os envolvendo o líder espírita João de Deus e o ex-médico Roger Abdelmassih. “Todo criminoso que tem essas práticas sexuais, e vocês acompanharam as últimas, João de Deus e Abdelmassih, ele tem uma prática. Quando alguma mulher denuncia, encoraja outra mulher”.

Um dia após a Polícia Civil divulgar a investigação, o governador criticou o ataque às mulheres envolvidas no caso. “Não dá também para transformar essas mulheres que são vítimas de estupro, assédio, de uma série de crimes contra as mulheres, em pessoas que não tem qualificação”.

Reinaldo diz que membros do governo também foram atacados e já registraram, inclusive, boletim de ocorrência, depois de insinuações de que as denunciantes teriam sido pagas para atacar Marquinhos. “Não dá para você querer politizar esse caso.”

Fontes da DGPC (Delegacia Geral da Polícia Civil) revelam que já são 11 mulheres com acusações contra Marquinhos Trad, três delas recorreram ao disque denúncia, número disponibilizado pela Polícia Civil.

“Hoje tivemos várias mulheres que acessaram o disque denúncia e marcaram audiência na DEAM para novas denúncias”, confirmou Reinaldo.

Reinaldo falou sobre o assunto durante o lançamento do Festival de Bonito, na manhã desta quarta-feira.

Nos siga no Google Notícias