A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

14/05/2018 12:38

Prefeitura lança amanhã primeira parte das obras do Reviva Centro

Prefeito vai lançar a obra, a partir das 9h, no cruzamento entre as ruas 14 de julho e Fernando Correa da Costa

Leonardo Rocha e Miriam Machado
Maquete do projeto Reviva Centro (Foto: Divulgação)Maquete do projeto Reviva Centro (Foto: Divulgação)

As obras do programa “Reviva Centro” começam amanhã (15), logo após o lançamento oficial que será feito pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), a partir das 9h, no cruzamento entre as ruas 14 de Julho e avenida Fernando Corrêa da Costa. Este inclusive é o primeiro trecho onde vão começar os trabalhos.

De acordo com a a coordenadora da Central de Programas e Projetos Especiais, Catiana Sabadin, a empresa responsável pela obra - Engepar Engenharia – já iria começar os trabalhos logo depois da solenidade e que o primeiro trecho será justamente a partir do cruzamento das ruas 14 de julho e Fernando Corrêa da Costa, seguindo até a Avenida Mato Grosso.

A coordenadora ponderou que haverá as devidas adaptações no trânsito, para que a obra seja realizada, com um plano organizado para desvios, que não possam atrapalhar os motoristas e comerciantes locais. “Tudo estará bem sinalizado para facilitar o fluxo do trânsito”, disse Sabadin.

Trecho - Este será o primeiro trecho a ser executado, as demais fases do programa estão em fase de elaboração de projeto, para depois serem licitados pelo município. Para viabilizar o “Reviva Centro”, que trata da revitalização da área central da cidade, foi feito um empréstimo de 56 milhões junto ao BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

Segundo a prefeitura, a intenção do programa é desenvolver a região central da cidade, com investimentos em arborização, segurança, melhoria do tráfego e confortabilidade para usuários, motoristas, comerciantes ou moradores, para que todo o local fique mais “atrativo” para novos investidores, além de “resgatar a cultura e patrimônio” da cidade.

O projeto compreende na intervenção urbana em uma extensão de 1,4 mil metros, tendo a redução da faixa de rolamento, ampliação de calçadas, conversão das redes aéreas para subterrâneas e a implantação de paisagismo no passeio público. A previsão de término das obras é de dois anos, com investimento estimado em R$ 50 milhões.

Trecho da rua 14 de Julho onde vai ser feito as obras (Foto: Marina Pacheco)Trecho da rua 14 de Julho onde vai ser feito as obras (Foto: Marina Pacheco)

Comerciantes - O gerente de loja ed calçados, Marcos Antônio Borges, disse que ainda tem dúvidas em relação ao projeto, sobre como vão ser feitas as obras e se podem atrapalhar o comércio local. "Não sabemos se vão fechar as ruas, se teremos que fazer adaptações, mas esta revitalização é muito importante".

Já a vendedora Wélida Marques também quer mais detalhes sobre o funcionamento das lojas ao redor e se eles podem perder vendas, durante os trabalhos. "Temos estas dúvidas, mas sabemos que todo o projeto será bom para o centro".

A costureira Antônia Campos, de 52 anos, que gosta de fazer compras na área central, disse que as mudanças vão melhorar tanto aos comerciantes, como aos clientes. "Em datas festivas o movimento é muito grande, precisa de adequações nas ruas para que não fique difícil para todos".

Concorrência – A empresa Engepar Engenharia vai conduzir a obra, depois de vencer a concorrência, apresentando o valor de R$ 49.238.507,65. Os demais adversários foram desqualificados da disputa.

De acordo com a Central de Licitação, o Consórcio Reviva Centro, composto por três empresas, foi desclassificado por não apresentar proposta completa. Já a empresa Grillo & Werneck Projetos e Consultoria apresentou proposta em modalidade diferente ao que foi solicitado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions