A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

15/07/2012 10:39

Presas mulheres que aplicavam golpe em correntistas em caixas eletrônicos

Nadyenka Castro

Elas foram autuadas em flagrante logo após terem conseguido reter cartão de um homem de 59 anos e conseguir dados

O Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) prendeu na noite desse sábado, em Campo Grande, duas mulheres que aplicavam golpes a correntistas em caixas eletrônicos.

Thais Cordeiro Camacho, 19 anos, e Elilhandra Balbino, 25 anos, foram autuadas em flagrante após terem retido o cartão de um homem de 59 anos e conseguido dados da conta corrente dele. Elas disseram que são de São Paulo e confessaram que já tinham estado outras vezes na Capital e aplicado o mesmo golpe.

De acordo com registro policial, o Garras foi informado de que duas mulheres estariam monitorando clientes na agência do Banco do Brasil localizada na avenida Mato Grosso, com o objetivo de aplicar golpes.

Na noite desse sábado, policiais foram para o local e viram duas mulheres conversando com um senhor, que aparentava estar nervoso, dentro da agência.

As duas saíram do local e foram seguidas, sendo abordadas quando sentaram no banco de uma praça próximo à agência. Um policial ficou responsável por elas e outro voltou ao Banco do Brasil, onde encontrou o senhor falando ao celular, informando dados pessoais e senhas .

Em um dos caixas eletrônicos, o investigador encontrou um dispositivo artesanal de retenção de cartão. No dispositivo estava retido o cartão do senhor.

Ele contou ao policial que foi até a agência sacar dinheiro e ao inserir o cartão percebeu algo estranho, sendo logo em seguida abordado pelas duas mulheres.

Conforme registro policial, o senhor contou que as duas ofereceram ajuda e uma delas empurrou o cartão, deixando-o preso no caixa eletrônico.

A outra mulher mostrou um folder falso da instituição financeira e, do próprio celular, ligou para um número de telefone que lá constava como Central de Atendimento do Banco do Brasil e emprestou o aparelho ao senhor.

A falsa atendente do Banco do Brasil pediu dados pessoais e senhas da vítima, que forneceu. Quando o policial chegou, o senhor confirmava as informações à suposta funcionária.

Segundo boletim de ocorrência, Thaís confessou o golpe e falou que ela e Elilhandra são de São Paulo e já tinham vindo outras vezes para Campo Grande e cometido o mesmo crime.

Thaís disse aos policiais o hotel onde estava hospedada com a comparsa e lá os investigadores encontraram diversos panfletos falsos do Banco do Brasil e também vários dispositivos artesanais de retenção de cartão.

Thais e Elilhandra foram autuadas em flagrante por furto qualificado com abuso de confiança. O caso é investigado pelo Garras.

Gangue das Morenas - De acordo com a Polícia, uma das autoras disse que integra o grupo criminoso conhecido Gangue das Morenas, que atuava em São Paulo.

No fim de março deste ano, três mulheres deste grupo foram presas em São Paulo por golpe idêntico ao que Thaís e Elilhandra aplicaram no senhor de 59 anos, na Capital.

As três mulheres presas no Estado vizinho instalavam dispositivo de retenção de cartão nos caixas eletrônicos e quando o cliente ‘perdia’ o mesmo, ofereciam ajuda e com isso conseguiam dados e furtavam dinheiro dos correntistas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions