A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

21/09/2016 08:29

Procurador da Câmara Municipal está no mesmo presídio do ex-chefe

Mayara Bueno
André Scaff na primeira fase da Operação Midas, em maio. (Foto: Marcos Ermínio)André Scaff na primeira fase da Operação Midas, em maio. (Foto: Marcos Ermínio)

O ex-secretário de Finanças da Prefeitura de Campo Grande e procurador da Câmara Municipal, André Scaff está detido no Presídio Militar, o mesmo em que o ex-vice-prefeito, Gilmar Olarte (PROS), está preso desde agosto. Já a esposa de Scaff, Karine Scaff, divide a mesma cela com Andreia Zanelato Olarte, mulher do ex-prefeito, no Presídio Feminino, de acordo com o diretor-presidente da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), Ailton Stroppa.

O casal Scaff é investigado na Operação Midas, que apura os crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, associação criminosa e falsidade ideológica. Na terça-feira (20), ambos foram presos.

Scaff é o principal alvo da força-tarefa, que já está em sua segunda fase. Ele é suspeito de receber propina no valor de R$ 3 milhões, para aditar e renovar contratos de empresas prestadoras de serviços com a prefeitura, no período em que foi secretário de finanças, na gestão Olarte, que durou de 2014 a 2015.

Na primeira etapa da operação foi realizada em maio deste ano, quando Scaff prestou depoimento ao Gaeco na Depac (Delegacia de Pronto Atedimento Comunitário) do Centro. Informações apuradas pelo Campo Grande News na época indicavam que a evolução patrimonial dele nos últimos 12 anos estava sendo investigada.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions