A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

12/12/2011 12:44

Polícia indicia dois por capotamento com morte na saída para Três Lagoas

Ana Paula Carvalho e Fernando da Mata

Carro era dirigido por adolescente de 15 anos

Garrafas de cerveja foram encontradas dentro e fora do veículo. (Foto: Fernando da Mata)Garrafas de cerveja foram encontradas dentro e fora do veículo. (Foto: Fernando da Mata)

A delegada Maria de Lourdes Cano, responsável pelas investigações sobre o capotamento na saída para Três Lagoas, no dia 19 de novembro, que resultou na morte de José Eduardo Menegat Tavares Manzione, de 15 anos, indiciou o dono da casa onde os sete adolescentes que estavam no Honda City que capotou participavam de um churrasco e o proprietário da conveniência onde eles compraram cerveja.

Roberto Wagner da Costa foi indiciado por fornecimento de bebida alcoólica para menores de idade, porque apesar de não estar em casa quando os meninos chegaram, era o responsável por todos os menores.

De acordo com a delegada, ele foi omisso, porque tinha conhecimento do churrasco e depois que chegou não impediu o consumo de bebida. “De acordo com a lei, pra a existência do crime, basta a ação ou a omissão do responsável”, afirma a delegada.

Ainda segundo ela, quando os adolescentes chegaram, já havia bebida alcoólica no local.

No dia 20 de novembro, Roberto chegou a dar entrevista ao Campo Grande News, na Santa Casa de Campo Grande, e afirmou que “a festa não era regada a álcool e que eles (adolescentes) estavam tomando refrigerante e fazendo churrasco na beira da piscina”. No dia, a opção do jornal foi por não divulgar o nome dele, para preservar a identidade do filho, um adolescente de 16 anos, que também estava no veículo e continua internado na Santa Casa, no CTI 2 (Centro de Terapia Intensivo).

Já o proprietário da conveniência, Ricardo Martins, de 28 anos, onde os meninos passaram para comprar cervejas antes do capotar o carro, foi indiciado por vender bebia alcoólica para menores, mesmo não tendo sido ele quem atendeu os meninos.

De acordo com a delegada, ele foi indiciado porque estava presente no momento e automaticamente deu o aval para a venda. Se ele não estivesse no local, tanto ele, quanto a vendedora seriam indiciados.

Segundo o advogado do Ricardo, Walmir Deborto, o próximo passo “é aguardar o posicionamento do Ministério Público”.

O proprietário da conveniência afirmou à equipe de reportagem, que desde o acidente, eles estão pedindo documentos que comprovem a maioridade dos clientes. “Agora estamos pedindo a identidade de todo mundo que entra na conveniência. Alguns já ficaram bravos. A gente acaba perdendo venda, mas fazer o que”, diz.

De acordo com a delegada, mais pessoas devem ser indiciadas nos próximos dias.

Acidente - Os adolescentes eram passageiros do veículo Honda City, conduzido por um menino de 15 anos. Ele perdeu o controle do carro ao tentar fazer uma curva na avenida Ministro João Arinos, saída para Três Lagoas, bateu em uma árvore e capotou várias vezes.

No veículo estavam sete meninos. Todos foram arremessados para fora do carro. José Eduardo morreu na hora. Os outros foram encaminhados para o hospital.

No local do acidente foram encontradas, aproximadamente, cinco garrafas de cerveja. Segundo o Corpo de Bombeiros, todos os ocupantes estavam sem cinto de segurança.



Como vamos confiar na justiça? e o assassino vai sofrer alguma punição? tem que responder pelos atos, eu com 15 anos já tinha carteira assinada e agora a lei diz que são crianças, existe uma grande preocupação atual "que mundo vamos deixar para nossos filhos" mais a real é "que filhos vamos deixar para o mundo"
 
Edivaldo André em 12/12/2011 06:18:37
Punição a todos...Entraram no carro de livre e espontânea vontade...Todos por um e um por todos. Senão daqui a pouco noticia novamente. O menino de 16 anos, o menino de 17 anos e assim por diante, tomem vergonha Pais. DIGA UM NÃO DE VERDADE.
 
Célia Campos em 12/12/2011 05:26:15
Nossa realmente e o proprietário do carro, não vai sofrer nenhuma punição?

Se for isso mesmo que o Campograndenews noticiou, fica difícil acreditar na
justiça no Brasil!!!!
 
Fabiano Andrade em 12/12/2011 05:17:35
Eu acho muito engraçado mesmo, quem vai proibir um adolescente em uma festa ?? hj em dia não pode nem falar auto com eles, agora quem tem que ser responsavel é quem deu as chaves do carro ao motorista, esse sim.. na verdade os pais deles que com certeza sabia o que tava acontecendo....
 
Antonio Ferreira Filho em 12/12/2011 04:10:09
Peraíiii, cade a punição ao proprietário(a) do veículo, que o menor estava dirigindo???
Punição tem que ser igual para todos sem exceção. Não tem que passar a mão na cabeça de ninguém.


 
Tânia Barbosa em 12/12/2011 03:15:23
essa justiça com poder de achar o que e certo e o que errado, poderia fazer uma troca com o pai do felipe, trazer ele de volta do coma em troca da liberdade dele, para um pai trabalhador e amoroso com os filhos igual e o roberto, tenho certeza que ele aceitaria, assim como eu como qualquer pai, o cara ja larga tudo na vida para esperar a melhora do filho, ainda tem que enfrentar essa justiça.
 
luiz fernandes em 12/12/2011 02:53:09
Mas e a dona do carro? Os demais adultos presentes na festa?, já estão passando a mão na cabeça dos riquinhos. É por falta de uma punição exemplar que todo fim de semana, com maior ou menor gravidade, acontece um acidente desse tipo, envolvendo menores, alcool, ou os dois.
 
Gerson Dias em 12/12/2011 02:17:25
...e os pais do menor que estava dirigindo, esses são os principais culpados por não colocar limites em seu filho.
 
Ester Menacho em 12/12/2011 02:14:37
O(a) responsável direto, que deu permissão ao filho pegar o veículo, vai ficar de fora pq a alegação que o adolescente aprendeu a dirigir no video-game colou?
Eu não sei pq temos que fazer aulas práticas nas auto escola? Meu filho de 11 anos dirigi muito bem nos games de F1, desafia pilotos de ponta e ganha, estou pensando em enviar para um teste da Ferrari, on line é claro.

 
Sandro Santos em 12/12/2011 01:54:09
E os pais do menor eles não são responsáveis pelos atos do menor? Eles não deveriam ser punidos pelo crime do filho? Essa historia de que o garoto pegou o carro escondido e que ele aprendeu a dirigir em vídeo game está bem fraquinha. É sinal de deboche pois sabe que não vão pagar pelos erros. É uma pena que outra pessoa pagou com a vida.
 
carlos eduardo em 12/12/2011 01:53:52
Correto o indiciamento dos dois mas e os principais responsáveis por esse adolescente ter um veículo a sua disposição e estar dirigindo com tanta irresponsabilidade pelas ruas de Campo Grande? Os pais ficarão impunes? E o adolescente que dirigia? Não sofrerá nenhuma penalização? Todos tem que ser punidos exemplarmente para que os demais jovens entendam que suas atitudes tem consequências.
 
Gladis Caramalac em 12/12/2011 01:50:28
E os pais do adolescente que estava dirigindo, será que não sabiam que ele pegava o carro ou o menor ganhou o mesmo qdo completou quinze anos....
 
lucas figueiredo em 12/12/2011 01:45:18
O menor e os pais vão ficar livres dessa...O pais liberam o carro pro filho ele faz cagada e fica por isso mesmo...No minimo já ganhou um outro carro ta liberado para cometer outro crime. Isso é uma vergonha....
 
sergio gusmão em 12/12/2011 01:40:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions