ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 27º

Capital

Polícia começa a ouvir testemunhas do acidente que matou médica na Afonso Pena

O caso foi registrado como lesão corporal culposa, mas após a morte a tipificação mudou para homicídio culposo

Por Ana Beatriz Rodrigues | 19/06/2024 16:39
Carro batido no poste no dia do acidente (Foto: Paulo Francis) 
Carro batido no poste no dia do acidente (Foto: Paulo Francis)

Polícias da 1° Delegacia de Polícia Civil da Capital começaram a ouvir na tarde desta quarta-feira (19), testemunhas do acidente que matou a médica recém-formada Anne Carolline Barros, de 25 anos, na manhã do último domingo (16), na Avenida Afonso Pena em Campo Grande.

O caso era inicialmente tratado como lesão corporal culposa, mas após a morte da médica a tipificação mudou para homicídio culposo e o motorista do carro, Felipe Costa Farfan Mazzini, de 27 anos, deve prestar depoimento nos próximos dias.

Conforme a Polícia Civil não há pedido de prisão para o rapaz, mesmo que no dia do acidente ele tenha se negado a fazer teste do bafômetro enquanto estava no hospital. Isso porque no carro onde o casal estava foi encontrado uma garrafa de whisky vazia, uma lata de energético e um copo de metal rosa.

O Campo Grande News entrou em contato com um familiar de Felipe, o qual é advogado, pedindo para dar um posicionamento sobre o assunto, mas por telefone o familiar disse que não irá atuar na defesa e que não iriam falar sobre assunto.

O caso – As vítimas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros, a menina foi encaminhada a Santa Casa em uma viatura da Ursa (Unidade de Resgate e Serviço Avançado). O motorista é habilitado e os documentos do veículo estão em dia.

Conforme a atendente da farmácia próxima à colisão, que não quis se identificar, o condutor desceu sozinho do veículo e a passageira foi parar embaixo do painel do carro, pois estava sem cinto de segurança. “Os bombeiros que tiraram e ela saiu daqui intubada”, relatou.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias