ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  16    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Polícia apreende 130 mil quilos de substância usada no “refino” de cocaína

Com quantidade, seria possível produzir pelo menos 10 toneladas da droga com alto grau de pureza

Por Geisy Garnes | 28/09/2021 10:15
Tambores carregados com acetato de etila eram transportados em cinco caminhões. (Foto: Divulgação)
Tambores carregados com acetato de etila eram transportados em cinco caminhões. (Foto: Divulgação)

Operação conjunta entre Polícia Federal e Receita Federal do Brasil realizou apreensão de 130 mil quilos de substância utilizada para “refino” de cocaína em Corumbá – cidade a 419 quilômetros de Campo Grande. A apreensão foi a maior já realizada em todo território nacional e segundo a polícia, serviria para produção de 10 toneladas da droga.

O flagrante aconteceu na tarde desta segunda-feira (27). A carga de acetato de etila, substância comumente usada como solvente no processo de produção da cocaína, estava escondida em tambores de 200 litros, que eram transportados por cinco caminhões. Os veículos foram apreendidos e um brasileiro preso.

Para a polícia, a carga tinha como destino a Bolívia, onde seria usada na produção da droga e, posteriormente, enviada de volta ao Brasil. Os 130 mil quilos de acetato de etila foram avaliados em mais de R$ 1 milhão, mas, segundo as investigações, chegam a ser repassados pelos traficantes por pelo menos o triplo desse valor.

Com a quantidade de substância apreendida, a polícia calcula que seria possível produzir pelo menos 10 toneladas de cloridrato de cocaína com alto grau de pureza.

Segundo a Polícia Federal, a ação desta segunda-feira faz parte dos trabalhos de combate ao tráfico de drogas nas fronteiras com os países produtores de cocaína. O principal objetivo é dificultar a produção do entorpecente, que volta ao país, muitas vezes, a partir da fronteira com Mato Grosso do Sul e é distribuído em todos os estados.

Os cinco veículos foram apreendidos pela Polícia Federal. (Foto: Divulgação)
Os cinco veículos foram apreendidos pela Polícia Federal. (Foto: Divulgação)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário