A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

21/06/2016 10:02

Polícia prorroga investigação sobre assalto no Banco do Brasil

Fernanda Mathias e Alberto Dias
Câmeras de segurança registraram momento em que assaltantes entraram no banco (Foto: Reprodução)Câmeras de segurança registraram momento em que assaltantes entraram no banco (Foto: Reprodução)

Dilatado em um mês o prazo para concluir a investigação de assalto à agência central do Banco do Brasil, em Campo Grande, ocorrido no dia 17 de maio. A informação foi dada na manhã desta terça-feira (21) pelo delegado titular do Garras (Delegacia Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), Edilson dos Santos, que participa da solenidade de queima de drogas no frigorífico JBS, em Campo Grande.

A investigação corre sob sigilo, de acordo com o delegado, 20 pessoas já foram ouvidas e outras ainda prestarão depoimento. Ele não adianta detalhes, alegando que poderia trazer prejuízo ao andamento das investigações.

Edilson ressaltou que embora incomum no Estado, ações como esta são corriqueiras em grandes centros e já está claro que trata-se de quadrilha especializada.

Assalto – A agência do Banco do Brasil alvo dos assaltantes está na avenida Afonso Pena, esquina com a 13 de Maio. O circuito de segurança captou o momento em que os dois homens trajados com roupas sociais e usando crachás de funcionários da instituição entram pela porta giratória, deixam os objetos e se dirigem à tesouraria para efetuar o roubo.

Foi descartada a participação de funcionários do Banco do Brasil no assalto, no entanto ele confirma que os assaltantes tinham acesso a informações privilegiadas, já que entraram no local minutos após os funcionários da empresa de transporte de valores Protege deixarem malotes com dinheiro de contas jurídicas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions