A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

26/11/2015 12:53

Repasses para Hospital do Câncer e do Pênfigo somam mais de R$ 30 milhões

Flávia Lima
Prefeito Alcides Bernal fala sobre os repasses que autorizou a hospitais da Capital. (Foto:Fernando Antunes)Prefeito Alcides Bernal fala sobre os repasses que autorizou a hospitais da Capital. (Foto:Fernando Antunes)

O prefeito Alcides Bernal (PP) anunciou no final da manhã desta nesta quinta-feira (26), os valores de repasses que serão feitos, no período de um ano, ao Hospital do Câncer Alfredo Abrão e ao Hospital do Pênfigo. Conforme o acordado, a gestão municipal irá destinar ao HC, R$ 22 milhões para tratamentos e cirurgias oncológicas.

Além disso, outros R$ 3,7 milhões serão repassados para a realização de cirurgias ortopédicas em ombros, quadril e joelhos. Segundo o diretor do Hospital do Câncer, Carlos Coimbra, com a verba destinada aos procedimentos ortopédicos será possível realizar quatro cirurgias a cada final de semana para atender a demanda judicial, cujos gastos são de responsabilidade da administração municipal.

“Em um ano nossa expectativa é realizar 190 operações. Essa parceria vai resultar em economia para a prefeitura, que gastaria muito mais se tivesse que pagar esses valores de outra forma”, diz Coimbra.

A expectativa do HC, agora, é fechar uma repactuação com o governo do Estado. “Estou tentando um encontro com o Nelson Tavares (secretário estadual de Saúde), para fecharmos essa questão”, afirma o diretor do Hospital do Câncer.

Em junho deste ano o hospital chegou a somar R$ 800 mil em dívidas com fornecedores em razão de pagamentos atrasados, já que na ocasião a prefeitura do então prefeito Gilmar Olarte havia se comprometido em aumentar o repasse em R$ 200 mil.

De acordo com Carlos Coimbra, em outubro a prefeitura fechou um acordo para o pagamento da dívida de R$ 1,6 milhão que a antiga gestão tinha com o hospital. O valor foi dividido em oito parcelas de R$ 200 mil, que já começaram a ser pagas.

Com o pacto firmado nesta quinta-feira, o hospital terá um fôlego para continuar sanando suas dívidas. A expectativa, com a contratualização, é realizar pelo menos 132 mil atendimentos e duas mil cirurgias por ano.

Já para o Hospital do Pênfigo, que hoje conta com duas unidades em Campo Grande, o valor do repasse será de R$ 5,8 milhões, destinados a 228 cirurgias oftalmológicas e 11,4 mil exames pré-operatórios. A verba também será destinada a reativação do Programa Fila Zero, que fará mais de 150 mil atendimentos.

Além disso, está previsto através da parceria com o hospital, a realização de 336 exames e tratamento dermatológico e 3.120 cirurgias ortopédicas e cirurgia geral ao ano.

O secretário municipal de Saúde Ivandro Fonseca, disse que por meio do convênio feito na primeira fase da gestão de Bernal e nos últimos anos, foram atendidas quatro mil pessoas que estavam esperando cirurgia há mais de sete anos.

“A previsão é de ser realizados mais de 22 mil atendimentos, beneficiando pelo menos 15 mil pessoas", ressaltou o prefeito. 

Santa Casa- Ainda nesta quinta-feira, às 15 horas, o prefeito Alcides Bernal vai assinar também contrato com a Santa Casa. A assinatura prevê a contratualização por mais um ano e a expectativa é que a prefeitura deva entrar com um repasse de R$ 3,5 milhões por mês e também pagar R$ 11,9 milhões em quatro parcelas.

O hospital cobra da prefeitura uma dívida de R$ 13,5 milhões, mas abriu mão do restante do valor. Em contrapartida, o hospital assumiu o compromisso de manter o atendimento em sua plenitude, inclusive os 12 leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) que a Santa Casa chegou a fechar (alegando que estava com o estoque de medicamentos zerados), e teve de reabrir por força de uma decisão judicial para o atendimento de pacientes que esperavam vaga nas UPAS (Unidades de Pronto Atendimento).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions