ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Pagando R$ 7,8 milhões, prefeitura consegue 'carona' em compra de uniformes

Entrega para alunos deve começar após 46 dias do início do ano letivo; Ato foi oficializado no diário oficial desta segunda-feira

Por Yarima Mecchi | 20/03/2017 12:18
Alunos usam uniformes antigos. (Foto: Marcos Ermínio)
Alunos usam uniformes antigos. (Foto: Marcos Ermínio)

Com uma negociação que durou pelo menos dois meses a Prefeitura de Campo Grande oficializou a compra dos uniformes da Reme (Rede Municipal de Ensino) com a Prefeitura de Embú das Artes (SP). A compra vai custar R$ 7,8 milhões aos cofres municipais.

O Extrato de Adesão com Embú das Artes (SP) foi publicado no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta segunda-feira (20) e tem vigência de um ano, de fevereiro de 2017 a fevereiro de 2018.

A carona do Executivo municipal com a cidade do estado vizinho se deu porque as licitações feitas pela antiga administração foram suspensas pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado) em dezembro.

Conforme já anunciado pelo Campo Grande News na quinta-feira (16), a previsão da secretária de Educação, Ilza Matheus, é que os mais de 150 mil itens deve chegar nesta terça-feira (21) e serão distribuídos para os 97 mil alunos a partir de quinta-feira (23), 46 dias após inicio do ano letivo.

Ao contrário da Prefeitura de São Paulo, Embú das Artes aceitou a adesão parcial de Campo Grande na ata de compra. O município do interior paulista era o 'plano b' da Capital sul-mato-grossense enquanto aguardava resposta oficial da metrópole brasileira, o que não aconteceu.

Prazos - Em janeiro, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) afirmou que entregaria os kits e uniformes seria na primeira semana do ano letivo. No dia 11 do mesmo mês, Ilza e Marquinhos garantiram uniformes e kits começariam na segunda quinzena do mês de março, mas o prazo não foi cumprido e na quinta-feira (16) a secretária afirmou que entrega começa no dia 26. 

Material - Com relação aos kit's escolares ainda não há uma resposta ou prazo de entrega, mas a Semed (Secretaria Municipal de Educação) informou que conseguiu carona para aquisição.

O Executivo municipal está negociando como FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) para a compra do material e teve resposta favorável no final de janeiro.

Nos siga no Google Notícias
Veja Também
Regras de comentário