A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

04/12/2010 09:58

Pai de jovem morto procura explicação para tragédia

Aline dos Santos

“Ele já estava vindo para a casa”, lamenta.

Impacto foi tão violento que moto abriu rombo na parede de oficina mecânica. (Foto: João Garrigó)Impacto foi tão violento que moto abriu rombo na parede de oficina mecânica. (Foto: João Garrigó)

Ainda sob o impacto da recente noticia da perda do filho, Adair Gonçalves, de 55 anos, procura explicações para a morte de Emerson Borges Gonçalves, de 26 anos. O jovem morreu após ser perseguido, baleado na cabeça e bater a moto que pilotava na parede de uma oficina, na Vila Margarida, em Campo Grande.

“Por enquanto, não sei de nada. Quem pode explicar a tragédia é a mulher dele, que estava junto”, relata o pai. Taissa Cunha era passageira da moto e sofreu traumatismo craniano. O casal estava junto há seis meses e morava com Adair.

Segundo ele, o relacionamento era desaprovado pela família da mulher. O pai conta que recebeu poucas informações sobre o crime. “Falaram que eles foram à feira do Jardim Novos Estados e que meu filho foi perseguido por um homem de moto”, conta. “Ele já estava vindo para a casa”, lamenta.

A polícia recebeu a informação de que houve uma briga na feira. “Meu filho era um cara meio agressivo e eu falava que ser assim não dava certo”,enfatiza.

Conforme a família, Emerson já foi preso devido a uma briga na rua.

Emerson foi assassinado ontem à noite na rua Rio Negro. Ele apresentava perfurações na cabeça. Baleado, ele bateu a motocicleta na parede da oficina Sapo Motos, abrindo um rombo. Moradores relataram à polícia que ouviram quatro disparos e, em seguida, o choque da moto na parede.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions