A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

21/12/2012 14:58

Policial atira para tentar por fim a confusão em conveniência e acaba preso

Envolvidos não acataram ordem dele, que só pararam após o militar ter feito 10 disparos

Nadyenka Castro

Para dar fim a uma confusão que acontecia na madrugada desta sexta-feira, em uma conveniência da Vila Planalto, em Campo Grande, o policial militar Leandro Ferreira Nanes dos Santos, 26 anos, atirou e acabou preso.

Segundo informações do boletim de ocorrência, o militar estava em folga e conversava com dois amigos em uma das mesas. Em um determinado momento, dois clientes começaram a brigar e outras pessoas que estavam no local se envolveram.

Os rapazes que iniciaram a briga tentaram agredir o policial, que para acabar com a confusão no local, se identificou como militar, porém não foi obedecido e então atirou. Ele fez 10 disparos para o alto de pistola calibre ponto 40.

Com os disparos, a confusão acabou, e os dois que iniciaram a confusão fugiram do local em uma motocicleta Honda Fan de cor preta.

O policial acabou preso e autuado em flagrante por disparo de arma de fogo. Como o crime é afiançável, pagou fiança de R$ 500 e foi liberado.



Parabéns ao policial pela atitude...primeiro por nao alvejar ninguem,segundo por ter agido com maturidade e responsabilidade...deveriam elogiar sua atitude,nao prender.
 
Victor Barbosa em 24/12/2012 08:02:07
A policia esta cada vez mais de mãos amarradas, é bom saber que ele foi preso e teve que pagar quinhentos reais porque se eu ver algum tumulto e confusão vou fingir que nem vi e vou embora.
 
Ivan Carlos em 23/12/2012 15:21:06
Policia é policia 24 horas. tem mesmo é que agir quandoi for preciso. acho que esse policial temq ser homenageado e não punido pq se o mesmo for punido outros irão pensar 10 vezes antes de agir

 
sales filho em 22/12/2012 13:27:43
pelo que li na reportagem, os indivíduos que estavam causando a confusão, não obedeceram a ordem do PM para cessarem as agressões e ainda investiram contra o policial. Policial não deixa de ser policial, mesmo em folga, se ele não intervem é omisso. É função e compromisso dele intervir numa situação de crise, desde que não coloque a vida de terceiros e sua própria vida em risco. Neste caso, impediu que algo fatal pudesse acontecer naquele local. Como ele estava sozinho,acredito que agiu corretamente, atirando para o alto para cessar as agressões, já que ele já havia se identificado e os agressores poderiam investir sobre ele e ainda tomar sua arma e possivelmente vir até a matá-lo.
 
linden lane braga werner em 22/12/2012 12:18:48
É fácil fazer julgamento fora da situação não é Fernando Silva, por isso que a Policia Militar está desse jeito, por pessoas desunidas como você, criticando a própria classe.
 
Jorge da silva em 22/12/2012 09:48:15
Se "entrar na bronca" estando de folga, que faça direito. Se não der conta, pede reforço. Eu não estava la para avaliar a situação, mas descarregar uma arma num local público para tentar conter desentendimentos e vias de fato, é muito arriscado, Eu não faria. E pior, "deixou o BO pela metade", pois não prendeu os infratores. Resultado: infelizmente sobrou para o colega.
 
Fernando Silva em 21/12/2012 21:03:12
Parabéns ao PM pela sua ação, acabou com a confusão e erraram ao prende-lo, ai tem horas que a gente não intende, se o policial se omite ele pode ser preso e se ele reage é preso tbm... vai entender.
 
Tiano Moraes em 21/12/2012 16:28:23
Não entendi, o policial fez disparo so assim acabou confusão, e se ele não o fizesse o disparo como seria o fim dessa confusão?
 
Aparecida da Silva em 21/12/2012 16:12:23
VAI ENTENDER ....QUER DIZER SE ELE FOSSE OMISSO ESTARIA CORRETO?
 
MILTON DE OLIVEIRA FERREIRA em 21/12/2012 16:06:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions