ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  16    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Para evitar aglomeração, Bodoquena fecha turismo por 7 dias

Prefeito quer impedir que cidade seja destino para moradores de Campo Grande, onde foi decretado feriado

Por Tainá Jara | 20/03/2021 16:57
Vista da Cachoreira Boca da Onça, na RRPN Cara da Onça, um dos principais atrativos turísticos de Bodoquena (Foto: Tainá Jara)
Vista da Cachoreira Boca da Onça, na RRPN Cara da Onça, um dos principais atrativos turísticos de Bodoquena (Foto: Tainá Jara)

Para evitar aglomerações no decorrer da semana, a Prefeitura de Bodoquena, distante 266 quilômetros de Campo Grande, determinou o fechamento de estabelecimentos de turismo durante sete dias.

O temor é que a cidade, famosa pelas belezas naturais e com uma das menores incidências de covid-19, em Mato Grosso do Sul, se torne destino para campo-grandenses, já que o prefeito Marquinhos Trad, adiantou cinco dias de feriado na Capital acreditando incentivar o isolamento social.

A partir da próxima segunda-feira (22) até o domingo (28), conforme novo decreto da cidade do inteiror, divulgado neste sábado, os estabelecimentos e empreendimentos turísticos, os receptivos, os hotéis, não deverão funcionar abertos ao público.

"Apesar da situação epidemiológica favorável, prefeitura e secretaria de Saúde se preocupam com o grande fluxo de pessoas durante o período de restrição em Campo Grande e por isso as medidas foram tomadas", explica o prefeito Kazu Horii.

Neste final de semana, o que está em vigor é apenas o decreto estadual, que prevê, entre outras medidas, toque de recolher das 20h às 22h. Além de funcionamento do comércio até às 16h.

A partir da segunda-feira passa a valer medida municipal que prevê fechamento de atividades não essenciais e funcionamento dos estabelecimentos essenciais.

São considerados essenciais: bancos, correspondentes bancários e lotéricas, com funcionamento até as 16h; mercearias, mercados e supermercados, com funcionamento até as 16h; serviços de saúde privados e drogarias, com funcionamento até as 20h; correios, com funcionamento até as 16h; postos de combustíveis, com funcionamento até as 20h;  limpeza pública; serviços de manutenção e ligação de energia, água e esgoto; serviços de saúde pública; serviços funerários.

Não serão afetadas pelas restrições as atividades agroindustriais e agropecuárias sediadas fora do perímetro urbano.

Estabelecimentos do segmento de alimentação e comércio de bebidas somente poderão funcionar no sistema de entregas ou delivery até as 22h.

A circulação no comércio essencial deve respeitar medidas de distanciamento, capacidade e com uso de máscara, e também limitar entrada a uma pessoa por família.

Estão proibidos eventos de qualquer espécie, proibidas atividades esportivas em grupo, além de estar vetado o consumo de bebida em vias públicas.

O serviço público será realizado de maneira interna, com exceção para aqueles essenciais, como coleta de lixo e unidades de saúde, que realizarão apenas atendimentos de urgência. O Hospital Municipal Francisco Sales funciona 24h.

Em Mato Grosso do Sul, foram confirmados 201.125 casos de covid-19, sendo 3.799 morreram em decorrência da doença, desde o início da pandemia. Bodoquena é um dos municípios com menor contaminação por coronavírus do Estado, responde por 0,1% dos casos registrados no Estado, são 146 confirmações e três óbitos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário