A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

20/09/2015 09:24

Polícia irá coletar impressões digitais em moto para identificar pistoleiro

Luana Rodrigues
Autor caiu da moto, abandonou veículo no local do crime e fugiu a pé. (Foto: Léo Veras)Autor caiu da moto, abandonou veículo no local do crime e fugiu a pé. (Foto: Léo Veras)

A Polícia Civil de Ponta Porã ainda não sabe quem são os autores do assassinato do comerciante Carlos Ayala Gonçalves, de 40 anos, mas uma perícia na motocicleta utilizada pelo autor, que foi deixada no local do crime pode ajudar os investigadores a identificarem o pistoleiro.

Conforme informações da polícia, será realizada uma perícia no veículo, na tentativa de retirar as digitais do autor, que depois serão comparados com as existentes no banco de dados policial.

Depois de idenitficado, o autor também irá responder por tentativa de homicídio, já que os atingiram também o rosto da esposa do comerciante, que estava o seu lado, no banco de passageiro, além de seus dois filhos que estavam no banco de trás. Um foi atingido no braço e outro na perna. Eles foram encaminhados para o Hospital Regional, e o estado de saúde dos três é estável.

Até o momento a polícia não vê relação entre o homicídio com outros três crimes ocorridos na fronteira na última semana. Na terça-feira (15), foi morto com tiros de fuzil, o ex-deputado e ex-prefeito de Ponta Porã, Oscar Goldoni. Depois, na sexta-feira (18), dois paraguaios Jorge Augusto Sanchez, 25, e Luis Alfredo Rojas, 26.

O caso - Conforme a polícia, o comerciante Carlos Ayala Gonçalves, de 40 anos, estava junto com a família, em um veículo Hilux, quando por volta das 22h45, um pistoleiro em uma moto, efetuou cinco disparos de pistola 9 mm em direção a vítima, na rua Pedro Ângelo da Rosa, no jardim Planalto.

Ao ser alvejado, Carlos jogou seu veículo sobre a moto do pistoleiro, que perdeu o controle e caiu, no entanto não ficou ferido e saiu a pé em fuga pela região, deixando a moto no local. A vítima acabou batendo a caminhonete contra um poste.

Tanto o veículo, como a motocicleta foram encaminhados para o 1° DP da Policia Civil de Ponta Porã para serem periciados. Este é o quinto assassinato envolvendo crimes a região de fronteira de Mato Grosso do Sul, com o Paraguai.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions