ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  14    CAMPO GRANDE 27º

Capital

PMA fiscaliza 12 toneladas de pescado em quatro peixarias da Capital

A única irregularidade encontrada foi quanto a 15 quilos de filé de pescado que estava sem comprovação de origem

Por Adriano Fernandes | 10/07/2020 19:47
Policiais durante a fiscalização em peixaria da Capital. (Foto: PMA)
Policiais durante a fiscalização em peixaria da Capital. (Foto: PMA)

Operação da PMA (Polícia Militar Ambiental) fiscalizou 12 toneladas de pescado que estavam  sendo vendidas em quatro peixarias da Capital, nesta sexta-feira (10). A única irregularidade encontrada foi quanto a 15 quilos de filé de pescado nativo, que o proprietário do estabelecimento não conseguiu comprovar a origem.

A empresa, localizada na área central da Capital, foi multada em R$ 900,00. Como o pescado não foi adquirido ilegalmente, apenas estava sem nota fiscal foi realizada somente a multa administrativa.

Durante a fiscalização, que mobilizou 10 policiais foi verificado que grande parte do pescado nos estabelecimentos é proveniente de importação da bacia amazônica e de piscicultura.

Peixes da espécie pacu que foram fiscalizados durante a ação. (Foto: PMA)
Peixes da espécie pacu que foram fiscalizados durante a ação. (Foto: PMA)

Conforme a Polícia Militar Ambiental, esse tipo de fiscalização vai passar a ocorrer rotineiramente nos estabelecimentos de Campo Grande, inclusive em supermercados, restaurantes e outros locais que vendem pescado. O objetivo é assegurar que não haja venda de peixes adquiridos de forma criminosa no comércio da Capital.

Operação - Batizada de Big Fish a 1ª fase da operação, que contou com 90 policiais e ocorreu dentro da operação Corpus Christi (11 a 15 de junho), e fiscalizou seis peixarias de cinco municípios onde foram encontradas 13 toneladas de peixes e situação legal. Irregularidades durante aquela operação somente nos rios, quando foram autuados 24 pescadores.