A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

03/10/2014 08:44

Queda de árvores durante ventania interditou ruas, mas não causou estragos

Aliny Mary Dias e Francisco Júnior
Na região do bairro Ana Maria do Couto, rua foi interditada e ficará assim até o fim da manhã (Foto: Marcos Ermínio)Na região do bairro Ana Maria do Couto, rua foi interditada e ficará assim até o fim da manhã (Foto: Marcos Ermínio)

As árvores que caíram em razão dos fortes ventos que atingem Campo Grande desde a madrugada não causaram estragos ou deixaram pessoas feridas, a única dor de cabeça dos quatro locais atendidos pelo Corpo de Bombeiros, na manhã desta sexta-feira (3), é a interdição das ruas.

Segundo os Bombeiros, foram registradas pelo menos quatro quedas de árvores de pequeno, médio e grande porte na Capital. Os casos ocorreram no bairro Ana Maria do Couto, na Mata do Jacinto, no São Francisco e na Vila Santa Dorothéia.

Os ventos de aproximadamente 46 quilômetros por hora, conforme registro do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), foram capazes de derrubar uma árvore de grande porte na Avenida José Barbosa Rodrigues, na região do bairro Ana Maria do Couto.

Toda a avenida, no sentido bairro-centro, ficou interditada e os motoristas precisaram desviar pelo bairro. Equipes do Corpo de Bombeiros estão no local desde às 7 horas e usam motosserras para cortar o tronco. O trabalho deve levar toda a manhã para ser finalizado.

Bombeiros usam motosserra para cortar troncos (Foto: Marcos Ermínio)Bombeiros usam motosserra para cortar troncos (Foto: Marcos Ermínio)

Outra árvore que caiu com a força do vento e foi arrancada pela raiz é um pé de ingá. A árvore ficava no quintal do aposentado Antônio Terci, 71 anos, que vive na Rua Jorge Pedro Bedoglim, na Mata do Jacinto. Por pouco, a árvore não atingiu a casa e caiu em direção à rua. O aposentado afirma que a queda ocorreu por volta das 1h30. O corte já foi feito pelos bombeiros.

Duas árvores também caíram na Avenida Rchid Neder, no São Francisco, e outra na Rua Doutor Aníbal de Toleto, na Vila Santa Dorothéia. As duas árvores são de pequeno e médio porte e já foram retiradas pelos militares.

Quedas - Desde o dia 30 de setembro, três quedas de árvores e galhos assustaram campo-grandenses e por pouco não causaram tragédias.

Na manhã de ontem (2), o galho de uma árvore parcialmente seca caiu e atingiu dois automóveis na Rua Rui Barbosa, entre a Avenida Afonso Pena e Rua Barão do Rio Branco, em frente a uma loja de bijuterias. Ninguém ficou ferido.

Na quarta-feira, uma árvore frutífera de cerca de 5 metros de altura caiu sobre o telhado de uma casa e assustou os moradores na Rua Enéas Francisco Belho, no Jardim Macaúbas. Ninguém se feriu. Na terça-feira (30), uma árvore caiu sobre três carros e o muro da Escola Municipal Arlindo de Lima, no Jardim dos Estados.

Ventos chegaram aos 46 quilômetros por hora, segundo o Inpe e derrubaram 4 árvores (Foto: Marcos Ermínio)Ventos chegaram aos 46 quilômetros por hora, segundo o Inpe e derrubaram 4 árvores (Foto: Marcos Ermínio)
Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions