A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

08/03/2013 16:53

Polícia suspeita que motorista de van abusava de alunas há 10 anos

Gabriel Neris e Nadyenka Castro
Delegado investiga casos de abusos sexuais cometidos por motorista de van (Fotos: Marcos Ermínio)Delegado investiga casos de abusos sexuais cometidos por motorista de van (Fotos: Marcos Ermínio)

O delegado Elton Galindo, da DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente), acredita que o motorista de van suspeito de abusar alunas, em Campo Grande, cometia o ato há pelo menos 10 anos. Uma jovem, hoje com 19 anos, procurou a Polícia e disse que passou por situação semelhante a outras duas alunas entre 2001 e 2003.

A jovem contou que não houve violência sexual. Os relatos são de que o motorista passava a mão por cima da roupa das meninas.

Os casos mais recentes são de duas crianças de seis e nove anos de idade. O delegado explicou que o motorista de 52 anos não poderá ser punido por esse crime, mas que o antigo caso será listado como agravante.

O laudo do IML (Instituto Médico Legal) e o relatório de atendimento psicológico da criança de seis anos indicam que não houve conjunção carnal. A menina relatou que em uma oportunidade o motorista tirou a roupa dela e deitou sobre a criança. O delegado explicou que nesta situação, o condutor da van pode até responder pelo crime de estupro.

De acordo com o delegado, pela característica do abuso o motorista responderá por importunação ofensiva ao pudor. Pelos relatos, Elton acredita que o motorista apresenta comportamento malicioso. O delegado também ouviu o depoimento de uma menina de 12 anos, que teria sofrido abuso há cinco anos. A pré-adolescente entrará como testemunha, para que seja formado o perfil do suspeito.

O advogado do motorista, Afrânio Alves Corrêa, comentou que assumiu a defesa hoje, mas que o advogado anterior havia entrado em contato com a Polícia e avisado que ele iria se apresentar. Afrânio afirmou que o motorista está em estado de choque e sob medicação, e deve procurar a Polícia no fim da semana que vem.

Ele afirma que o motorista não cometeu o abuso e não consegue acreditar no que está acontecendo. “Ele sustenta que nunca praticou esses crimes”, disse o advogado.

O delegado ressaltou que a investigação está apenas no início.

A mãe da criança de nove anos, de 36, contou que a filha decidiu contar espontaneamente. A criança conversou com a amiga de seis anos e disse que iriam criar coragem para contar aos pais o que estava acontecendo. A menina de seis anos era sempre a última criança a sair da van.

Advogado de defesa disse que acusado não está em condições para depor e nega ter cometido abusosAdvogado de defesa disse que acusado não está em condições para depor e nega ter cometido abusos

Os pais da menina de nove anos conversavam sobre o assunto quando foi divulgado pela imprensa. Por ser um tema delicado, o pai preferiu não comentar o caso na frente da criança, mas disse o seguinte: “Pode ser que não seja verdade”. A menina prestou atenção na conversa e prontamente respondeu ao pai. “É verdade sim, ele fazia comigo também”, disse.

A mãe ficou indignada. “Estou revoltada, a gente confia e acontece isso”. Ela conta que a menina estava andando na van desde o dia 3 de outubro de 2011. Os abusos tiveram início no passado. A menina contou que o irmão de 11 anos não via os abusos.

A criança contou que decidiu falar porque a van estava com outro motorista e quando ficaram sabendo que o acusado voltaria a dirigir o veículo seria a hora de contar a verdade. A menina ainda orientou a criança de seis a escapar dos abusos, como passar por baixo do banco, sentar longe do motorista e por a mochila no colo.

Motorista de van, suspeito de abusar de meninas, não aparece para depor
O motorista da van escolar suspeito de abusos contra crianças em Anhanduí era esperado nesta sexta-feira na DPCA (Delegacia Especializada de Proteção...
Prefeitura confirma suspeita de abusos e afasta motorista de van
Em nota enviada pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Campo Grande, foi confirmada que há suspeitas de abusos com crianças e adolescentes d...
De família de escritores, médico lança amanhã livro com poemas
O renomado psiquiatra Marcos Estevão lança nesta quinta-feira (14) em Campo Grande o livro de poesias "Pedaços de Mim", que é um compilado de poemas....


Tenho uma solução prática e rápida para tal assunto, já que a justiça tarda demais, deixa um "cidadão" desse comigo por 30 minutos, que eu "curo" isso "rapidin", isso é falta de vergonha na cara, se fosse com algum parente meu teria resolvido na justiça do homem já que a justiça convencional falha demais, por mais de 10 anos cometendo coisas do tipo e ainda continua solto, sinto pena de mim mesmo de ser brasileiro!!!!!!
 
Marcio Brunholi em 08/03/2013 22:19:17
Já escrevi aqui sou contra a violência e nem faço apologia à mesma.. detesto isso.. violência, morte entre outras coisas negativas.. mas eu vi ontem parte da imagem da menina.... nossaaa me lembrei da minha filha da minha neta.. da minha priminha..... nossaaa...esse vagabundo.. vejamos o que ele merecida mesmo? Um tiro bem no meio da cara? no órgão sexual dele? no olho? na boca? no peito?... ou merecia enfiar um tarugo nele? pessoal, mas quem ler isso aqui não vai pensar que eu sou a favor da violência.. ou que faço apologia á mesma.. negativo.. sou de paz.. saudade do Licinio.... Adib.. Castilho... Alair... entre outros que DEVERIAM estar ainda na ativa.. não menosprezando os atuais.. mas juro que sou contra a violencia... mas que motorista fdp.......
 
Gilson Giordano em 08/03/2013 21:13:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions