ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Ônibus da Cruz Vermelha leva vacinas a quem não conseguia imunização no posto

Ação itinerante aplica doses a quem tem 12 anos ou mais, nesta manhã, e vai percorrer a cidade até março

Por Guilherme Correia e Caroline Maldonado | 20/01/2022 09:28
Mulher foi vacinada em ônibus itinerante da Cruz Vermelha nesta manhã. (Foto: Marcos Maluf)
Mulher foi vacinada em ônibus itinerante da Cruz Vermelha nesta manhã. (Foto: Marcos Maluf)

A Cruz Vermelha Brasileira, em parceria com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), organiza vacinação itinerante contra a covid-19 nos próximos 45 dias, em Campo Grande. Moradores do bairro em que se iniciaram as atividades nesta manhã (20), elogiam a ação e relatam que é mais uma forma de se proteger do coronavírus, já que pontos de imunização têm tido muita demanda.

Um dos dois ônibus que rodam pelo País chegou nesta quinta-feira, com previsão de ficar até março, e até amanhã, oferece todas as doses a adolescentes e adultos no Jardim Paulo Coelho Machado. Nos dias seguintes, deve percorrer outros bairros da Capital, conforme calendário divulgado pela prefeitura.

O veículo estacionou em frente à Escola Municipal Professora Ana Lúcia de Oliveira Batista, na Rua Perciliana Barbosa Ferreira. A poucas quadras dali, a UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do bairro também aplica vacinas da covid, mas alguns moradores relatam que os imunizantes costumam acabar no início da tarde.

Primeira pessoa a ser vacinada nesta manhã; ação oferece imunizantes a quem tenha acima de 12 anos. (Foto: Marcos Maluf)
Primeira pessoa a ser vacinada nesta manhã; ação oferece imunizantes a quem tenha acima de 12 anos. (Foto: Marcos Maluf)

A promotora de vendas Silvana Mata, de 37 anos, relata que tentou por sete vezes receber a dose de reforço no posto de saúde, sem êxito, e que espera conseguir se imunizar no ônibus. “Acho ótimo [o ônibus], moro aqui pertinho, porque no posto, já tentei sete vezes, só funciona à tarde e toda a vez que eu chegava, logo no início da tarde, já tinha acabado a distribuição de senha, por volta das 13h30, 14h.”

Ela ressalta que levará a filha na tarde de hoje ao ônibus, que também precisa da terceira dose.

A dona de casa Maria Silva Santana, de 55 anos, veio tomar a terceira dose e avalia que a ação é muito positiva, já que a UBSF da região costuma ter muito movimento. “Já fui várias vezes e não consegui a dose. Além disso, está muito cheio de pessoas com sintomas de gripe e aqui no ônibus, é mais aberto, arejado, então, me sinto mais segura.”

“Não sei qual a terceira dose que eu vou tomar, mas não tenho preferência. A preferência é  a vacina no braço.”

A dona do lar Karina Farias Delgado, de 31 anos, também busca a dose adicional nesta manhã e diz que precisava tomar há mais tempo, mas que sempre teve dificuldade para conciliar horários. “Até já passou do tempo de eu tomar, mas como eu tinha tomado da gripe, tive que esperar alguns dias. E no postinho, não estava vacinando esses dias.”

Vale lembrar que o Ministério da Saúde editou recentemente recomendação sobre a vacinação das duas doenças - atualmente, indivíduos podem receber o imunizante da gripe e da covid no mesmo dia.

Pacientes realizam triagem para verificar documentação antes de serem vacinados. (Foto: Marcos Maluf)
Pacientes realizam triagem para verificar documentação antes de serem vacinados. (Foto: Marcos Maluf)

Calendário - O ponto de vacinação funciona das 8h às 16h e fica até amanhã neste local. Os indivíduos recebem a vacina no interior do veículo e aguardam do lado de fora, em cadeiras. No fim de semana, ficará no Bairro Cidade de Deus, na Rua Luiz Antônio Dodero, 225.

Na próxima segunda e terça, será a vez do Bairro Los Angeles, no Mercado São José, que fica na Rua Engenheiro Paulo Frontim, 422.

Posteriormente, dos dias 26 a 31 de janeiro, ficará na região do Bandeira; no Imbirussu, de 1º a 6 de fevereiro; no Lagoa, 7 a 12 de fevereiro; no Prosa, de 13 a 18 de fevereiro e no Segredo, de 19 a 24 de fevereiro.

Veículo está no Jardim Paulo Coelho Machado até amanhã e, depois, percorrerá outros bairros. (Foto: Marcos Maluf)
Veículo está no Jardim Paulo Coelho Machado até amanhã e, depois, percorrerá outros bairros. (Foto: Marcos Maluf)

Segundo a superintendente de Vigilância Sanitária, Veruska Lahdo, a prefeitura está preocupada em completar o esquema vacinal da população, já que mais de 70 mil campo-grandenses não voltaram para tomar a segunda dose. “Precisamos que as pessoas venham tomar a segunda dose, porque podem ter risco de complicação, caso fiquem doentes.”

“Qualquer reforço é superimportante. Campo Grande já está colhendo frutos positivos da vacinação e esse ônibus vai facilitar muito para as pessoas que não conseguiram se vacinar ainda.”

Segundo ela, foram disponibilizadas mil doses entre hoje e amanhã e espera-se que pelo menos metade do quantitativo seja utilizado. “Se tiver uma procura maior, vamos atender”, garante.

Lahdo ressalta que a população deve se cadastrar por meio do site oficial da Sesau, a fim de agilizar o processo de vacinação e evitar falta de documentos. “É só fazer o cadastro, no caso de primeira dose, mas se não tiver feito, é orientado na hora.”

A Cruz Vermelha é uma ONG (Organização Não Governamental) de ajuda humanitária, que atua no mundo todo e, no Brasil, está presente em 21 estados.

Confira a galeria de imagens:

  • ONG atua no mundo todo e tem filiais no Brasil. (Foto: Marcos Maluf)
  • São oferecidas primeira, segunda e terceira dose, a adolescentes e adultos. (Foto: Marcos Maluf)
  • Ação foi feita em parceria com a Sesau de Campo Grande. (Foto: Marcos Maluf)
  • Pessoas aguardam na fila para serem vacinados. (Foto: Marcos Maluf)
  • Há três vacinadores e uma enfermeira na unidade. (Foto: Marcos Maluf)
Nos siga no Google Notícias