A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

09/02/2015 21:06

Prefeitura mantém parceria em curso de extensão para alunos da escola agrícola

Eliza Moreira
A audiência realizada no gabinete do paço municipal contou com a participação do secretário municipal de Governo, Rodrigo Pimentel e do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, de Ciência e Tecnologia e Agronegócio, Natal Baglioni, além de técnicos da Sedesc. (Foto: Gerson Walber)A audiência realizada no gabinete do paço municipal contou com a participação do secretário municipal de Governo, Rodrigo Pimentel e do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, de Ciência e Tecnologia e Agronegócio, Natal Baglioni, além de técnicos da Sedesc. (Foto: Gerson Walber)

Estudantes concludentes do ensino médio da Escola Municipal Agrícola Governador Arnaldo Estevão de Figueiredo terão oportunidade de continuar o processo de aprendizagem por meio do Programa de Transferência de Tecnologia e Capacitação em Pecuária de Corte.

A Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), em parceria com a Prefeitura de Campo Grande deve lançar em breve o novo edital para processo seletivo dos interessados em ingressar no projeto Agroescola, que consiste em um acordo de cooperação técnica entre a Embrapa Gado de Corte, a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de MS (Fundect), a Universidade Federal de MS (UFMS) e o Município, referente à realização do curso, que tem duração de um ano.

O chefe-adjunto de Transferência de Tecnologias, Pedro Paulo Pires e a chefe-adjunta de Administração da Embrapa, Lucia Gatto, estiveram reunidos nesta segunda-feira (9) com o prefeito Gilmar Olarte para acordarem o termo de cooperação técnica.

Durante o encontro, ficou definido que a prefeitura vai somar esforços com os demais parceiros com vistas ao aprimoramento do conhecimento técnico e à disseminação de novas tecnologias aos alunos oriundos do ensino técnico profissionalizante agrícola para a execução de ações de transferência de conhecimentos e tecnologias, com vistas à formação de multiplicadores de tecnologia em pecuária de corte.

O Município terá, dentre outras atribuições, que garantir a continuidade da oferta do suporte administrativo às atividades de ensino, bem como disponibilizar profissionais qualificados nas áreas de direção, docentes, supervisão dos alunos, merendeira e serviços gerais.

Lúcia Gatto ressaltou que a parceria, firmada em 2012, permite a garantia de uma formação de excelência. “O programa Agroescola tem como proposta ser um curso de extensão. Além de servir como o complemento de todo o conteúdo do ensino técnico agrícola que esse estudante recebeu, ele também atende a forte demanda por profissionais de nível técnico habilitados para o trato com gado de corte e nos assuntos correlatos”, ressaltou a representante da Embrapa.

O prefeito destacou que é dever do poder público encontrar e garantir a sequência de mecanismos que contribuam para a evolução da educação. “O mercado de trabalho no agronegócio ainda carece da mão de obra qualificada e, esses jovens, por outro lado, carecem de oportunidades. Esses estudantes que entram no curso já têm vocação para a área da agropecuária. O que precisam é apenas de uma oportunidade para darem sequência aos estudos quando encerram o ensino médio”, disse Gilmar Olarte.

Antes de finalizar a reunião, os representantes da Embrapa fizeram o convite oficial para o prefeito participar, na próxima quarta-feira, da abertura da Dinapec – Dinâmica Agropecuária, que tem como propósito aproximar o público das novidades tecnológicas disponibilizadas ao mercado, de uma forma diferenciada buscando promover um maior intercâmbio de informações entre os diversos públicos presentes, permitindo uma interatividade entre pesquisa-extensão e o produtor.

Na ocasião, serão entregues os certificados para os alunos concluintes do Programa Agroescola no ano de 2014.

O prefeito Gilmar Olarte confirmou presença e agendou para as próximas semanas uma visita técnica à Embrapa, momento em que irá conhecer o espaço que irá receber a horta orgânica irrigada, que faz parte do projeto PAIS (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável), desenvolvido pela prefeitura de Campo Grande, por meio da Sedesc. Na oportunidade, o chefe do Executivo Municipal irá percorrer toda a extensão da Embrapa, a fim de verificar as áreas disponíveis para serem utilizadas em projetos futuros como a instalação de um Parque Florestal Municipal.

A audiência realizada no gabinete do paço municipal contou com a participação do secretário municipal de Governo e Relações Institucionais, Rodrigo Pimentel e do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, de Ciência e Tecnologia e Agronegócio, Natal Baglioni, além de técnicos da Sedesc.

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions