A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

10/04/2014 18:53

Polícia faz campana de 8h, prende fornecedor de "boca" e três traficantes

Alan Diógenes e Bruno Chaves
Na boca foram encontradas 100g de pasta base da cocaína,balança de precisão, TV LCD e R$ 427. (Foto: Pedro Peralta)Na "boca" foram encontradas 100g de pasta base da cocaína,balança de precisão, TV LCD e R$ 427. (Foto: Pedro Peralta)

Policiais da Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) prenderam na noite de ontem (9) quatro pessoas por tráfico de drogas na Vila Nhá-Nhá, em Campo Grande. A equipe fez uma campana de 8h, observando a movimentação na região e acabou chegando à uma residência na rua Sol Nascente, número 160, onde funcionava a “boca da Márcia” que já era monitorada há seis meses.

De acordo com o delegado titular da Denar, Rodrigo Yassaka, a prisão do grupo ainda não havia sido efetuada, por que os policiais tinham dificuldade em se “camuflar” nas ruas estreitas do bairro. No dia das prisões, a campana dos policiais começou às 9h. Eles conseguiram se esconder na rua, sem chamar a atenção dos bandidos.

Quando era 12h, um veículo Chevrolet Corsa, de cor branca, estacionou na frente da casa de Márcia da Silva Pereira, 35 anos. Um homem entrou na residência e saiu rapidamente sem levantar suspeitas. Por volta das 17h, o mesmo carro parou em frente à casa, o motorista entrou e saiu, como da primeira vez. Desconfiados da situação, os militares seguiram o veículo.

O condutor Marcelo da Silva Venci Guerra, 23 anos, confessou que fornecia pasta base de cocaína para Márcia. Ele disse que na primeira vez que foi na residência, entregou 100 gramas da droga para a venda no período da tarde. A última vez que ele apareceu foi para entregar mais 100 gramas, que Márcia tinha encomendado para vender a noite.

Uma equipe da Denar se deslocou até o Jardim Tijuca, na rua Aícas, número 1.336, onde fica localizada a casa de Marcelo. Na residência foram encontradas três porções de basta base de cocaína, totalizando 518 gramas, duas balanças de precisão e uma quantia de R$ 1,1 mil. Na casa também foi encontrada uma agenda com anotações do que Márcia devia e do que já tinha pagado.

Outra equipe se deslocou para o ponto de comercialização de drogas, onde prendeu Márcia, o namorado dela, Elton de Souza, 23 anos, conhecido como “Magrelo” e Luciano Murrer, 36 anos. Dentro da casa foram encontradas 100 gramas de pasta base da cocaína, uma balança de precisão, uma TV LCD e R$ 427.

O delegado acredita que o grupo ganharia R$ 1 mil pela venda de pequenas porções extraídas de cada 100 gramas da droga. Márcia confessou que ligava para Marcelo para pedir drogas e ele por sua vez entregava para Elton que vendia juntamente com ela e Luciano para os usuários.

 

Polícia pode prender ex-namorado suspeito de matar técnico de enfermagem
A Polícia aguarda o retorno do Fórum para cumprir o mandado de prisão contra o suspeito de matar o técnico de enfermagem Hodair Fagundes Adorno, 36 a...
Polícia descobre sofisticada fraude de frigorífico em roubo de energia
Uma sofisticada fraude em roubo de energia, cometida pelo frigorífico Fricap, de Naviraí, a 366 quilômetros de Campo Grande, foi descoberta, na noite...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions