A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

19/11/2016 10:18

Programa cultural leva as famílias para escola Lúcia Martins Coelho

Amanda Bogo
Alunos portadores de necessidades especiais fizeram apresentações teatrais e de dança (Foto: Marcos Ermínio)Alunos portadores de necessidades especiais fizeram apresentações teatrais e de dança (Foto: Marcos Ermínio)

A família se reuniu hoje na Escola Estadual Lúcia Martins Coelho. Neste sábado (19), projeto levou apresentações teatrais, de dança, palestras e outras atividades culturais a alunos e parentes do colégio que é um dos mais antigos da cidade, localizado no Rua Bahia.

Essa foi a quarta e última edição do ano do evento realizado pela Secretaria Estadual de Educação e acontece em todas as escolas estaduais da Capital. "O objetivo é promover o encontro da família na escola e uma parceria de trabalho envolvendo toda a comunidade escolar, visando o sucesso dos alunos", explicou a diretora da instituição de ensino, Déborah Dal Moro, 38 anos. 

O evento começou com uma apresentação da turma de alunos portadores de necessidades especiais, com a encenação do Bumba Meu Boi. Depois, os alunos apresentaram uma quadrilha, também manifestação do Nordeste brasileiro. O cronograma contou ainda com palestra para os pais sobre afeto, formação familiar e diálogo com adolescentes, coral e apresentação de um poema em homenagem a Manoel de Barros.

Para Déborah, o programa envolve toda a comunidade escolar e visa o sucesso dos alunos (Foto: Marcos Ermínio)Para Déborah, o programa envolve toda a comunidade escolar e visa o sucesso dos alunos (Foto: Marcos Ermínio)

"Esses eventos são legais, eu gosto. Os pais ficam presentes na vida escolar, conhece os professores, coordenadores.  E isso reflete no desempenho em sala de aula. O aluno tenta ser melhor e aprender mais", disse Débora Salle Silva, 16 anos, uma das alunas que apresentaram o poema em homenagem a Manoel de Barros. 

"Vejo que minha filha interage bem, e isso é importante porque sei que ela quer estar aprendendo sempre, ela é ativa", afirmou a mãe de Débora, Taiamã Salle Moreira, 35 anos.

Wesley e Cláudia estavam felizes com a apresentação (Foto: Marcos Ermínio)Wesley e Cláudia estavam felizes com a apresentação (Foto: Marcos Ermínio)

Turma especial - A professora Cláudia Alcaraz, 49 anos, é uma das responsáveis pelas turmas de alunos portadores de necessidades especiais da escola. Ao todo, vinte e quatro estudantes com idade entre 14 e 55 anos frequentam as aulas de teatro, música, educação física e dança e artes visuais.

"Esse aluno já frequentou a Apae, Pestalozzi, passou pela escolarização. Agora ele está em casa, sem ocupação. O mercado de trabalho não oferece vagas para eles. Essas aulas ajudam para que a visão de mundo deles melhore, que eles participem da sociedade. E para os pais é importante. Ajuda na autoestima eles terem uma atividade maravilhosa", afirmou Cláudia.

Autoestima em alta igual a de WesleyLoran de Jesus Espíndola, 26 anos, aluno que frequenta as aulas e se apresentou na manhã de hoje. "Gosto muito de teatro, participo sempre. Gostei de me apresentar hoje. Minha mãe veio me ver. Gosto de vir sempre", finalizou.

Homem de 77 anos é espancado em casa por assaltantes no Aero Rancho
Idoso de 77 anos foi espancado em casa durante roubo, por volta das 18h de ontem (22), na Rua Charlote, no Bairro Aero Rancho, região sul de Campo Gr...
Homem é encontrado morto em praça com pescoço cortado por caco de vidro
Homem identificado por uma testemunha apenas como Afonso foi encontrado morto com ferimentos provocados por caco de vidro. O caso foi registrado por ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions