A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

12/12/2013 17:30

Oito instituições se comprometem com ONU para desenvolvimento humano

Mariana Lopes
AACC foi uma das instituições a assinam o termo de comprometimento com os objetivos propostos pela ONU (Foto: Simão Nogueira)AACC foi uma das instituições a assinam o termo de comprometimento com os objetivos propostos pela ONU (Foto: Simão Nogueira)

Oito instituições filantrópicas de Mato Grosso do Sul assinaram um termo de comprometimento com a ONU (Organização das Nações Unidas), na tarde desta quinta-feira (12), na sede da AACC (Associação dos Amigos das Crianças com Câncer), em Campo Grande, firmando o compromisso com trabalhos em prol do desenvolvimento humano.

A assinatura inclui as instituições ao MNCS (Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade), que trabalha para alcançar os 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), propostos pela ONU em 2000, em conjunto com 191 países.

De acordo com a representante do Estado na ONU, Raquel Ferraro, a adesão das instituições no PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) é importante porque trará visibilidade aos projetos sociais desenvolvidos aqui em Mato Grosso do Sul e facilitará na capitação de recursos e parceiros.

Raquel ainda explica que estas são somente as primeiras instituições que aderiram ao programa. “A partir deste primeiro passos, vamos em busca de mais instituições pelo Estado que tenham projetos bacanas que se enquadram dentro da proposta dos objetivos da ONU”, comenta a representante.

Os oito objetivos são: acabar com a fome e a miséria; educação básica de qualidade para todos; igualdade entre sexos e valorização da mulher; reduzir a mortalidade infantil; melhorar a saúde das gestantes; combater a AIDS, a malária, o câncer e outras doenças; qualidade de vida e respeito ao meio ambiente; e, por fim, todo mundo trabalhando pelo desenvolvimento.

 

Representante de MS na ONU, Raquel acredita na visibilidade que as instituições podem ganhar e, assim, firmar mais parcerias (Foto: Simão Nogueira)Representante de MS na ONU, Raquel acredita na visibilidade que as instituições podem ganhar e, assim, firmar mais parcerias (Foto: Simão Nogueira)

Dentro disso, a ONG (Organização Não Governamental) Fraternidade Sem Fronteira aposta em uma parceria de mão dupla. “Vamos ser reconhecidos e isso pode nos ajudar a captar ajuda para aumentar o projeto, além de difundir nosso trabalho nosso trabalho em prol do desenvolvimento humano”, comenta o presidente da instituição, Wagner Moura.

A Fraternidade Sem Fronteira trabalha com 422 crianças órfãs da África, dando assistência de alfabetização, alimentação, cultura local, higiene e prevenção de HIV. O projeto busca apadrinhamento, que custa R$ 50 por criança.

Para a presidente e fundadora da AACC, Mirian Comparin Correa, o comprometimento com a ONU fará a instituição ampliar os projetos já existentes. “Cuidar da criança com câncer é um trabalho tão abrangente, pois trabalhamos com toda a família, então acabamos nos inserindo em todos os objetivos”, explica Mirian.

Assinaram o termo a AACC (Associação dos Amigos das Crianças com Câncer), Associação Mães da Fronteira, Maná do Céu para os Povos, Amigos do Coração, Fraternidade Sem Fronteira, Cica (Centro de Integração da Criança e do Adolescente), além da Secretaria Estadual da Juventude e a procuradora de Justiça e escritora Ariadne Cantú.

Durante discussão, adolescente de 17 anos é esfaqueado pelo amigo
Um jovem de 17 anos foi levado em estado grave para a Santa Casa após ser esfaqueado na noite deste sábado, na frente da casa em que mora no Bairro G...
Após furtar obra, ladrão é capturado por moradores e ferido a tiros
Marcio Estacio Duarte Teixeira, de 31 anos, foi socorrido a Santa Casa de Campo Grande após ser atingido por dois tiros na madrugada deste domingo (1...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions