ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Prefeito admite que poderá usar força contra invasores de áreas públicas

Por Paulo Nonato de Souza e Yarima Mecchi | 17/01/2017 11:17
Uma das áreas invadidas em Campo Grande, na região sul da cidade (Foto: Fernando Antunes)
Uma das áreas invadidas em Campo Grande, na região sul da cidade (Foto: Fernando Antunes)
O prefeito Marquinhos Trad disse esta manhã que irá tolerar invasões de áreas públicas (Foto: Arquivo)
O prefeito Marquinhos Trad disse esta manhã que irá tolerar invasões de áreas públicas (Foto: Arquivo)

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, disse esta manhã que não irá tolerar invasões de áreas públicas, e quem já invadiu ou vier a invadir será retirado por notificação, decisão judicial ou pelo uso de força policial.

“Não vamos admitir invasões de áreas públicas em Campo Grande. As famílias que invadiram áreas particulares dependem dos proprietários entrarem na Justiça com pedido de reintegração de posse. Só que nas áreas públicas a prefeitura irá tomar as medidas necessárias”, declarou.

Marquinhos negou que a prefeitura esteja fazendo levantamento sobre o surgimento de favelas em Campo Grande, porque, segundo ele, quem entrar em área pública será retirado. “Das áreas invadidas somente três são públicas e já foram desocupadas, uma no Jardim Montevidéu, outra no fundo da Nova Campo Grande e outra atras do bairro Morada Verde”, disse o prefeito.

Nos primeiros 15 dias de 2017 pelo menos três áreas foram transformadas em acampamento em Campo Grande. No dia 4 de janeiro, quase 300 famílias invadiram uma área de 18 hectares, localizada próxima ao Bairro Los Angeles, no dia 10, cerca de 100 famílias invadiram uma área no Jardim Centro Oeste, e a terceira área foi invadida por 28 famílias no Jardim Montevidéu.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário