A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

25/05/2011 12:18

PM diz que Cigcoe entra no presídio para dar segurança e não humilhar

Fabiano Arruda

A entrada de Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) em presídios, como o de Segurança Máxima, em Campo Grande, tem como prioridade dar segurança aos agentes penitenciários e garantir a ordem em processos como os de revista.

A garantia é da major Sandra Regina, responsável pelo departamento de comunicação da Polícia Militar em Mato Grosso do Sul, ao responder sobre denúncia de possíveis abusos da tropa de choque da corporação contra presos durante revista na Máxima.

Em uma das últimas atividades do mutirão carcerário em Campo Grande, o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) flagrou marcas que na avaliação do órgão configuram abuso policial contra presos.

O CNJ saiu do local certo de que esse tipo de vistoria é feita com humilhação e agressões. Um dos presos mostrou as marcas deixadas nas costas por arma de choques.

“A agressão teria ocorrido porque ele se recusou a tocar no escudo usado pelo batalhão de choque”, como forma de reverência à corporação, uma humilhação que só provoca mais tensão dentro da unidade, avalia o CNJ.

A oficial da PM diz que, em levantamento prévio com o comando da Cigcoe, constatou que todos os procedimentos foram feitos dentro da “normalidade” na revista dos detentos e que, caso haja denúncia formal de abuso, o Comando da Polícia Militar vai abrir procedimento de investigação.

Sobre o possível emprego de arma não letal do tipo taser, a major garantiu que a opção é a menos invasiva da corporação e é utilizada, justamente, para evitar o emprego do bastão, por exemplo, e conter comportamentos de indisciplina, que podem comprometer a segurança em meio a muitos detentos.

Em relação a denúncia de humilhação contra presos, a major repudia e diz que qualquer procedimento semelhante por parte dos policiais “não fazem parte da missão de segurança” dentro do presídio.



FICOU COM PENA DO COITADINHO?
LEVA ELES PARA SUA CASA AI VC VAI SABER O QUE SATANÁS
 
João Simões em 26/05/2011 12:56:43
coloca a diretoria do CNJ para fazer as resvistas nos presidios sem a segurança da polícia depois que terminar se eles conseguirem sair ilesos eles podem fazer outros relatorios, criticar e avaliar do lado de fora é fácil, fazer que é o difícil né engravatados.
 
diego fialho em 26/05/2011 11:21:37
Fernando Silva, agradeço pelo reconhecimento do meu comentário, muito obrigado, infelizmente existe pessoas iguais a do sr. Carlos Andrade que se doeu em eu ter falado que bandido é bandido a policia ta ai é pra isso mesmo pegar firme no pé desse povo que só anda atrás de fazer o mal com as pessoas, sou pai de familia tenho filhos maravilhosos e com muita saúde e falo com muito segurança nas minhas palavras mesmo tendo erros de português mas meus pensamentos são para o bem.

FALEI E TA FALADO MESMO.
e todo dia estou aqui para colocar meu ponto de vista


 
jose junior em 26/05/2011 05:20:55
prende a policia e solta o estuprador, ladrao e traficante, ok ai ta tudo resolvido e fim de papo
 
paulo da sá em 25/05/2011 12:50:27
Lamentável as declarações ofensivas do irternalta Carlos Andrade em relação ao que escreve o leitor Jose Junior: "FALEI TA FALADO". Concordo em gênero, número e grau com o pensamento do Jose Junior. E digo mais: pela forma ofensiva com que o Carlos Andrade se manifesta, não me surpreenderá saber que de repente "joga no time errado". Nunca vi Direitos Humanos defendendo trabalhador injustiçado por maus patrões. Nunca vi direitos humanos sairem em defesa de pessoas que morrem em filas de postos médicos e hospitais por falta de atendimento digno. Nunca vi defenderem vítimas de crime, etc, etc. A hora que o internauta Carlos Andrade for vítima desse povo que arduamente defende e precisar do apoio da polícia, dai talvez reconheça o quanto esta errado. Faço também minhas as expressões do Jose: "FALEI TA FALADO". E falo com conhecimento de causa, autoridade e coragem necessárias, pois estou na linha de frente dessa luta desigual do mal contra o bem. E essa desigualdade, infelizmente deve-se em parte a pessoas que pensam como o Carlos Andrade.
 
Fernando Silva em 25/05/2011 08:22:42
É Jose Junior, esse FALEI E TA FALADO é só mesmo escondidinho atrás do pc, tem que falar na cara de um deles ou familiar que seja, dai quero ver se vai ter essa coragem toda
 
Carlos Andrade em 25/05/2011 05:44:02
Bandido é bandido e deve ser tratado como tal parabens ao CIGCOE.
 
elias alonso da silva em 25/05/2011 05:41:44
Engraçado, vamos colocar freiras e padres pra fazer o pente fino lá então..rsrsrsrs é ilário o CNJ esse tipo de trabalho, bandido tem que ser tratado como bandido, uma vez bandido sempre bandido. Direitos humanos tem que ir la na santa casa ver o que ta acontecendo com o povo não ficar atrás de bandido cheio de saúde.

FALEI E TA FALADO.
 
jose junior em 25/05/2011 05:14:23
Quanto mais profissional for nossa força policial, melhor será para a sociedade, o procedimento tem que ser padrão para cada tipo de atividade, observo que nossa polícia tem se mostrado a cada dia mais preparada para lidar com as situações que lhe são impostas, distinguir o cidadão de bem de delinquentes é fundamental. Parabéns!
 
Carlos Eduardo em 25/05/2011 02:16:06
Engraçado o CNJ: vem ao nosso Estado, libera mais de mil presos no fantasmagórico mutirão e ainda vai pegar no pé dos policiais que estão trabalhando por que os "queridinhos" levaram um "chega prá lá"? E a gente ainda tem que achar normal a defesa dos bandidos em detrimento aos cidadãos de bem deste Estado?
 
manoel matias da silva em 25/05/2011 01:21:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions