A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

29/01/2014 16:05

Policiais alvos de emboscada só iam checar; 7 pessoas já foram presas

Filipe Prado e Bruno Chaves
Nagata afirmou que os investigadores não precisavam de autorização para checar informações (Foto: Cleber Gellio)Nagata afirmou que os investigadores não precisavam de autorização para checar informações (Foto: Cleber Gellio)

Os policiais, que sofreram emboscada de uma travesti na noite de ontem, foram checar informações e não investigar o roubo de joias avaliadas em R$ 80 mil. De acordo com o delegado titular da Derf (Delegacia de Especializada em Roubos e Furtos), Fabiano Nagata, os policias não precisam pedir autorização para checar informação. Quinze pessoas já foram presas.

“Se eles fossem investigar, eles iriam com reforço. E para checar informações, não precisam pedir autorização do delegado”, afirmou. Ele rebateu a denúncia do Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis), de que a dupla não poderia ter realizado o serviço sem reforço de, no mínimo, oito policiais.

Sete pessoas foram presas em flagrante. Os principais suspeitos de assassinar Dirceu Rodrigues dos Santos, 38 anos, são os irmãos Alexandre Gonçalves Rocha, 19, e Alexandro Gonçaves Rocha, a travesti Natália, 21. “Não sabemos quem foi, pois cada hora um assume a autoria do crime para sí”, comentou Nagata.

Também foram presos em flagrante Cleber Ferreira Alves, 36, Lucia Helena Barbosa Gonçalves , 50, Renato Ferreira Alves,21, Geovani de Oliveira Andrade, 18 e um adolescente de 15 anos. Oito testemunhas foram chamadas para depor, elas podem estar envolvidas com o crime, mas ainda nada foi constatado.

Mais de 50 polícias, de acordo com o delegado Fábio Peró, estão envolvidos no caso, além de inúmeras delegacias. “O crime é complexo, ainda muitas respostas serão descobertas, pois todos ainda estão prestando depoimento”. 

Caso - Dirceu e Osmar Ferreira, 39, teriam recebido a informação, de uma pessoa que estava detida, de que a jóia seria vendida em uma casa no bairro Campo Nobre. O informante os levou até a casa.

Segundo o delegado, Osmar entrou na casa, enquanto Dirceu ficou do lado de fora, junto com o informante. Ao entrar ele se deparou com a travesti Natália, que o reconheceu e deu um golpe na região do pescoço. O policial desmaiou. Logo após, todos que estava dentro da casa saíram.

Eles encontraram Dirceu e o informante. De acordo com Nagata, o grupo pediu para que o policial soltasse o companheiro deles, senão matariam Osmar. Dirceu o soltou, mas acabou sendo atingido por um tiro. Ao tentar fugir, ele caiu, então o grupo pegou a arma dele e realizaram mais dois disparos.

Após cerca de 30 minutos, Osmar recobrou consciência, quando percebeu que estava sendo levado para um local desconhecido. Ele conseguiu fugir, ligando imediatamente para o delegado Nagata.

A Polícia registrou a ocorrência como homicídio doloso qualificado por assegurar a execução, a ocultação, impunidade ou a vantagem de outro crime, além de furto, lesão corporal dolosa, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, receptação e resistência e finaliza o flagrante nesta quarta-feira (29), na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga.

O crime de homiício é investigado pelo 5º DP.

(Atualizado às 18:50h para alteração de informações)

Policial foi morto ao investigar roubo de joias avaliadas em R$ 80 mil
O policial Dirceu Rodrigues dos Santos, 38 anos, foi morto durante investigação sobre roubo de uma corrente avaliada em R$ 80 mil. A informação foi d...
Bandidos matam policial civil com dois tiros e roubam carro para fugir
Um policial civil foi morto a tiros no bairro Campo Nobre, em Campo Grande, e o caso já mobiliza todo o efetivo de segurança pública da cidade. Ningu...


isso esta mau explicado o policial entra sozinho e e rendido e depois de trinta minutos ele acorda?? acho que tudo esta mau explicado e ainda tem muita coisa pra descobrir!! como que esse policial entra tranquilamente dentro de uma casa que não conhece?? ou conhecia?? por que não aconteceu nada com ele?? cade a arma deles que não estava com eles?? intendo que foi checagem mas bandido não gosta de policia então eles deveria estar com suas armas para sua própria defesa! isso não bem esta explicado! Dirceu vai em Paz irmão vc foi um grande pai e um grande colega parabéns pela sua bravura como policial.
 
Amison Matos em 31/01/2014 15:53:11
daniela dias SE UM "qualquer" morre eles mobilizam 50 policiais para investigar? deixa de ser ingénua tem uma joia de 80.000,00 envolvida e dois policiais sozinhos saem para investigar e um acaba morto e voce acha isso normal? no natal papai noel te explica como funciona tudo isso.
 
Alex André de Souza em 30/01/2014 13:56:32
O Mais estranho de tudo é porque matou um policial e não os dois essa história está mal contada,Pois Bandido não tem dó de policia,Então essa história tem que ser bem investigada.
 
Vitória Gomes em 30/01/2014 10:04:01
AGORA TODOS OS POLICIAIS FICAM ENVOLVIDOS NESSE CRIME, SÓ PORQUE TEM POLICIAL ENVOLVIDO, ENQUANTO ISSO OS BANDIDOS NADAM DE BRAÇADA. ESSA HISTÓRIO É MUITO ESTRANHA!!!!!! O PIOR É QUE A VERDADE NUNCA VAI APARECER!!!!! ENTRAR NA RESIDÊNCIA SEM UMA ORDEM JUDICIAL, ISSO PODE?????? AQUELA HORA DA NOITE, E AÍ, PODE??????? MUITO ESTRANHO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
Milton Martins em 30/01/2014 07:19:41
50 policiais para investigar a morte do colega....presta atençao Alex!
 
daniela dias em 30/01/2014 00:53:16
Kd a comissão de direitos humanos?? Será que que alguém dessa comissão ao menos ligou para a família desse policial?? Gente!! PERDÃO PELA MINHA INGNORANCIA, AGORA QUE ME TOQUEI, QUEM MORREU FOI UM TRABALHADOR E NAO UM BANDIDO..
 
Amarildo Aquino em 29/01/2014 22:57:48
Esse tal de Alex Andre de Souza deve estar de brincadeira ou nao leu a materia. Mais de 50 policiais estavam empenhados no esclarecimento da morte do policial e nao no roubo da jóia. Leia, entenda e depois comente para não passar vergonha em seus comentarios.
 
kleber Pigosso em 29/01/2014 22:30:22
Acredito que é o momento de nos congratularmos com a família do policial Dirceu e do Policial Osmar, afinal, eles foram fazer levantamento do fato acontecido, e lamentavelmente o resultado foi muito desastroso. Eram 02 policiais apenas, e em quantas outras diligências não foram feitas com apenas 02 policiais civis também? Agora, vai uma dica aí pro ALEXANDRE que é o presidente do SINPOL, represente o SINPOL e exija do governador concurso/nomeação de mais policiais civis de forma a não voltar a acontecer tragédias desse tipo. Enfrente o governador e exija, porque isso você também não faz e é sua obrigação, enquanto policiais civis amam e querem investigar/esclarecer e acabam morrendo porque não tem mais policiais civis pra defende-los. as delegacias estão vazias, cade nossos policias civis?
 
Claudio Costa Mendes em 29/01/2014 22:21:46
Sr. Alex A. Souza, por acaso o sr. sabe ler? Até pode saber, mas interpretar ou discernir uma leitura , texto ou algo parecido, ta longe hein? Por acaso, onde está escrito que 50 excelentes policiais foram atras de joia? Por favor, aponte.....Estranho é quem gosta de colocar duvidas no trabalho policial.....
 
francisco hauschild em 29/01/2014 20:50:07
DR. NAGATA CHECAR INFORMAÇÃO? IR SÓ DOIS? UM FOI ATROPELADO E NÃo MORTO? O COITADO QUE FOI MORTO LA FORA, PORQUE. FUI POLICIAL MILITAR EM SÃO PAULO. MAS UMA DESSAS, COM INFORMAÇÃO QUE O BAGULHO TAVA LÁ? , PORQUE DOIS POLICIAIS? NÃO ESTOU ACUSANDO NINGUEM, POIS JA FUI POLICIAL, MAS , OU FOI FALTA DE COMUNICAÇÃO OU ...... BOM É MELHOR INVESTIGAR.
 
LOURENÇO CARVALHO em 29/01/2014 20:17:04
Alex André de Souza, seu comentário é bisonho! Digo isso por duas razões: a uma, falta compreensão de texto para você, pois não foi capaz de entender que o efetivo foi mobilizado para desvendar e prender os envolvidos no assassinato do policial; a duas, porque demonstra a completa ausência de uma qualidade muito importante em um indivíduo: caráter.
 
Ivo Junior em 29/01/2014 19:49:32
sei não essa história esta muito mal contada, um policial e treinado, um travesti com um golpe vai desmaiar ele, ai depois de 30 minutos ele acorda e consegue fugir, história pra boi dormir, tem q investigar, não estou falando q não seja possivel ter acontecido tudo isso mas é preciso que seja investigado, todo mundo.
 
joel lara em 29/01/2014 18:53:36
Os policiais civis vem sofrendo um abandono do estado de Mato Grosso do Sul há muitos anos, sem efetivo, ações para receber "horas extras", etc.
Porém,algumas respostas teremos só depois da conclusão do inquérito,como:
Quem era a vítima do roubo? Era casado, da sociedade, registrou B.O? Esses policias estavam a serviço ou bico ou favor? Porquê apenas um morto? Bandidos conhecidos, pq só 2 policiais?
 
João Silveira Neto em 29/01/2014 18:26:50
E agora cadê os diretos humanos.... quem vai vir a imprensa dizer que vai ter algum suporte a família desse policial, que estava trabalhando no dever da profissão por que ser policial não é uma profissão de horário comum...por que os bandidos não tem hora pra agir se não fosse polícia estaríamos perdidos.......que DEUS possa diminuir a dor dessa família... E que as autoridades possa desmantelar toda essa quadrilha...dê preferencia mandar todos pro outro lado.....
 
ivan apareido lima em 29/01/2014 17:50:48
É de conhecimento de todas as pessoas do meio policial e jurídico a falta de estrutura, policias nas delegacias e operações. Muitos estão trabalhando em escala acima da legislação, ainda mais, em período de férias, feriados, etc.
Porém, no que a imprensa vem informando (sem a leitura do inquérito que vem sendo montado), soa no mínimo estranho o policial entrar sozinho na casa com a ciência de ter mais pessoas no imóvel (foram com informante). Pq mataram apenas um? Quem é o dono dessa jóia de R$80.000,00? A vítima do roubo é uma pessoa da sociedade? Era casado? Se foi um programa, houve Boletim de Ocorrência? Eles policiais estavam fazendo um pequeno favor?
 
Noberto Moreira em 29/01/2014 17:50:21
Lamentável sob todos os aspectos.. mas viu só no que deu essa ampla abertura? Caso os policiais usassem a chamada "linha dura" ou a Tolerância Zero", hoje eles estariam sendo julgados pelo tal do Conselho Humano. E agora? Esse pessoal (não citarei o nome senão é homofobia), não tem jeito mesmo.
 
Gilson Giordano em 29/01/2014 16:27:23
50 POLICIAIS PARA INVESTIGAR UM ROUBO DE JÓIAS? JÓIA NÃO TEM NUMERAÇÃO E NÃO PODE SER RASTREADA. ESTRANHO NÉ
 
Alex André de Souza em 29/01/2014 16:17:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions