A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

15/01/2013 17:07

Pivô de polêmica, cão Scooby é devolvido a ONG

Gabriel Neris e Mariana Lopes
Scooby foi entregue pela Prefeitura de Campo Grande ao Abrigo dos Bichos (Fotos: Rodrigo Pazinato)Scooby foi entregue pela Prefeitura de Campo Grande ao Abrigo dos Bichos (Fotos: Rodrigo Pazinato)

A Prefeitura de Campo Grande entregou o cão Scooby na tarde desta terça-feira (15) à ONG (Organização Não Governamental) Abrigo dos Bichos, respeitando a determinação do juiz Amaury Kuklinsk, da Vara de Direitos Coletivos, Difusos e Homogêneos.

O animal ganhou notoriedade depois de ser arrastado pelo dono do bairro Aero Rancho até o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses). Scooby tem leishmaniose e foi pivô da polêmica envolvendo o tratamento à doença. A orientação do Ministério da Saúde é a eutanásia, mas o ex-prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) determinou que o animal fosse preservado, depois de uma campanha nas redes sociais.

De acordo com a médica-veterinária e presidente do Abrigo dos Bichos, Maíra Kaviski Peixoto, Scooby será levado para a clínica veterinária onde ficou internado antes der levado ao CCZ para continuar o tratamento da leishmaniose e refazer todos os exames para certificarem a respeito da saúde do animal.

A médica-veterinária Sibele Cação estava no local e disse que não se arrepende da briga para manter o animal vivo. “Essa é a nossa missão, salvar a vida dos animais sem deixar de lado a saúde pública. Nunca iríamos colocar a população em risco”, afirmou.

Sibele reafirmou o desejo de ter a guarda do animal. A médica-veterinária era presidente do CRMV-MS (Conselho Regional de Medicina Veterinária), mas foi afastada do cargo após defender publicamente o tratamento da leishmaniose, indo na contramão de medidas apoiadas pelo CFMV (Conselho Federal de Medicina Veterinária), que obedece a determinação de aplicação da eutanásia por parte do Ministério da Saúde.

Animal recebe carinho na saída do CCZ Animal recebe carinho na saída do CCZ

Maíra explicou que devido a decisão judicial, não poderá tomar nenhuma decisão em relação a adoção do Scooby. “O Scooby foi só um símbolo para a gente pedir a adoção de outros animais que estão aqui no CCZ”, comentou.

O animal saiu do CCZ faceiro e imediatamente pulou no colo de Maíra e Sibele. Scooby também rolou na grama e até fez poses para fotografia. O cão tem três anos de idade e foi castrado para não oferecer risco de transmitir a doença a outro cachorro.

A situação despertou a atenção de curiosos que acompanharam o embate. A acadêmica de medicina-veterinária da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Ana Carolina Ortale, de 24 anos, contou que já adotou vários cães com leishmaniose e acompanha o tratamento da doença. “O Scooby representa para mostrar a sociedade que o cachorro pode ser tratado”, disse a estudante.

Vídeo mostra cão Scooby sadio e brincando com veterinárias
O cão Scooby, que causou polêmica em Campo Grande quando foi cogitada a sua eutanásia, já que ele é portador de leishmaniose, aparece sadio e brincan...
Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...


Parabéns à veterinária Sibele. É um exemplo de que existe esperança, que existem profissionais que honram a profissão, que não vendem seus valores por cargos.

Parabéns ao pessoal da ONG e a todos que compraram essa briga, valeu uma VIDA!!!
 
Roberta Forster em 16/01/2013 22:19:21
.... aliás, Sr Antonio Conceição Silva, já obteve ajuda a respeito de seu cão? Converse com alguém da Clinvet ou Clinica Bourgelat para que eles lhe passem o contato do Dr André Luiz. Abraços e força!
 
Paula Flatin Serrilho em 16/01/2013 19:34:39
WILSON SOUZA.... tá armando mais um tempo de chuva lá fora.... pega seu carro, moto, busão, bike ou um tênis e saia limpando terrenos abandonados pelos donos preguiçosos. Aí voce colabora prá vida de mais de 800 mil pessoas ao invés de ficar com a bunda grudada na frente do pc só criticando o que não entende. Para de escrever e vá AGIR em prol destas vidas então criatura.... e não tô falando do teu quintal ou do seu vizinho.... É PRÁ FAZER NA CIDADE TODA, já que está preocupado com todas as vidas dela, não é mesmo? Leu o site que coloquei para que entendesse quem é o verdadeiro transmissor da Leishmaniose? Se for pra eutanasiar cães com leish, vamos eutanasiar as trocentas mil pessoas que estão com dengue nesse momento e deixar o mosquitinho livre, assim como o flebótomo. Justo? ¬¬
 
Paula Flatin Serrilho em 16/01/2013 19:24:27
VERDADE SEJA DITA: Aqueles que tanto criticam quem defende os animais, são justamente aqueles que nada fazem, nem pelos animais e nem pelos humanos...pois estas pessoas perdem muito tempo criticando quem faz e não lhes sobra tempo para fazer algo de útil por alguém. Repensem seus posicionamentos, não se esqueçam que estamos todos interligados (homens e animais).
 
Marcela Silva em 16/01/2013 16:44:06
Fiquei muito feliz por essa grande conquista, pelo Scooby estar salvo do assassinato cruel e ignorante que o ccz queria executar nele. Mas como ja disseram, precisamos informar a população e autoridades para eliminar o lixo e quintais sujos com frutas caídas, pois é onde se cria o mosquito, o unico causador da doença. E esse é o primeiro passo para evitar que milhares de outros animais sejam assassinados em tantos ccz's por aí...não é apenas o Scooby que merece viver e ser tratado, e sim todos, mas através dele e dessa primeira vitória poderemos tentar mudar as leis e mentalidades ignorantes de conselhos de medicina e saúde e lutar por outros animais que sofrem com a doença....Parabéns a todos que lutaram por essa conquista, e fico feliz por ter participado dela :)
 
DANIELE MELO em 16/01/2013 15:18:07
Concordo com alguns comentários, porém fico com receio do tratamento, pq acho que o animal não fica curado totalmente. Acho tb que esses nossos políticos deveriam olhar mais para a saúde, apesar de muitos relaxados jogarem lixos nos terrenos baldios, onde ajudam na proliferação dos mosquitos, De que adiante eu cuidar do meu quintal se é no quintal vizinho cheio de mato que o mosquito está tb. somos alvos fáceis. Acho que essas multas dever ser aplicadas mensalmente para que os donos efetuem a limpeza ou vendam para quem tem interesse de construir,
 
maria rosangela pereira em 16/01/2013 13:30:58
Desde que o vetor não esteja na localidade, não há perigo..
Sei que é muito emocionante ver isso, mas A leishmaniose, é uma doenção muito deformativa, o tratamento feito no Scooby é 100%, ele não correr o risco de contaminar o vetor da doença?
Isso tem de ser levado ao caso, se tiver garantia que não ocorrerar eu sou o primeiro a aplaudir, mas mantendo um reservatório de futuros surtos é meio perigoso...
esse é um Tema que acontece com o caso Dengue, pois muitos pessoas insiste em ter vasinho com água que acha lindo, nada o faz mudar de idéia, mas ao se deparar com a doença na pele, joga tudo fora e nunca mais faz isso, as pessoas que brigam pelo Scooby, com certeza não sofrem com Leishmaniose, e muitos nem sabem o que é essa doença...
Cuidem Bem do Scooby, mas controle bem o parasita..
 
Tony Gomes em 16/01/2013 12:22:07
Engraçado ninguem foi saber como estão as familias q perderam seus entes queridos por conta da LVC . A população na maioria não compra remedios para vermifugar os cães quanto menos tratar de LVC. Quando começar a morrer muita gente desta doença ai vai cair a ficha.
 
izaias ramalho em 16/01/2013 12:12:46
Por isso que o país não cresce. Não temos a consciência de que lei é feita para ser cumprida; assim sendo, deve-se respeitar as determinações do Ministério da Saúde e do Conselho de Medicina Veterinária.
Estão descontentes, utilizem-se das diversas maneiras legais para se alterar a lei, não ajam apenas por dó ou benevolência.
E é fato que o número de mortes por leishmaniose vem crescendo ano a ano no país.
 
alexandre silva em 16/01/2013 11:44:13
Tem gente que não gosta de si mesma, imagine gostar do próximo, parabens Drª Sibele, tenho certeza que tem alguem te observando, e vc será recompensada por isso , Lina Loureiro, faço as sua palavras as minhas, por sinal muito bem colocadas pelos fatos em discussão.
 
Jrge Ramão Torres em 16/01/2013 11:43:21
Esse cachorro é uma cobaia solta?
Que garantia tem que esse cachorro não é hospedeiro da doença ?
A resposta é não tem garantia nenhuma ,um risco a saúde pública .
Quantas pessoas morrem dessa doença ?Quem tem dinheiro ainda tem chance ,mais e quem não tem? o tratamento é caríssimo .
E os médicos não são tão carinhosos assim como os veterinários!
Melhor pensar direito e com a razão antes de levantar bandeira!
 
cleo de moraes em 16/01/2013 10:47:43
A única cura pra essa doença, é a eutanásia. O único radicalismo nesse caso é insistir num tratamento que só tapa o sol com a peneira. Qual a diferença entre o abate sanitário em casos de ocorrência de aftosa e leishmaniose? Qual o motivo da sensibilidade com um caso e com o outro não?
 
Motumbo Silva em 16/01/2013 10:18:23
E no caso da aftosa, porque ninguém se manifesta quando sacrificam milhares de animais só pra proteger os interesses econômicos de uma nação inteira? Qual a diferença entre proteger um cachorro doente e bois doentes? Onde se escondem as entidades de defesa dos animais quando a união europeia e os países asiáticos barram a importação de carne Brasileira? Não são dois pesos e duas medidas? Scooby ou Mimosa, o tratamento deve ser o mesmo, ou seja, respeitar o posicionamento dos técnicos dos ministérios da saúde e da Agricultura.
 
Honorato Sá em 16/01/2013 09:58:00
Linda e digna de reflexão para todos nós a atitude dessas "meninas", que para mim são como anjos enviados pelo "Papai do Céu" para defender e cuidar dessas maravilhosas criaturas que são nosso cachorros, que para mim são muito, muito melhores que "muitos seres humanos".
 
Dulce Martucci em 16/01/2013 09:49:03
Meus parabens as medicas veterinarias e a todas as pessoas envolvidas diretas e indiretamente na defesa do animal. Agora temos que lutar para que a vacina seja disponibilizadas , porque atualmente só toma a vacina o animal de quem tem 80 reais para pagar em clinicas particulares. porque não o animal o trasmissor da doença e sim o mosquito o animal é uma vitima assim como nós .
 
Luzia Auxiliadora Bispo Floriano em 16/01/2013 09:27:06
Sacrificar os animais certamente é mais barato do que combater a dengue. Se o mosquito é o transmissor da doença o combate deveria ocorrer contra a sua proliferação. Vocês não perceberam que todo ano surge a mesma polêmica ? A culpa é da Administração Pública que não combate, durante o ano todo, a origem do problema !!!!
 
wilson cristovão lemos em 16/01/2013 09:21:13
Com todo respeito a todos, primeiramente acredito sim que os animais devam ser tratados, porém fico pensando quantos animais morrem/morreram no CCZ por conta da leishmaniose e outras patologias, quantos animais são abandonados nas ruas, quantos animais são mal tratados.
SIM SIM , estão de parabéns por lutar pela vida do Scooby, porem vocês precisam parar de fazer mídia sobre o Scooby e começar a atentar para os lados.
Não seria mais viável fazer um multirao de médicos veterinários para castração de machos? Fazer palestras educativas ? Fazer consultas gratuitas ?
Fico muito triste quando penso em quantos animais morrem por descaso enquanto um animal vira notícia como se fosse apenas ele o necessitado. Não quero ofender ninguém, apenas reflitam no que possam fazer para o bem de todos.
 
Jose da Silva em 16/01/2013 08:57:04
Os animais tanto quanto os seres humanos são criaturas do Pai e como tal merecem nossos respeitos,parabéns Abrigo dos Bichos,e todos os que de alguma forma lutaram pela vida do Scooby,que ele possa ser cuidado com amor e respeito por vocês e que a Drª Sibele Cação possa voltar ao seu posto no CRV,pois pessoas que lutam pelos seres vivos merecem total confiança.
Nós que amamos os animais sabemos o valor de suas vidas,e quando se perde uma amiga de anos,choramos e agradecemos a Deus por tê-los por perto.
Que Deus os abençõe.
 
lúcia helena maluf araújo em 16/01/2013 08:54:52
Wilson Souza, voce perdeu a chance de ficar calado. Ao invés de atacar e ser favorável ao sacrifício de um animal, procure saber como evitar as doenças mencionadas em seu comentário. Um dos modos eficientes de combater a dengue, é não deixar recipientes com agua à descoberto. Verifique em seu quintal se não há locais que podem ser viveiros para esses mosquitos. Quanto à leish, procure ler sobre o assunto. Sobre o Scooby, fiquei super feliz e contente por ve-lo tão lindo e bem cuidado. Espero que o local que va abriga-lo realmente cuide dele.
 
Jéssica Santos em 16/01/2013 08:37:29
dos IGNORANTES, que desconhecem o assunto, o que é LESHIMANIOSE? como é transmitida e que nós, assim como os Cães, somos VÍTIMAS. O que precisamos BRIGAR é pelo EXTERMÍNIO do VETOR, não eutanásia em animais. Caso contrário, a doença continuará existindo e levando VIDAS, seje animal ou humana. Portanto, Srs. WILSONS da vida, pesquisem, estudem, busquem informações com pessoas EXCLARECIDAS, que realmente entende do ASSUNTO, não exponha sua IGNORANCIA dessa maneira. Procure entender, que NÃO é interesse do Poder Público o tratamento p/ doença, pois não querem gastar dinheiro. Sabe porque?
Na realidade, se não houvesse tanta roubalheira, o Brasil teria dinheiro para cuidar da saúde, segurança, educação e sobraria muito para cuidar dos animais e da Flora.
 
Neyde de Oliveira em 16/01/2013 08:37:22
Fico muito feliz com essa noticia, Deus esta age nos corações humanos assim, que ele seja adotado pela veterinária e tenha uma ótima vida.
Começo meu dia muito melhor agora com essa boa notícia.
 
dirlene araujo em 16/01/2013 08:33:33
Concordo com todos os comentários.
Porem a eutanásia e mais e o tratamento barato que a nossa prefeitura pode pagar , ( vergonha )pensando para o outro lado , o tratamento tem que ser monitorado e ajustado conforme a doença.
porem me pergunto , eu tive dois cachorros com essa doença , ambos bem sadio porem positivo , e tive que deixar eles na no CCZ , com risco de ser multado e processado.
E agora ? vai ser diferente daqui para frente ou sera um caso esporádico .
 
Jonathan Souza em 16/01/2013 08:31:04
Fico muito feliz com a noticia!!! Parabéns para Sibele e Maíra pela iniciativa e coragem! Mas é uma pena que existam pessoas ignorante que acham que optar pelo tratamento dos bichinhos significa escolher entre eles e uma criança. Uma coisa nada tem com a outra, essa doença é uma questão de higiene, ou melhor da falta dela, quem escolhe entre manter uma área limpa e a vida de uma pessoa é a população que não faz sua parte.
 
Vivian Lubachewiski em 16/01/2013 08:26:39
Nossa!!! estou muito emocionada, sempre lutei por VIDAS, seje plantas, ANIMAIS(minha grande paixão) e pessoas que ACRESCENTAM na sociedade.
Dr. Amaury, estou sem palavras para expressar. No momento, posso apenas dizer: OBRIGADA, a sua sensibilidade e atenção diante do caso Scooby.
Parabéns!!! a querida amiga Maíra, por estar conduzindo esse caso com a Dra. Sibele, que sem dúvidas é uma excelente profissional e um GRANDE ser humano.Parabenizo também, as colegas Denise e Príscila, que são não mediram esforços nessa batalha do nosso querido Scooby.
É maravilhoso... quando percebemos sensibilidade nas pessoas, que as mesma, sem conhecer o real problema, vai atrás de maiores informações e se interam. Outros possuem conhecimento e socializam com os demais .Por outro lado, sinto PENA,
 
Neyde de Oliveira em 16/01/2013 08:22:37
Faculdades de veterinária e os conselhos informam que o tratamento para cães melhoraram a qualidade de vida dos animais, que ficam com a aparência normal, mas que"a transmitem potencialmente ao homem e outros animais". O fato é que nenhum pesquisador/professor de universidade ou centro de pesquisa defende o tratamento dos animais em caso de contaminação, apenas os profissionais ligados à industrialização de produtos para tratamento ou veterinários que o executam (donos de pet shop). A verdade é muito triste perder o cachorro, mas também a maior parte da população tem uma visão distorcida das ações dos conselhos e universidades. É a total falta de inteligência colocar em risco a saúde das pessoas em prol desta causa. Irresponsabilidade. Quem vai pagar a conta das vidas humanas Sibele?
 
Fabiano Silva em 16/01/2013 08:14:15
Que ótima notícia. Fico feliz por terem salvo este anjo de 4 patas. Ao invéz de ficarem gastando tanto dinheiro com corrupção e mensalão, deveríam investir mais em prevenção e tratamento dessa doença e da dengue. Mas acham mais fácil e mais barato sacrificar uma vida. Tive uma podley com essa doença e tratei por 4 anos sem problema algum. Nem eu e nem minha família pegamos a doença. Ela teve uma vida saudável e morreu em casa. Ninguem é Deus para tirar a vida seja lá de quem for ou decidir quem vai morrer. Todos os seres da terra são filhos de Deus e cabe somenta à ele dar ou tirar a vida!!!! Parabém para todos que lutaram pela vida deste anjinho lindo!!!!
 
ANGELA WALKIRIA em 16/01/2013 08:09:04
Muito bom!infelizmente a ignorância dos homens acaba por colocar tudo a perder!Parabéns Abrigo dos bicho e a Dra Cibele!!!
 
Etiene mendonça em 16/01/2013 08:00:53
Parabens pessoal, exemplo para todos, nunca perca a esperança .
 
Paulo Sergio Vessechi em 16/01/2013 07:49:47
Eu sou testemunha disso, que a doença pode ser tratada, tenho uma cachorra que o médico mandou sacrificar, mas eu resolvi ficar com ela, ela tinha 9 meses na época hoje tem 5 anos, ela está linda e não tem mais nada, saudável.Quem gosta de animais não sacrifica; cuida dá amor, parabens para médica que ajudou este animal indefeso.
 
lina loureiro pereira em 16/01/2013 07:42:16
É incontestável e inaceitável a ignorância das pessoas quanto a determinados assuntos na época em que vivemos. Sr. Wilson Souza, tem que estudar sobre o assunto antes de postar bobeiras. A doença não é transmitida pelo cão rsss e sim por um mosquito, assim como a dengue..Entao sendo assim teremos que matar todas as pessoas que possuem dengue?? Que são soros positivos?? Seria essa sua concepção? A vida de um ser humano vale igualmente como de qualquer outro. Pense melhor, e depois não questione o que fez a Deus.Feliz pelo Scooby, uma vida a mais a salvo. Defendo os animais, crianças e idosos sempre.
 
Luciana Nogueira em 16/01/2013 07:38:25
Isso ai Paula e pra voce entender Wilson entre um animal ou um ser humano fico pra defender o animal porque centros e medicos para defender os seres humanos existe aos milhares, fica quieto e deixa quem quer trabalhar....
 
Alex Bueno em 16/01/2013 07:36:12
Parabéns a aqueles que acreditam na vida, o que se mostra para o momento é que há um tratamento, mas, o mais barato é matar, também não se quer CRIAR ONG´s para defender mosquitos, o pouco que se consegue hoje de preservação do planeta são graças as ONG´s, mais é fácil matar e se livrar da responsabilidade de cuidar, é mais fácil jogar lixo nos terrenos vazios, é fácil encher a cara, matar e mutilar no trânsito e sair pela porta da frente da delegacia, assaltar e não ser punido, interessante que para esses assuntos não vejo tanta SOBERRBA, vamos combater a "epedemia" de dengue e a "epedemia" de corrupção que assola estes país.
 
Nery Ribeiro em 16/01/2013 07:35:34
Wilson sai da matéria e se espiritualize irmão,a vida é um dom de Deus,todos teem direito inclusive voc~e e o cão também.
 
Moacir Costa em 16/01/2013 07:05:58
Muitos comentários, pouca informação. O fato é que os defensores da eutanásia não analisam os números. Ministério da Saúde: NUMERO DE CASOS DE LEISH LETAIS (HUMANOS) EM 2011: 7. NUMERO DE CASOS DE MORTE POR DENGUE (2011): 481. NUMERO DE CASOS CONFIRMADOS DE LEISH (HUMANOS) - ANO 2011: 3894, CASOS DE DENGUE CONFIRMADOS EM 2011: 727.803 (APENAS GRAVES 10.507).
http://portalsaude.saude.gov.br/portalsaude/noticia/8309/785/melhoria-na-assistencia-reduz-casos-graves-e-mortes-por-dengue.html e http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/2012_11_letalidade_por_lv_entre_1990_e_2011.pdf. Deveríamos discutir, de fato, punições severas para os agentes transmissores da dengue (humanos) e não eutanásia para animais(me lembra discussões idiotas sobre ser mais seguro viajar de carro do que de aviao).
 
Carlos Rodrigues em 16/01/2013 00:27:04
quem puder me ajudar meu telefone é 9283-2648.
 
antonio conceiçao da silva em 16/01/2013 00:17:57
Estou desesperado quero que alguem me ajuda meu cão esta com leshemaniose ja fui comunicado pelo ccz nao sei o que fazer nao quero que meu cachorro seja morto quem puder me ajude pelo amor de DEUS.obg.
 
antonio conceiçao da silva em 16/01/2013 00:15:50
Wilson, você deveria se preparar melhor lendo os artigos científicos e não só se basear nas notícias da imprensa e em folhetos entregues pelos agentes de saúde na porta da sua casa, procure ler mais sobre o assunto e em outros canais, assim você ficará melhor informado o por que sofremos de dengue e porque o mosquita palha se alastrou no país, não fique criticando e apontando o dedo em quem faz a diferença para melhorar a situação, a dengue e a leishmaniose só existe na maioria dos casos pelo ignorância e falta de civismo de muitos indivíduos, tenho certeza que ignorância e falta de conhecimento tem tratamento e a consequência disso é a cura.
 
Antonio Carlos em 16/01/2013 00:04:25
A médica veterinária Sibele , é um anjo q Deus colocou por aqui pra atuar em defesa desses bichinhos inocentes! Parabéns a vcs, mulheres destemidas!
Parabéns a todos q colaboraram pra salvar o scooby! E vcs, q se dizem Cristãos e aceitam essa barbaridade de eutanásia, lembrem-se q o mandamento de Deus é: Não matarás. Ele, Nosso Pai, q eu saiba não se referiu apenas a nós, "humanos". Todos somos Seus filhos! Falei!!!!!!!!!!
 
Izabel Costa Franco em 15/01/2013 22:38:24
O Scooby jamais deverá ser esquecido. Foi o marco da luta de duas valentes mulheres que acreditaram e fizeram valer o que de mais grande o ser humano possui, que foi a de ter a coragem de lutar pela vida de um animal, que sempre representou a" fidelidade" entre nós seres viventes. A sociedade campograndense deve se orgulhar da conquista destas duas heroínas. Por sua vez, bem representado foi o puder judiciário, pela atitude deste bravo Juiz.Viva Scooby! e que Deus te dê a vida que merece. Com certeza em breve a sua saúde será restaurada.
 
adão collante em 15/01/2013 22:36:56
Ele está lindo !!!
 
Amanda Ortega em 15/01/2013 20:27:57
Fiquei muito feliz com a vitória do Scooby,vou continuar torcendo muito por ele.Faço parte de uma ONG na cidade de BARRA MANSA/RJ (APA/BM) nos deixa um pouco mais esperançosos nessa luta por tratamento.
 
Maria Cecilia de Castro Amaral em 15/01/2013 19:38:02
É uma vergonha, afastar um profissional de seu cargo por ter adotado um animal que pode ser salvo. Parabens a Sibele por sua atitude, sei que deve doer a perda da função, mas fica aqui minha comoção pelo trabalho e amor aos animais. Parabens a Maira tambem.
Que esta sociedade aprenda com estas profissionais.
 
carlos augusto em 15/01/2013 19:30:31
Paula voce pode defender os mosquitos também, não há nada de mal nisso, somente coloca em risco a saude de quase 800 mil habitantes.
 
wilson souza em 15/01/2013 19:22:47
NOSSA QUE BOA NOTÍCIA, MAS ESSE WILLIAN SOUZA E UM RIDICULO QUE NEM DEVE TER AMOR PRÓPRIO. PELO SCOOBY FICO FELIZ QUE ELE PODE VOLTAR A ONG E QUE LOGO ELE POSSA SER ADOTADO, POIS ELE E LINDO!!!
 
MARCELO SOUZA em 15/01/2013 19:11:41
Notícia boa, estamos autorizados a utilizar a evolução ao invés das técnicas arcaicas que viemos utilizando!!! A medicina e biomedicina veterinária estão no mundo para serem utilizadas e, para os ignorantes, existem técnicas já disponíveis para a humanidade, que tratam o animal de forma que ele não ofereça risco à saúde pública... somente são sacrificados animais porque talvez seja a forma mais barata de resolver o problema. É um absurdo este tipo de discussão, coisa de terceiro mundo... Mais absurdo ainda o afastamento da veterinária Sibele! Péssima postura do Conselho Federal de Medicina Veterinária, vai contra a sua classe, demonstra não confiar nos profissionais de sua classe! Parabéns Sibele pela atitude e ao juiz que tomou a decisão correta!
 
Fernanda Olivo em 15/01/2013 18:57:03
Wilson Souza, vai borrifar com insenticida o Flebótomo que vc ganha mais.... bem como eu o faço aqui em casa tbm contra os da dengue e os insuportáveis pernilongos. Leia mais sobre o assunto, antes de se revoltar, okay? Dengue epidêmica é falta de higiene, preguiça e descaso da população... Flebótomo tbm http://www.scalibor.com.br/leishmaniose/phlebotomus.asp
 
Paula Flatin Serrilho em 15/01/2013 18:56:05
Agora em Campo Grande voce pode escolher ou contrair leishmaniose ou dengue, depois vamos ter ONGs defendendo os mosquitos das dengue, porque eles também tem vida, qual a mais importande de um cão ou de um filho.
 
wilson souza em 15/01/2013 18:36:48
Que ótima noticia! O mundo precisa de mais Sibeles e mais Maíras! Parabéns! E vida longa ao Scooby.
 
Katia Beatriz Guilherme em 15/01/2013 17:40:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions