A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/03/2016 08:56

Pais revoltados dizem que azar é morar no mesmo bairro de desembargador

Ângela Kempfer e Mariana Castelar
Bebida apreendida em casa no bairro Santa Fé.Bebida apreendida em casa no bairro Santa Fé.

Pais aguardam a liberação dos jovens que foram detidos na madrugada de hoje, depois de uma festinha animada no mesmo bairro do desembargador Luiz Gonzaga Mendes Marques, o Santa Fé. Na delegacia, estão 5 casais e um advogado. Nenhum quis gravar entrevista, mas eles demonstram revolta diante da ação policial.

Sem se identificar, o homem que parece ser o dono da casa onde ocorreu a festa reclama do “azar” de morar ao lado de um desembargador. “Tanta coisa importante para a polícia fazer e ficam pegando no pé de festa como de qualquer outro jovem. Esses dias me roubaram e a polícia não fez nada até agora”, reclamou.

Outro disse que "se a polícia agisse com tanto fervor contra outros crimes, estaríamos felizes. Mas agir por causa de uma pessoa influente, é errado".

Um dos principais motivos de revolta foi o fato dos filhos serem levados em camburão. "Porque não prenderam só o dono da casa ou chamaram os pais e encaminharam cada um para as suas casas? Nossos filhos não são bandidos", protestou um dos pais.

O advogado Fábio Theodoro de Farias acompanha as famílias, mas também não quis falar à imprensa.

A polícia esperava a chegada do desembargador para finalizar o Boletim de Ocorrência e liberar o grupo de 28 jovens que aguardam no pátio da delegacia.

Há pouco, Luiz Gonzaga apareceu, mas não quis dar entrevista. Depois de 3 tentativas de reduzir o volume da festa, o próprio desembargador foi com a polícia até o endereço. No local, eles foram recebidos com vaias. 

O delegado Emilton Zala garante que não houve abuso de poder ou excessos no caso. Segundo ele, os jovens “desafiaram o Estado”, porque foram advertidos por 3 vezes e zombaram da ação da Polícia. “A gente poderia estar fazendo mesmo coisas muito mais importantes, mas eles ignoraram a presença do Estado, desafiaram. Não vamos admitir isso”, comentou.

Jovens aguardam liberação no pátio da delegacia.Jovens aguardam liberação no pátio da delegacia.


Bom dia. Quanto a detenção desses "jovens", não posso questionar o que levou os policiais a fazerem, mas sr. Jose Roberto, quanto a presença de medidor de decibéis é irrelevante, até mesmo porque o município possui uma lei que rege a esse respeito, lei complementar 8/96, onde especifica tudo a respeito de perturbação do sossego ou " LEI DO SILENCIO", como queiram. Então a minha sugestão, caso a policia não venha comparecer no local ou compareça mas não solucione o problema, vá até a defensoria publica e registre uma queixa contra o proprietário da residência. Ou seja, provoque a justiça para que ela atue sobre o seu problema, pode ter certeza que resolverá. Enfim, se soubéssemos de nossos direitos e principalmente deveres, muitas irregularidades não ocorreriam.
 
Gibson em 26/03/2016 09:03:54
Se realmente houve 3 tentativas da policia em fazer eles baixarem o volume do som,

a policia tem toda a razão para prende-los já que existe lei que proíbe a pertubação do sossego.

E olha o tamanho dos marmanjos, não tem nenhuma criança ai nesse meio.

E que a partir de agora isso tudo sirva de exemplo.
 
wild em 25/03/2016 23:59:58
Bem, eu e minha familia já passamos por isso há uns anos atrás, quando na frente da nossa casa mudaram 03 jovens que transformaram a casa deles numa república, e tinha festa todos os dias com som muito alto regado de bebidas. Foram trinta dias de muito sofrimento, pois, eu, minha esposa e meus dois filhos, tínhamos que dormir na cozinha por causa do som. Ligavámos para a policia, porém, eles não vinham. Eu bem que gostaria de ter um vizinho importante, para não passar por isso de novo. E quanto a esses delinquentes, sem educação, que tem pais irresponsáveis de deixar seus filhos numa festa regada de bebidas alcólicas fortes, eles deveriam ficar pelo menos um mês na cadeia, talvez, mas talvez, muito dificil eu acho, que talvez eles aprenderiam a respeitar os vizinhos antes de dar uma festa.
 
SIRENE em 25/03/2016 21:59:46
Apoio totalmente a ação policial, sou testemunha não sou "desembargadora", independente e ser um "crime" de pouca proporção, e de ordem policial, sim, sou prova viva, na época meu bebe tinha poucos meses de nascido em uma pela terça-feira, visinhos totalmente sem noção, ja se passavam da 3:00 da manhã e som alto, onde ninguém conseguia dormir, ligamos sim, para a policia e de prontidão fomos atendidos, eles apareceram e logo o som foi desligado, depois de uns 30 min, voltaram a ligar e ainda mais alto...que isso gente...uma completa falta de respeito, existe sua liberdade, apartir do momento onde se infringe a liberdade do outro isso acaba, pessoas sem senso, quer som alto, vai para longe, chácara, fazenda, agora em local urbano, onde pessoas precisam acordar no "outro" dia para trabalhar.
 
Beatriz souza em 25/03/2016 21:46:41
Na mesma proporção que alguém tem o direito de fazer uma festa, o vizinho tem o direito de silêncio para repousar. Não sei se foi este o caso, mas muitas pessoas esquecem, quando fazem uma festa, que o vizinho normalmente precisa trabalhar no outro dia.
Não respeitam a lei do silêncio, e neste caso em particular, aconteceu o que a lei sinaliza.
Quando precisar mudar de casa novamente, vou ver ser consigo ser vizinho de um desembargador...!!! hehehehehehe
 
SeiQueNadaSei_CGRMS em 25/03/2016 19:23:08
Oi? Isso acontece muito em todos os lugares, algumas pessoas não se contentam em ouvir suas músicas em tom baixo, querem que a vila inteira escute e aí dá nisso... não é todo mundo que gosta!!
 
Rose em 25/03/2016 17:48:14
Os brancos e burgueses que se entendam.
A verdade é que se juntaram gente arrogante e sem noção de todos os lados.
 
Critico em 25/03/2016 17:13:37
RINDO ALTO AQUI.... ESPERO NÃO SER PRESO POR POLUIÇÃO SONORA...HUAHUHUAH
 
Brasileiro em 25/03/2016 15:23:50
Desafiar deus nunca será bom negócio.
 
Ganso em 25/03/2016 14:46:20
infelizmente o nosso BRASIL é assim um Pais de coronéis. o povo que tanto sofre não pode nem se divertir mais e afinal a policia tinha um medidor de dcbis(decibéis porque eu acho que ate uma altura x é permitida
 
jose roberto da silva em 25/03/2016 10:43:23
Toma trouxas!! Isso é pra aprender a respeitar a ordem pública.
 
MRK em 25/03/2016 10:40:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions