ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 33º

Capital

Prefeitura estuda chamar mais 27 guardas municipais aprovados em concurso

Convocação deve acontecer apenas depois do fim da validade da lei complementar federal 173

Por Nyelder Rodrigues e Adriel Mattos | 18/10/2021 10:03
Previsão é que novos guardas tomem posse ano que vem, quando novas convocações devem ser realizadas (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Previsão é que novos guardas tomem posse ano que vem, quando novas convocações devem ser realizadas (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

Após convocar 273 nomes aprovados no concurso da Guarda Municipal recentemente, a prefeitura de Campo Grande estuda chamar pelo menos mais 27 candidatos para completar o quantitativo de 300 convocados para integrar a força municipal de segurança.

A informação foi repassada à reportagem do Campo Grande News em evento da prefeitura no Paço Municipal pelo secretário municipal de Gestão, Agenor Matiello. "Contudo, é preciso aguardar o fim da validade da lei complementar 173", explica.

Editada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a lei vale até 31 de dezembro deste ano e foi adotada como medida paliativa de enfrentamento à covid, estabelecendo limite de atuação dos executivos municipais e estaduais em troca de apoio financeiro - contratações de funcionários estão entre esses limites.

"Hoje só posso chamar 273 pessoas, pois temos 273 cargos em vacância na Guarda Municipal. A lei complementar 173 impede de chamar se não tem vacância de cargo. Mas quando terminar a validade da lei, posso chamar", conta o secretário. Agenor ainda diz que a intenção é chamar até o quantitativo de 300 guardas - ou seja, mais 27 nomes.

Contudo, as convocações serão feitas conforme a necessidade da administração pública. "Temos 263 dias para que os 273 convocados tomem posse. Esse é o nosso prazo para chamar os que faltarem", completa.

Atualmente, os futuros guardas municipais estão passando pelo TAF (Teste de Aptidão Física), e dali devem passar para a investigação social e o curso de formação. "Só depois disso é que eles serão entregues para o serviço público".

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário