A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

31/08/2012 17:20

Presa por morte de universitários diz que tinha dívida de drogas

Nadyenka Castro e Elverson Cardozo

Alegação inicial é contestada pela Polícia. Estudantes foram mortos a tiro e havia outras lesões nos corpos

Policiais e funcionários de funerária retiram corpos. (Fotos: Rodrigo Pazinato)Policiais e funcionários de funerária retiram corpos. (Fotos: Rodrigo Pazinato)

Presa por envolvimento no assassinato de Breno Luigi Silvestrini de Araújo, 18 anos, e Leonardo Batista Fernandes, de 19 anos, a manicure Dayane Aguirre Clarindo, 24 anos, disse inicialmente à Polícia que ela e o marido tinham uma dívida de drogas e por isso roubaram a Pajero dos jovens.

De acordo com Maria de Lourdes Souza Cano, delegada da Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos) e responsável pelo caso, Dayane contou, inicialmente, que a ação contra os estudantes foi motivada por dívida.

No entanto, conforme a delegada, que não acredita na versão, a presa não revelou mais detalhes do débito. Para Maria de Lourdes, a intenção era sequestrar para roubar o veículo e levar até a Bolívia.

Breno e Leonardo foram sequestrados pouco antes das 21 horas dessa quinta-feira logo após terem saído do Bar 21, no bairro Miguel Couto, em Campo Grande. Horas depois, em Corumbá, foi encontrada a camionete Pajero que os estudantes estavam. O veículo foi encontrado pelo DOF (Departamento de Operações da Fronteira) abandonado.

Logo depois, por volta da 1 hora desta sexta-feira, Dayane foi presa pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), na BR-262, em Miranda, quando voltava para Campo Grande. Ela estava de carona em um caminhão e levantou suspeitas porque estava suja e ficou nervosa ao ser questionada sobre a viagem. Com Dayane foi encontrado o celular de um dos estudantes.

Enquanto isso, família e amigos dos jovens estavam em busca de notícias dos rapazes e a Polícia procurava por eles. Segundo a delegada, Dayane contou sobre a morte e indicou o local onde os corpos estavam: na entrada de uma tubulação de água pluvial no anel viário que liga as saídas de Aquidauana e Rochedo.

A PM (Polícia Militar) foi ao local e lá encontrou os dois cadáveres. Cada um deles com um tiro na cabeça e, de acordo com Maria de Lourdes, com lesões nos joelhos e nas mãos. Eles estavam vestidos com as mesmas roupas que usavam quando estavam no bar, mas, sem documentos.

Conforme Maria de Lourdes, Dayane também falou sobre a participação do marido e de um amigo que ela conheceu no início da semana. Os dois estariam escondidos em matagal, em Miranda, e ainda não foram localizados.

Os rapazes provavelmente foram mortos logo depois que foram sequestrados. O local onde os corpos estavam é característico de desova, no entanto, ainda não há confirmação se Breno e Leonardo foram mortos ali.

De acordo com a delegada, já foi feito mapeamento do crime desde o momento em que os estudantes foram sequestrados até a camionete ter sido encontrada.

Por enquanto não há testemunhas do crime, ou seja, pessoas que viram alguma coisa relacionada ao sequestro e ao assassinato. A delegada acredita que há mais pessoas envolvidas na ação.

A marca de tiro nos corpos é de revólver calibre 38, no entanto, só a perícia irá comprovar a munição utilizada, se foram mortos no local e a posição em que estavam quando foram atingidos.

Para análise da perícia no local em que os corpos foram encontrados, a rodovia precisou ser interditada. (Matéria editada às 22h37 para correção da informação)

Delegada Maria de Lourdes fala sobre o caso. (Foto: Rodrigo Pazinato)Delegada Maria de Lourdes fala sobre o caso. (Foto: Rodrigo Pazinato)
Dayane foi presa em Miranda e chegou em Campo Grande no início da tarde. (Foto: Pedro Peralta)Dayane foi presa em Miranda e chegou em Campo Grande no início da tarde. (Foto: Pedro Peralta)


Enquanto nós,cidadãos de bem,nos limitarmos apenas a reclamar e não dermos um passo em direção a justiça,nada sera mudado.Deveria haver uma manifestação popular,todos reunidos,invadir a delegacia e executar em praça pública todos os envolvidos ... maiores ou não.Só por escrever isso sei que corro o risco de ser repreendido e mal julgado,mas a indignação é tamanha que me vejo obrigado a tal
 
Ivan Pereira em 01/09/2012 10:02:13
a policia trabalha bem,mas o sistema nao deixa trabalhar mais pois qndo a pm começa a fazer a faxina,os comandantes freiam os bons policiais,transferindo,abrindo sindicancias,eu não suportaria uma tragédia dessas na minha famililia,pra mim o mundo acabaria,mas com certeza eu faria o mundo desses bandidos se acabar tbem.meus pesames aos familiares e a todos q sentem por isso.
 
marcos cesar em 31/08/2012 10:44:17
Nossa... quanta crueldade... Levar tiro na cabeça?? Pra que isso...
 
Frank William em 31/08/2012 10:05:46
Eu imagino o sofrimento dessas famílias, em saber que seus filhos sofreram muito nas mãos desses marginais delinquentes antes de morrerem. É triste, eu tenho filho nessas idades e penso muito no sofrimento dessas famílias, Espero que nossos dirigentes, que só lembram que nós cidadãos existimos em época de política, ajam mais e prometam menos. Mas sinceramente, não acredito mais em ninguém!!!!!
 
Luíza Haddad em 31/08/2012 08:58:38
E agora onde foram parar os direitos humanos desses jovens?Ou só existe prá bandido?Porque não fazem um pleciscito para saber da pena de morte no Brasil?A policia qdo mata um bandido a imprensa fica desesperada...Tem que começar exterminar esses bandidos mesmo.

 
maria do socorro em 31/08/2012 08:57:17
Pior q meu namorado deixou u carro estacionado perto do 21 e foi pra facul qdo voltou tinham tirado o vidro do carro e roubado objetos pessoais... Dae ele chamou a polícia.. Esperou mais d 1 hra... Vcs acham q apareceu polícia? Parabens PM? POR NÃO SE PREOCUPAREM PELO BEM ESTAR DOS CIDADÃOS.... ISSO EH UMA VERGONHA...
 
INGRID LIMA em 31/08/2012 08:19:20
Meus sentmentos a essas famlas ,,,,esses margnas tem que pagar muto caro......
Cade os dretos humanos............agora eles somem........pena de morte para eles....
sem nehuma pena.......
Meus pesames.......de coração....
Deus esteja com voces.........nesta hora........
 
ALBERTO RAMOS em 31/08/2012 07:51:44
Enquanto houver essa palhaçada de proteção e direitos humanos desses marginais, vamos perder muitas pessoas ainda do bem, próximas ou não! Isso é um absurdo! Matar pra que meu Deus?? Sinto pela família que hoje sofre por perder esses meninos tão jovens.. #eunaovouseraproxima
 
Renata Lima em 31/08/2012 07:48:48
É Carlos Souza se fosse no tempo do querido Cel Adib Massad esses bandidos que cometeram essa crueldade teriam o fim que merecem, mas hoje em dia ta cada vez pior, também é um tal de DIREITOS HUMANOS, POLICIA COMUNITÁRIA, CONSELHO COMUNITÁRIO DE SEGURANÇA... Tudo isso só atrapalha a policia desenvolver as suas ações contra esses bandidos, "que saudade dos velhos e bons tempos que não voltam mais"
 
Paulo Oliveira em 31/08/2012 07:46:40
Uma barbarie .Não basta mais apenas se apoderar do que não lhes pertence,precisam matar. A humanidade e os direitos só aparecem na hora de favorecer esses vagabundos que destruiram duas familias . Os direitos humanos já foram avisados que essa `` coitada ´´ está presa ?? Quem explicara as familias o porque que seus filhos nunca mais voltaram para casa ?? Animais covardes ... Penso na pena de morte
 
Ivan Pereira em 31/08/2012 07:16:17
Onde está a segurança pública de Mato Grosso do Sul e de Campo Grande? Onde estão as nossas autoridades? Vamos Governador levantar da cadeira e parar de fazer politicagem. O povo de Campo Grande merece mais respeito. Acorda Governador.
 
Carlos Araujo em 31/08/2012 07:03:53
Interessante é que os criminosos só foram descobertos porque não conseguiram passar com o carro na fronteira, provavelmente devido a uma barreira policial. Isso nos faz pensar que se essas barreiras fossem constantes, muitos bandidos desistiriam dos roubos. Mas ser parado hoje em uma barreira é muito difícil, pois quase não existem.
 
SERGIO TOMÉ em 31/08/2012 07:01:03
Heee que saudade Cel Adib...
 
Carlos Souza em 31/08/2012 06:39:34
É uma pena que em pleno século XXI, onde tanto se fala da dignidade da pessoa humana., que a vida desses jovens seifada por motivo fútil
Não tenho palavras para escrever a família.
Estado é o seu dever proteger seus cidadãos, é fato. Mas como fica as famílias das vítimas?
Fazemos apelo as nossas autoridades que melhore a capacitação, o salário, o treinamento dos agentes da segurança pública.
 
Murillo Araújo Martins em 31/08/2012 06:17:56
Ai, entra aqui um monte de pessoas "do bem" criticando a policia militar que esse ano matou apenas 9 bandidos, oras e agora pessoas "do bem" e se fossem seus FILHOS? Eram dois jovens no começo da vida! E um monte de gente "do bem" ofendidíssima com a morte de assassinos que fazem coisas desse tipo.
 
Anna Gonçalves em 31/08/2012 06:17:37
Quanto mais essa ... fala mais cresce minha indignação... dívida... os garotos não se envolviam com esse tipo de gente... bando de covardes... acabaram com a vida de dois jovens, duas crianças e com duas famílias inteiras, por pura e simples maldade... minha revolta e indignação é tanta que nem consigo expressar... #eunaovouseroproximo
 
HERMES ALENCAR DE LIMA em 31/08/2012 05:42:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions